domingo, 23 de junho de 2013

SANTUÁRIO DE SANTA HELENA

 

CARACTERIZAÇÃO DO IMÓVEL

No topo do Monte de Sta. Helena ergue-se uma capela de nave única, pequena e singela, com fachadas percorridas por embasamento de can­taria de granito, rematadas por cornija e beirada simples. Fachada principal voltada a Norte em alvenaria de granito, finalizado em empena com cruz latina.

Zona Envolvente

O Santuário de Sta. Helena encontra-se num lo­cal isolado, no topo de um monte com 1162m de altitude e funciona como primeira barreira de progressão da influência marítima do Atlântico para o interior centro.

Daqui, podemos vislumbrar o Vale do Varosa, as cidades de Tarouca, Lamego, Vila Real e as Serras do Marão, das Meadas e da Estrela.

A ladear a capela, encontramos um pequeno complexo, que serve de dormitório na semana da novena, um altar exterior com cobertura para as missas em honra de Sta. Helena e uma praça de grandes dimensões.


Não se sabe muito acerca da fundação deste templo. Segundo a lenda, uma nobre dama de Tarouca recebeu a notícia do falecimento do seu amado esposo nas cruzadas, na defesa dos luga­res Santos. Chorando pelo seu infortúnio e, depois de casada em segundas núpcias, é confrontada com o regresso do seu primeiro marido. Não su­portando a vergonha, retira-se para aqui, lugar ermo, propício à meditação, e com autorização do Abade, manda construir o templo.

Mas provavelmente a sua fundação está associa­do às Vias Sacras, que ocorriam na encosta íngre­me e que se iniciavam na Igreja Paroquial de S. Pedro de Tarouca, e ao aumento das invocações Marianas, que se foram interiorizando na popula­ção. Assim, passou-se a venerar a Nossa Sra. das Dores e Sta. Helena da Cruz.

Sem comentários: