sábado, 30 de junho de 2012

Mais expostos à crítica do que à gripe

EXPOSIÇÃO CONTÍNUA
«As pessoas estão tão expostas à crítica como à gripe».
Friedrich Durrenmatt limitou-se a conferir o óbvio.
Eu diria que estamos mais expostos à crítica. Sobretudo quando procuramos fazer alguma coisa!
Fonte: aqui

Rendimento garantido e carros de luxo à porta

Veja ESTA reportagem.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Paróquia de São Pedro de Tarouca festeja o seu Padroeiro

Veja aqui

Preços

Os preços dos combustíveis estão a cair há já dez semanas consecutivas, mas o consumo não está a recuperar. Pelo contrário, está a descer e em abril registou a maior descida desde 2005, ou seja, desde que a Direcção Geral de Energia (DGE) divulga estatísticas
De acordo com os últimos dados divulgados no site do DGE, o consumo global de combustíveis caiu 7,8% entre abril de 2011 e abril de 2012, sendo que na gasolina a quebra foi de 10,3% (sem chumbo 98 caiu 23,6% e sem chumbo 95 caiu 9%) e no gasóleo de 7,7%, também as maiores descidas dos últimos sete anos.

O preço de bens e produtos em Portugal é 13 por cento mais baixo que a média europeia, com Dinamarca, Suécia e Finlândia a encabeçarem a lista dos mais caros, informou o Eurostat. Do total 27 Estados-membros da União Europeia (UE), 12 têm os seus preços acima da média europeia, ao passo que 15 têm os preços dos seus bens e produtos situados abaixo do valor referencial.
Restaurantes, bens eletrónicos, vestuário, álcool, tabaco, alimentação e estadias em hotéis são alguns dos elementos que formam a lista de onde se chegou à média de preços da UE.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

ESPELHO DA VIDA

video

Canonização dos Pastorinhos

Há três milagres em estudo na causa de canonização dos beatos Jacinta e Francisco Marto, revelou à Agência ECCLESIA a Irmã Ângela Coelho, vice-postuladora do processo. "Os três processos que tenho em mãos são estrangeiros", confirmou a responsável pela difusão da vida dos irmãos pastorinhos que, segundo o testemunho reconhecido pela Igreja Católica, presenciaram as aparições da Virgem Maria na Cova da Iria, entre maio e outubro de 1917. Questionada sobre a possibilidade de perceber estar perante um milagre a religiosa da congregação da Aliança de Santa Maria referiu "haver um ou outro que inspira mais confiança", mas acrescentou não haver "nada de concreto" ainda.
De acordo com o Direito Canónico, para a declaração de santidade é necessário um novo milagre, ou seja, o reconhecimento de uma cura inexplicável à luz da ciência médica actual e comprovada pelos médicos do Vaticano. O processo para a canonização tem uma primeira etapa na diocese em que faleceu o servo de Deus e uma segunda em Roma, onde se examina toda a documentação enviada pelo bispo diocesano. Após exame da documentação efectuada pelos teólogos e especialistas, compete ao Papa declarar a heroicidade das virtudes, a autenticidade dos milagres, a beatificação e a canonização.
A tramitação do processo de santidade de um católico morto com fama de santo passa por fases distintas, podendo ser iniciado por qualquer católico ou grupo de fiéis, através de um postulador, constituído mediante mandato de procuração e aprovado pelo bispo local. Após a investigação, na diocese, sobre as virtudes ou martírio e fama de santidade, a informação é enviada à Santa Sé que, se o exame dos documentos recolhido for positivo, declara o "servo de Deus" como "venerável".
A segunda etapa do processo consiste no exame dos milagres atribuídos à intercessão do "venerável". Se um destes milagres for considerado autêntico, o "venerável" é considerado "beato". Quando após a beatificação se verifica um outro milagre devidamente reconhecido, então o beato é proclamado "santo". As virtudes heróicas de Jacinta e Francisco Marto foram declaradas a 13 de maio de 1989. A 22 de Junho de 1999 foi aprovado o milagre que abriu o caminho da beatificação, tendo esta ocorrido a 13 de maio de 2000, em Fátima, numa celebração presidida por João Paulo II.
Fonte: aqui

Mais de 70 mil portugueses emigram todos os anos

Mais de 70 mil portugueses estão a emigrar todos os anos, segundo o relatório anual divulgado  pela OCDE, que indica que a maioria dos que abandonam o país tem menos de 29 anos.

A entrada de imigrantes e saída de portugueses para outros países diminuiu cerca de 12 por cento em 2010, revela o relatório "International Migration Outlook 2012", da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

A tendência de diminuição de circulação de pessoas regista-se há já vários anos. Apesar de, na última década, a taxa migratória (diferença entre imigrantes e emigrantes) continuar positiva - mais 182 mil pessoas -- a verdade é que representa apenas metade do valor registado entre 1991 e 2000.

Uma das causas para esta diminuição está na saída de portugueses. Desde meados da década passada, são cada vez mais os que decidem abandonar o país à procura de uma vida melhor. Actualmente, mais de 70 mil pessoas emigram todos os anos.

Portugal surge assim no relatório da OCDE ao lado da Grécia, Irlanda, Itália e Espanha, onde já era espectável que o agravamento da situação económica levasse a um aumento da emigração.

As mesmas razões - a crise económica e falta de emprego - provocaram também uma diminuição de entradas no país. Segundo o relatório, são cada vez menos os imigrantes não europeus que pedem vistos de longa duração: em 2010, os serviços receberam menos de 15 mil pedidos, registando o valor mais baixo desde 2003.

Os pedidos de autorização para estudar em Portugal passaram a ser os que têm mais peso estatístico, representando quase metade (47%) da totalidade dos vistos de longa duração. Logo a seguir surgem os vistos atribuídos às famílias (cerca de 25%) e, finalmente, os vistos de trabalho (16%).

Os pedidos para requerer um visto de trabalho têm vindo a diminuir desde 2009, altura em que deixaram de atingir o limite máximo permitido pelo Governo, de 3.800 por ano.

A maioria dos imigrantes que vivem em Portugal são de países lusófonos, em especial de Cabo Verde e Brasil. O relatório destaca a forte presença dos imigrantes dos PALOP (42%), de brasileiros (23% do total) e os chineses (7%). Já os imigrantes de leste são cada vez menos.

Entre 2009 e 2010, o número de novas autorizações de residência passou de 61.400 para 50.700. E o número de estrangeiros legalizados diminuiu dois por cento em 2010, atingindo os 448 mil: 27% eram brasileiros, 11% ucranianos e 10% cabo-verdianos.

Entre as razões para a diminuição da imigração, o relatório aponta o aumento de casos de dupla nacionalidade, naturalização portuguesa (principalmente entre os PALOPS) e regresso ao país de origem (mais habitual entre os imigrantes de leste).

No que toca ao exílio, Portugal registou um aumento de pessoas exiladas (de 140 em 2009 para 160 em 2010), mas continua a ser o país da OCDE que recebe menos pedidos.

O relatório analisou ainda as políticas de migração e as alterações legislativas nacionais (feitas em 2006, 2007 e 2008), chamando especial atenção para o facto de "a integração dos imigrantes continuar a ser uma prioridade política".

O documento sublinha ainda as 122 medidas do I Plano Nacional de Integração (2007-2009) que abrangia áreas como educação, saúde, Segurança Social, racismo ou trabalho.

"Os objectivos foram considerados por todos como tendo sido atingidos a 80%", lê-se no documento, que refere que o II Plano para a Integração dos Imigrantes (em vigor entre 2010 e 2013) passou a ter 90 medidas e dois novos focos: a promoção da diversidade e protecção dos imigrantes mais velhos e a protecção contra o empobrecimento e desemprego imigrante.
Fonte: aqui

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sonho morre nos penáltis

Portugal, até ás meias-finais chegaste, mas daqui não passaste.
Ao perder por por 4-2 nas grandes penalidaes, após uma igualdade a zero no tempo regulamentar e nos 30 minutos de prolongamento, Portugal ficou afastado da final.

Não aprecio "consolos" ou vitórias morais, 'tipo já fomos muito longe'', 'Portugal é um país pequeno que chegou onde os grandes não conseguiram', 'os jogadores honraram a camisola', 'fizemos grandes jogos', etc, etc.
Perdemos, pronto.
"Quem vai à guerra, dá e leva". Umas vezes ganha-se, outras perde-se. É assim no futebol.
Até podemos dizer que impedimos a Espanha de realizar o famoso estilo de jogo espanhol, e foi verdade.
Até podemos dizer que a Espanha não criou grandes oportunidades de jogo, e é verdade.
E Portugal? Criou grandes oportunidades de golo? Impôs o seu estilo ou preocupou-se mais em obstar a que o adversário desenvolvesse o seu?
As substituições foram oportunas? No tempo certo?
Como é que na 2ª parte do prolongamento, a Espanha, com menos dois dias de descanso, encostou Portugal cá trás?
Quando vi correr para a marcação dos penaltis Moutinho e Bruno Alves, contestei energicamente esta decisão com as pessoas com quem estava a ver o jogo. Era previsível o falhanço... Bastava atentar ao seu histórico.
Houve, na minha opinião, jogadores que sentiram o peso da responsabilidade, como Veloso, João Pereira e Nani. E Ronaldo não teve a ponta de génio que se esperava.
Quanto a Paulo de Bento, admiro-lhe a persistência, não a obstinação. Poderia e deveria ter feito mais neste jogo.

Perdemos. Nada de anormal nem de dramático. Mas faltou-nos ganhar. Aprendamos com Mourinho.

Como diz uma pessoa amiga,"acabou" o Euro 2012 para os portugueses... hora de assentar a poeira e voltar a realidade....vamos voltar a ser "invadidos" pelas noticias habituais...crise...crise...
A volta a realidade!!!"

Inter Futsal: eleições e relatório de contas

Veja aqui

Todos por Portugal

terça-feira, 26 de junho de 2012

Ora e labora

Quanto dinheiro não circula à volta da religião!

Pensemos nestas celebrações religiosas:
- Baptismos
- Matrimónios
- Festas
- Peregrinações
- Bodas de Ouro e de Prata
- Festas da catequese

E agora vejam o mundo que circula à volta destes acontecimentos:
- Restaurantes
- Pirotecnia
- Vestuário e calçado
- Cabeleireiros
- Bandas de Música e conjuntos
- Floristas
- Gasolineiras
- Casas comerciais
- Construção civil
- etc

Quanto dinheiro toda esta gente não ganha a partir das celebrações religiosas! Quanto dinheiro circula!

Mas podemos ver o facto por outro prisma. O emprego. Regular ou temporário.
Muita gente vem buscar aqui um suplemento de ordenado importantíssimo para a sua vida. Recordo, por exemplo, as pessoas que servem às mesas nos restaurantes.

É a celebração religiosa que despoleta todo este processo. Mas tantas vezes a celebração religiosa anda a reboque do processo. "O casamento tem que ser em tal dia, porque o restaurante que quero só tem tal dia disponível..."
Tornamos a causa consequência das consequências que gera...

E depois vemos que muitas destas pessoas, associações e empresas que lucram com o religioso não têm sequer um gesto para com a religião... Algumas vezes, têm mesmo atitudes de indiferença ou hostilidade.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

"Final será entre Itália e Portugal"

    
 Roberto Mancini aposta numa final Itália-Portugal
Roberto Mancini aposta numa final Itália-Portugal Fotografia © REUTERS/Darren Staples

Roberto Mancini acredita que as meias-finais vão proporcionar duas surpresas. Em vez da esperada final entre Espanha e Alemanha, serão as seleções de Portugal e Itália a lutar pelo título europeu.
O treinador italiano não está de acordo com Michel Platini. Se o presidente da UEFA causou polémica ao dizer que a final será entre Espanha e Alemanha numa altura em que ainda se jogava a fase de grupos, agora com as meias-finais definidas, Mancini aposta numa surpresa.
"A final será entre Itália e Portugal", disse o técnico do Manchester City à Radio RAI. Mancini compara as meias-finais do Euro 2012 ao que aconteceu na mesma fase mas na Liga dos Campeões. "Será como o que aconteceu na Liga dos Campeões, onde os favoritos Barcelona e Real Madrid perderam nas meias-finais", afirmou, referindo-se quando o Chelsea eliminou os catalães e o Bayern Munique os merengues.
Fonte: aqui

ASSIM ESTÁ BEM!
Isto é que é falar! Quem fala assim não é gago...
Oxalá que o sr. Mancini  acerte. Eu  ficaria satisfeitíssimo. E milhões de portugueses também. E olhem que bem merecíamos esta alegria depois da "seca" da crise que constantemente bombardeia a nossa existência.
E já agora, se não for pedir demais, que Portugal vence a final.

sábado, 23 de junho de 2012

Santos Populares

São João luta pela verdade, mesmo contra corrente...

Ver aqui

sexta-feira, 22 de junho de 2012

SANTA HELENA /2012 - Programa


TRÊS MOMENTOS ESPECIAIS

1. Dia 3 de julho, terça-feira - Via Lucis, às 21h
2. Dia 5 de julho, quinta-feira - Encontro / partilha, às 21h
A família contada pelo filhos

3. Dia 6 de julho, sexta-feira - Louvar a Cantar, com P. Marcos.

"Portugal não é favorito, mas pode sonhar"

video
Fonte: aqui

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Oferta de Emprego

Procura-se
  • Um electricista para restabelecer a corrente entre as pessoas que já não dialogam.
  • Um técnico de óptica para mudar o olhar das pessoas.
  • Um artista para desenhar um sorriso em todos os rostos.
  • Um pedreiro para construir a paz.
  • Um jardineiro para fazer florir a capacidade de pensar ...
  • E um professor de matemática para nos ensinar a contar...... uns com os outros !!!!

"Eu só vou se lá houver missa... que eu não quero faltar à missa nas férias".

Tal é a força da criança
Conheci o Simão quando o via, rodeado de cuidados em casa da dedicada ama. De olhar vivo e atitude voluntariosa deixava transparecer que estava a crescer ali um garoto decidido.

Voltei a vê-lo, depois, e acompanhei-o na preparação da primeira comunhão. Sempre atento a beber as palavras que ouvia. Tanto quanto lhe permitia a idade interiorizou resoluções para o futuro. E agora na véspera de ir para férias pôs condições à mãe: "Eu só vou se lá houver missa... que eu não quero faltar à missa nas férias".

Adivinha-se ali um arranha-céus que ninguém deitará abaixo. Seremos nós capazes – os mais velhos – de não defraudar o espírito e as intenções lavadas das nossas crianças?

Outro caso delicioso. Foi no final do ano lectivo da catequese, na Festa da Profissão de Fé.


A catequista quis prepará-los para se demitir da Missão... que gostava muito deles... mas agora, passados tantos anos, também se sentia cansada... a família precisava dela... mas esperava que todos continuassem como até agora, assíduos e bem comportados, para, na devida altura, receberem o sacramento do Crisma.
Quem não esteve com rodeios foi a Daniela que saltou, imediatamente, em nome do grupo:
– "Ó catequista, não pense que nos deixa. Nessa altura íamos todos para a sua porta fazer uma grande fome!"

Ora aí está o anúncio de uma greve. Pudessem todas ser assim, tão justas e oportunas! Para matar a fome vale tudo. E o pão do corpo nem sempre é o mais importante. Está escrito que "nem só de pão vive o homem." Castigo do Céu! Quanta coisa boa apodrece no mundo!

"Podre de rico"
é uma expressão do nosso povo. Gosto muito dela. Faço-a minha. É do peito da criança que sai o verdadeiro conhecimento de Deus – disse Pai Américo.

Em Outubro celebraremos a vitória do grupo da Daniela. Tal é a força da criança!


A. Borges de Carvalho, aqui

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Austeridade levou ao nazismo, diz governador de banco austríaco

«A concentração exclusiva na austeridade [nos anos 1920 e 1930] conduziu a um desemprego em massa, a um colapso dos sistemas democráticos e, no final, à catástrofe do nazismo». As palavras são do governador do Banco Central Austríaco, que se mostrou contra as políticas de austeridade consideradas drásticas.

Ewald Nowotny fez um paralelismo entre a Alemanha dos anos 1930 e a chegada do nazismo, com as medidas de austeridade que têm sido aplicadas em vários países europeus.

As palavras do governador do banco, que também é membro do conselho de governadores do Banco Central Europeu (BCE), foram citadas pela agência Dow Jones.

Para Nowotny, que falava em Viena, «há sempre uma alternativa» à austeridade.

Fonte: aqui

Um blog de vez enquando - VII

Para informação sobre o concelho tarouquense e sobre  esta região, apresento hoje estes dois blogues:

- Tarouca Hoje - aqui

- Tarouca Viva - aqui

Aumentam utentes que desistem dos exames médicos por causa dos custos

O presidente da Associação Portuguesa dos Médicos Patologistas considera que a imposição da realização dos exames nas instituições de saúde públicas leva cada vez mais utentes a desistirem devido à distância e ao preço dos transportes.
Em declarações à agência Lusa, Rocha Alves reconheceu que, desde que entrou em vigor o despacho (10.430/2011) que determina que "os estabelecimentos hospitalares integrados no Serviço Nacional de Saúde [SNS] não podem utilizar as requisições de prescrição de Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT) para as entidades com convenção" tem aumentado a demora e os custos para os utentes.
"Um utente pode ter um laboratório à porta de casa e ter de percorrer 20 ou 30 quilómetros para realizar uma análise num hospital ou centro de saúde", disse.
Rocha Alves diz que são cada vez mais frequentes os utentes que desistem de realizar os exames que lhe são prescritos, pois em muitos casos não têm dinheiro para o transporte ou não estão dispostos a percorrer tais distâncias.
O presidente da Associação Portuguesa dos Médicos Patologistas (Apomepa) considera "mais grave" a situação no interior do país, com grandes distâncias para percorrer pelos utentes.
Fonte: aqui

Pode oferecer mesmo sem possuir

terça-feira, 19 de junho de 2012

TERAPIA DO ELOGIO

Os terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram numa recente pesquisa, que os membros das famílias estão cada vez mais frios, mais distantes, o carinho é cada vez menor, não se valorizam as qualidades, facilmente se ouvem críticas.
<><><><><><><><>
As pessoas estão cada vez mais intolerantes e desgastam-se na valorização dos defeitos dos outros.

Por isso, as relações de hoje não duram.
A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias. Não vemos mais os homens a elogiar as suas mulheres ou vice-versa, não vemos os chefes a elogiar o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos a elogiar-se; etc.
Só vemos futilidades: valorizam-se artistas, cantores, jogadores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por consequência, são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto, das aparências
A ausência de elogio afecta muito as pessoas e as famílias.
Há falta de diálogo nos lares. O orgulho e a agitação da vida impede que as pessoas digam o que sentem.
Depois despejam-se essas carências nos consultórios.
Acabam-se casamentos, alguns procurando noutra pessoa o que não conseguem dentro de casa.
Vamos começar a valorizar as nossas famílias, os nossos amigos, alunos ou subordinados.
Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza do parceiro ou parceira, o comportamento de nossos filhos.
Arthur Nogueira (Psicólogo)


Quantas pessoas posso fazer hoje felizes elogiando-as de alguma forma?

Irritação e castigo

«Aquele que castiga quando está irritado, não corrige, vinga-se». Montaigne

CUIDADO COM AS INFORMAÇÕES QUE PASSA NAS REDES SOCIAIS!.

video

domingo, 17 de junho de 2012

União Europeia: um domingo com ventos favoráveis

O Partido Socialista francês, do presidente François Hollande, conseguiu a maioria absoluta dos lugares na Assembleia Nacional, indicam as primeiras projecções dos resultados das eleições legislativas.
O eleitorado gaulês terá assim dado um claro sinal de apoio à política europeia do presidente  François Hollande a qual, a meu ver, a favorável a Portugal, ao colocar forte tónica no crescimento, ao contrário de outras forças políticas que insistem mais em políticas de austeridade excessiva.

Também da Grécia parecem soprar ventos mais favoráveis à União Europeia. Paridos europeístas como a Nova Democracia (que ganhou as eleições) e o Pasok obtêm em conjunto maioria absoluta.
De salientar que o partido de esquerda radical Syriza foi a segunda força política mais votada. Sabemos que as situações de grave crise favorecem os extremismos, sejam de esquerda ou de direita.

O grupo da morte já passou, venham os checos


Portugal derrotou a Holanda por 2-1, numa exibição de grande inteligência e categoria. Agora é preparar os quartos-de-final.
Portugal está nos quartos-de-final do Euro 2012, depois de uma exibição de grande nível no jogo com a Holanda. O Grupo B foi da morte, mas para a Dinamarca e os holandeses. Agora, os portugueses têm à sua espera a República Checa, na quarta-feira, em Varsóvia. Se jogar como o fez este domingo, os adeptos têm razões para estar otimistas.
Continue a ler aqui a cónica do jogo.

Saliente-se que "às três, foi de vez" e Ronaldo realizou um soberba exibição. Aliás toda a equipa jogou muito bem. Parabéns aos atletas e técnicos.

sábado, 16 de junho de 2012

«Os Maridos das Outras»

Veja aqui a versão masculina e a versão feminina desta canção.

Paróquia de São Pedro de Tarouca celebra o seu Padroeiro

Veja aqui o programa das festas.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Recenseamento dos portugueses em 2011 não nos traz apenas notícias tristes

Os dados que já se conhecem do recenseamento dos portugueses em 2011 não nos trazem apenas notícias tristes. Entre 2001 e 2011 quase duplicou o número de pessoas que passou a ter curso superior – são agora cerca de 1,2 milhões. Esta tendência também se verifica no ensino secundário. Mas, contas feitas, apenas 12% da população possui o ensino superior completo, 13% o secundário, o que contrasta com os 19% da população sem qualquer nível de ensino. Esta é a geração mais preparada intelectualmente para colocar Portugal entre as nações mais prósperas. Infelizmente o seu futuro é ainda uma grande incógnita pois o país não pode sequer dar emprego a uma parte substancial destes jovens.
As condições de habitabilidade também melhoraram substancialmente na última década, mas ainda há quase dois por cento de alojamentos sem casa de banho.
Depois vêm os dados mais negativos. Em 30 anos Portugal perdeu um milhão de crianças (até aos 14 anos). Os mais jovens, até aos 14 anos de idade, são apenas 15% da população residente em Portugal. A redução dos filhos é assustadora e bem visível na diminuição das famílias com quatro e com cinco ou mais pessoas: passaram de 15,4% em 1991 para 6,5% este ano.
De acordo com o INE, há "um duplo envelhecimento dos portugueses", por um lado pelo aumento da população idosa, e por outro pela redução da população jovem, especialmente nas regiões do Alentejo e Centro. Na última década houve um agravamento do índice de dependência total, que passou de 48 para 52, o que significa que por cada 100 pessoas em idade activa existem 52 dependentes. Hoje, 19% dos portugueses têm 65 ou mais anos de idade. Qualquer dia não há gente suficiente para descontar para pagar as suas pensões.
E a crise vai ainda agravar mais estes dados negativos.
Fonte: aqui

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Gerador eólico capaz de “produzir” até 1.200 litros de água líquida por dia

Leia aqui

Vinho e infecção alimentar

A Escola Superior de Biotecnologia (ESB) da Católica Porto tem vindo a realizar vários estudos que demonstram que o vinho constitui um factor de redução do risco associado a toxico-infecções provocadas pela ingestão de alimentos contaminados.
A investigação em curso comprova que a viabilidade dos organismos infecciosos é fortemente afectada quando estes são directamente expostos à acção do vinho, devido às propriedades antimicrobianas presentes. Pressupõe-se, assim, que a ingestão moderada de vinho durante uma refeição pode contribuir para a diminuição – a níveis abaixo da dose mínima de infecção – do número de bactérias patogénicas presentes em alimentos contaminados.

No seguimento destas observações, a ESB tem vindo a avaliar este efeito em alimentos contaminados e em condições representativas do sistema gastrointestinal. Experiências realizadas in vitro com Listeria, Campylobacter jejuni e Bacillus cereus mostraram que a presença de vinho, a par da acção do suco gástrico, exerce um efeito de inactivação celular significativo e contribui para a diminuição do número de células viáveis destas bactérias patogénicas.
Fonte: aqui

Alentejo com "graus impressionantes" de ouro

Também há boas notícias para os portugueses....

Veja aqui

Os melhores também falham

Ainda não apareceu Cristiano Ronaldo neste Campeonato Europeu.
No jogo de hoje em que Portugal venceu a Dinamarca por 3-2, foram os obreiros que ganharam, porque o "astro" eclipsou-se.
Apesar de ser um dos melhores, senão o melhor, o astro português continua a ser humano e, como tal, a falhar. Neste último jogo, falhou escandalosamente e por duas vezes. A equipa compensou.
Esperamos que no próximo jogo seja Ronaldo a compensar a equipa.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

DISCORDO, SENHOR BASTONÁRIO!

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, defende a diminuição do número de vagas nos cursos de Medicina. (aqui)

Que se defenda a diminuição do número de vagas nos cursos de Letras, Ensino, Advocacia e outros que formam jovens para o "sem saída", estou de pleno acordo.
Agora em Medicina?! Aqui deveriam aumentar as vagas, com o acesso a contemplar testes psicotécnicos. O facto de um aluno ter uma média de 19, não quer dizer que tenha vocação para médico... E com a vida não se brinca. Conheço muitos e grandes médicos que o são sem terem, nem de perto nem de longe, as notas que hoje são exigidas. Mas tinham e têm vocação.
Enquanto 9,3% dos médicos forem estrangeiros, parece-me de mau tom falar de redução de vagas no acesso ao curso de medicina.
Enquanto no interior houver a falta de médicos que se nota - e ainda mais quando de trata de especialistas -, parece-me injusto falar de redução de vagas no acesso ao curso de medicina.
Enquanto houver centenas de portugueses que esperam tempos loucos por uma consulta de especialidade ou por uma intervenção cirúrgica, parece-me inadequado falar de redução de vagas no acesso ao curso de medicina.
Enquanto houver portugueses a aguardar consulta nos Centros de Saúde desde as 2/3 horas da madrugada, parece-me insensato falar da redução de vagas no acesso ao curso de medicina.
Enquanto uma consulta no privado tiver o preço que tem, parece-me muito discutível falar na redução de vagas no acesso ao curso de medicina.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Somos um povo superfial, emotivo, sem poder de reflexão

NISTO OS PORTUGUESES SENTEM-SE OS MAIORES E COM DOUTORAMENTO ASSEGURADO! PASSO A INDICAR:
- Política
- Futebol
- Família
- Religião

Nestes 4 aspectos, os portugueses julgam que:
- Sabem tudo
- São os maiores e os melhores
- Nada têm a aprender
- Podem largar sentença com certezas absolutas

E como a ignorância é sempre atrevida, é cada asneirada pela boca fora! ..É de fugir..


---
SOMOS UM POVO COM O CORAÇÃO E A SENSIBILIDADE À FLOR DA PELE! Mas com a razão e pensamento atrofiados!!!

O facebook e os blogues demontram-nos..
Um fotografia... uma daquelas frases corriqueiras que pululam aos milhares na internet ( se for daquelas em quadradinhos, melhor...), uma frase que toque o coração ou mexa com a sensibilidade... têm gente e mais gente que lê e comenta.

Mas se for um texto, mesmo que pequeno, que exija algum poder de raciocício, de reflexão... ui! Isso pouca gente lê.
Isto demonstra que somos um povo superficial, à mercê de quem o queira manobrar... Basta ter um pouco de jeito...

Virá o futuro Papa do continente americano?

Leia aqui.

Pode encontrar neste artigo uma série de curiosidades sobre o mundo católico:
- O Brasil é a nação que hoje tem o maior número de católicos, com 134 milhões, mais do que Itália e Espanha juntas.
-  Na Coréia do Sul, os católicos aumentam num ritmo surpreendente, a cada ano, com dezenas de milhares de novos batizados adultos.
- Na Ásia, as Filipinas são a única nação em que os católicos são maioria, com 76 milhões de fiéis.
-  Quem visita as universidades chinesas fica surpreso do clima presente, mais palpavelmente “cristão” do que em várias universidades ocidentais.
- No último século, abaixo do Saara, os católicos passaram de menos de 2 milhões para 130 milhões, com um ímpeto missionário sem precedentes nestes dois mil anos de vida da Igreja.
Nos Estados Unidos, a Igreja católica tem resistido melhor, ao avanço da secularização, do que as igrejas protestantes históricas.

Não se estranha, por isso, que o cardeal Marc Ouellet esteja cada vez mais em evidência.  De 68 anos, plurilíngue, canadense, ex-arcebispo de Quebec, ou seja, de umas das regiões mais secularizadas do planeta. Um valente teólogo, de escola ratzingeriana, hoje prefeito da congregação vaticana que escolhe os novos bispos e, sobretudo, por muitos anos, missionário na América Latina.

Um blog de vez enquando - VI

Neste blog fantástico, estão acessíveis documentos históricos das mais
variadas origens.

http://restosdecoleccao.blogspot.pt/2010_02_01_archive.html

Um dos melhores discursos de sempre em Portugal

Quem diz a verdade não merece castigo. São 15 minutos de puro deleite intelectual!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Vaca clonada produz leite semelhante ao humano

Pode ver aqui

Catequizandos de Tarouca na Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima

Veja aqui

Novas empresas

Os dados mais recentes da Coface confirmam que se criaram perto de dez mil novas empresas em Portugal nos primeiros três meses do ano – só entre Fevereiro e Março, houve mesmo um aumento de 5,2%. A este sinal positivo juntam-se outros indicadores macroeconómicos que atestam da boa performance nacional nas exportações e em sectores estratégicos como tecnologia, energia ou indústria têxtil.
Fonte: aqui

domingo, 10 de junho de 2012

Parabéns ao campeão!

O Ginásio Clube de Tarouca sagrou-se hoje Campeão Nacional de Andebol de Juvenis Masculinos da 2ª Divisão. Parabéns a todos os que contribuíram para esta grande e merecida vitória!
Fonte: aqui

GANDHI E MADRE TERESA DE CALCUTÁ

sábado, 9 de junho de 2012

Portugal no Europeu/2012


Portugal inicia hoje a sua participação no Europeu/2012 frente à toda poderosa Alemanha.
Como toos os portugueses, torcerei pela vitória da equipa lusa.
Nada mudará se Portugal ganhar. Nada se alterará se Portugal perder.
O desenvolvimento do país depende do nosso esforço e não dos caprichos de uma bola!
É apenas um jogo de futebol.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Também há notícias positivas sobre Portugal

40 VINHOS PORTUGUESES MEDALHADOS
No XI Concurso Internacional de vinhos "LA SELEZIONE DEL SINDACO". que decorreu em Lamezia Terme (Itália) , foram apresentados vinhos das várias regiões do mundo e cerca de 150 vinhos de Portugal.
Depois de Itália, Portugal foi o país que conquistou mais prémios, com 40 vinhos medalhados. Só os vinhos da Região Demarcada do Dão obtiveram 8 medalhas de prata e uma de ouro.

Relatório otimista da Moody’s
A imprensa diária disse que a ‘infame’ Moody’s lançou, há dias, um relatório otimista sobre Portugal. Mas, claro, este relatório passou mais ou menos despercebido entre nós. Não é curioso? Sempre que a Moody’s dizia alguma coisa de negativo sobre Portugal, os telejornais abriam com esse negrume. Agora, o relatório positivo da Moody’s não passou de uma nota de rodapé na agenda mediática do país. Faz sentido, sim senhora: se a Moody’s subir o ranking da nossa dívida, ‘estou desconfiado’ de que vou ver essa notícia em primeiro lugar na BBC World ou na Deutsche-Welle.


É PRECISO UM ESTRANGEIRO PARA TERMOS BOAS NOTÍCIAS SOBRE PORTUGAL
A malta anda sempre à procura do ponto de contacto entre Grécia e Portugal. Dez idiotas a insultar o primeiro- ministro na feira do livro é uma notícia que abre os nossos telejornais. É um cheirinho de Grécia, não é? Há dias, na BBC World, a pivot fez questão de dizer que era injusto comparar Portugal à Grécia. A fazer pendant com o espírito helénico das nossas redações, encontramos o dr. Seguro, o nosso acólito ansioso, que fica muito incomodado, quase histérico, quando as instituições internacionais dizem que Portugal está a fazer o ajustamento certo. 'Como se atrevem a dizer bem de Portugal?', grita o dr. Seguro. É o sistema neoliberal a funcionar, dr Seguro. É o sistema. A UEFA devia tomar providências, não é verdade? Seja como for, com ou sem sistema, uma coisa é certa: se queremos ver o lado positivo de Portugal, temos de olhar para o exterior. Há dias, no Expresso, o embaixador alemão, Helmut Elfenkamper, frisou algo que também deve incomodar o dr. Seguro: ‘o que mais nos impressiona neste momento é a capacidade de adaptação da indústria exportadora portuguesa, que cresceu enormemente no ano passado e que está ainda a crescer’.

Fonte: Jornal da Beira, 24/5/2012

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Profissão de Fé/2012

Veja aqui a reportagem.

Pode ver vídeo alusivo aqui

Tarouca: Universidade do Alto Douro trabalha na valorização da baga e flor do sabugueiro

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) está a trabalhar com a Régiefrutas na valorização da baga e da flor do sabugueiro, para garantir a qualidade destes produtos junto dos mercados e o melhor preço ao produtor.
A Régiefrutas, que tem uma unidade de transformação em Dalvares (Tarouca), recebe baga de agricultores dos concelhos de Tarouca, Lamego, Moimenta da Beira, Armamar e Tabuaço.
Mário Ferreira, que é presidente da Câmara de Tarouca e do conselho de administração da Régiefrutas, explicou à agência Lusa que este projeto da UTAD é muito importante no sentido em que "acredita a baga como produto de interesse nacional, que representa uma grande vantagem económica para a região" e os seus agricultores.
Fonte: aqui

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Mário Soares vê o diabo à solta no Vaticano

Veja aqui

NENHUMA ZANGA RESOLVE

Ralph Emerson avisou: «Por cada minuto que nos zangamos, perdemos 60 segundos de felicidade». Nenhuma zanga resolve o que qualquer zanga tenha provocado!
Fonte: aqui

Mandar um filho para a universidade custa seis mil euros por ano

- Os alunos do ensino superior em Portugal são maioritariamente provenientes de estratos sociais favorecidos.

“Pode-se concluir que há um grande esforço por parte das famílias portuguesas, que é maior que na generalidade dos países da Europa”.

(Segundo um estudo desenvolvido pelo Instituto de Investigação da Universidade de Lisboa), aqui

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Umas notas sobre o encontro mundial das famílias

 

O Encontro Mundial das Famílias parece que correu bem. Ainda bem, também para o Papa, que nestes dias, como quase sempre desde que é Papa, se tem visto cercado de quase todos os lados.
 
Espero ler algo mais sobre o encontro das famílias, mas das primeiras notícias na imprensa generalista só me ficam lugares comuns.
 
O primeiro é o do domingo para o descanso, com as inevitáveis críticas ao comércio aberto neste dia. É uma reclamação “muito católica”. Mas na verdade inconsequente e impraticável. Geralmente, o alvo é o grande comércio, os centros comerciais, as “catedrais do consumo” (engraçado que os centros comerciais são “catedrais do consumo” enquanto as religiões todas fazem parte do “supermercado religioso”). Mas se o descanso tivesse mesmo de ser para todos, quem nos atenderia no cinema, na esplanada do café, na bomba de gasolina ou mesmo num hospital? Dirão que o que está em causa são os serviços não essenciais. Mas quem decreta o que é essencial? Para muitas famílias, ir ao supermercado, no único dia em que não há trabalho, infantários, escola… pode mesmo ser algo de essencial.
 
O segundo é o das “medidas” para os divorciados recasados. O Papa disse (li aqui) que os recasados “ficaram marcados pela experiência dolorosa do fracasso e da separação" e que o "papa e a Igreja apoia a vossa dor". E acrescentou: "Encorajo-vos a manterem-se unidos às vossas comunidades, desejando que as dioceses tomem a iniciativa de vos acolher, com a proximidade adequada".
 
Com certeza que o divórcio é algo de doloroso para quem aposta a vida numa relação a dois. Mas julgo que pelo menos quando uma nova relação acontece – geralmente mais bem-sucedida do que a primeira – as marcas do “fracasso” e da “dor” desaparecem. Alguns acham mesmo que finalmente encontraram a pessoa da vida deles. Estou a pensar em casos concretos. E esses, se católicos, geralmente gostariam de receber a bênção da Igreja - têm a de Deus - e a Comunhão. Acolhimento com “a proximidade adequada”? O que é isso? Se pretendem unicamente a bênção e a Comunhão e não lhes podem dar isso… Isto não vai lá com iniciativas das dioceses. O divórcio entre recadados e Igreja só pode aumentar.
 
Última nota. Quem participasse no encontro milanês obtinha uma “indulgência plenária”. O papel que decretou a indulgência foi assinado pelo cardeal Manuel Monteiro de Castro. Indulgência plenária? Faz sentido este tipo de coisas? E depois querem que o sacramento da Reconciliação tenha credibilidade. Espero que isto não se tenha sabido entre os participantes.
Fonte: aqui

1ª Comunhão em Tarouca

Veja aqui

domingo, 3 de junho de 2012

sábado, 2 de junho de 2012

Porque será que toda a gente conhece as portas das Igrejas para pedir?

Os cristãos que frequentam as Igrejas estão a ser constantemente metralhados para a solidariedade e para a caridade.
São peditórios e mais peditórios (Seminário, Missões, Caritas, obras, necessidades paroquiais, momentos específicos relacionados com tragédias, etc, etc).
Mas são estas pessoas que toda a gente procura para dar, dar, dar. Não há associação  virada para a solidariedade que não bata às portas das Igrejas. De todos os recantos do país.
Penso que tais associações,  que pedem em nome da solidariedade, estão a ser muito pouco solidárias e caritativas. Pedir a quem está fartinho de dar???
Devem pedir nas grandes superfícies comerciais, à porta dos estádios e recintos desportivos, nos locais de lazer, nos cafés, aos bancos, etc.
A solidariedade é um valor cívico, por isso não é monopólio dos cristãos.  Ser humano é ser solidário.
Depois é isto: o interior é normalmente esquecido pelo litoral. Mas o litoral vem ao interior para pedir a quem quase nada tem para dar. Será justo? Será ser solidário? Certamente que não. Todos sabemos que as grandes fortunas estão no litoral. No interior contam-se os tostões...

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Pais que não educam é porque não amam


 - De pequenino se torce o pepino
- Quem dá o pão dá a criação
- Educai as crianças e não precisareis de castigar os homens (Pitágoras)
...
- O trabalho da criança é pouco, mas quem o despreza é louco.
- A educação para os valores está sempre na moda.
- Se fizerdes da casa uma escola, desaparecerá do dicionário a palavra cadeia.
- Pais que não educam é porque não amam.
- Os pais não têm prazo de duração e a educação também não.
- Diz-me o adulto que és e dir-te-ei os pais que tiveste.
- Honrarás pai e mãe e os outros ligítimos superiores
- A educação fica bem em todo o lado e quem a tem não será apoucado.
- Pais que são pais dizem o sim e o não com o mesmo amor nas alturas certas.
- Queridos pais, muito mais do que de coisas que me dão, preciso do vosso amor, do vosso tempo, do vosso apreço.
- Caros pais, não me mintam: se me baptizaram, eduquem-me na fé e vivam a fé.
- O primeiro direito e dever de educar pertence aos pais.
- O que o berço dá, a tumba o leva.

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA (que não seja apenas hoje)

Não sou, por natureza, muito dado a comemorações. Muitas vezes, estas escondem e escamoteiam o que se passam fora delas. E que, habitualmente, não é muito salutar.
Neste dia mundial da criança, é importante que se pense no que urge fazer para com as crianças em cada dia.
É o futuro da sociedade que está em jogo.
Elas precisam de coisas. Mas necessitam, antes de mais, de presença, de acompanhamento, de afecto.
Dostoiésvky, ao achar que «o amor é mestre», apelava: «Amai sobretudo as crianças porque, como os anjos, estão isentas de pecado e vivem para a purificação dos nossos corações e como que são um guia para nós. Desgraçado de quem ofenda uma criança».
As crianças são mestres. Ensinam muito. Mostram, particularmente, que há muito de puro que não deveria desaparecer.
Jesus verberava quem escandalizasse uma criança.
Os maus exemplos ficam alojados no seu íntimo. As condutas exemplares ficarão também depositadas no seu coração.
As crianças merecem o melhor. Porque, como dizia o poeta, elas são o melhor. O melhor do mundo. O melhor de nós.
Só é verdadeiramente adulto quem nunca deixar de ser totalmente criança!
Fonte: aqui

"Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens." Pitágoras.