sábado, 31 de outubro de 2009

Parabéns, Sporting de Braga!

Sporting de Braga segue, isolado, à frente do campeonato, após vencer o Benfica por 2-0.
Os minhotos, aliás, já haviam batido o Porto e o Sporting.
O meu Porto está agora a 2 pontos do Benfica e 5 do Braga.
Claro que ainda falta muito campeonato. Apenas 1/3 está jogado. Mas os bracarenses estão a demonstrar até ao momento que não são tudo as enormes fortunas despendidas com a aquisição de passes de jogadores. Um bom treinador, muito trabalho e organização são muito importantes.
Fico feliz pelo Domingos Paciência, treinador do Braga e um "filho do Dragão". Talvez um dia o veja sentado no banco como treinador do meu FCP.
O Benfica, que vinha de goleadas sobre goleadas, aterrou hoje em Braga. Afinal não são invencíveis como se poderia concluir da leitura de alguns jornais e da euforia endeusante dos adeptos encarnados. Este "balde de água fria" talvez ajude a descer à terra.
Quer dizer que agora o Benfica não vale nada? Nada disso. Na minha modesta opinião, continua a ser o mais forte candidato ao título. Pela categoria dos seus jogadores - e ainda hoje li declarações em que o presidente encarnado promete reforços "na reabertura do mercado"-, pelo treinador que tem, pela força incontestável dos seus adeptos.
Mas hoje quero acima de tudo dar os parabéns ao Braga.

Euromilhões

O sorteio do Euromilhões realiza-se em Portugal há cinco anos. França, Reino Unido, Irlanda, Espanha, Bélgica, Suíça, Luxemburgo e Austria são os outros países europeus participantes no sorteio.

ESCRAVATURA

A escravatura é assunto sério. Serve, por exemplo, para que o Ocidente se fustigue pelos crimes dos seus antepassados.
Ou então, em versão moderna, para denunciar o ‘tráfico de mulheres’ e defender a imperiosa necessidade de liberalizar a prostituição, como se a medida fosse o fim do problema. Infelizmente, não é. Primeiro, porque a grande escravatura continua a ser a clássica: em África ou na Ásia existem hoje mais escravos braçais do que em qualquer outro período da história humana. E, segundo, porque Portugal não escapa ao fenómeno: os nove portugueses escravizados, famintos e acorrentados em Espanha são apenas uma amostra do que se passa a duas horas de Lisboa. E que Lisboa faz de conta que não vê. Os nossos progressistas adoram as ‘causas fracturantes’. Mas nove seres humanos tratados como animais não têm o mesmo charme.
João Pereira Coutinho, in Correio da Manhã

Critérios de Jesus, critérios do Mundo

• Jesus diz: felizes os pobres em espírito”.
o mundo diz: felizes vós os que tendes dinheiro – muito dinheiro – e sabeis usá-lo para comprar influências, comodidade, poder, segurança, bem-estar, pois é o dinheiro que faz andar o mundo e nos torna mais poderosos, mais livres e mais felizes”. Quem é, realmente, feliz?

• Jesus diz: “felizes os mansos”.
O mundo diz: “felizes vós os que respondeis na mesma moeda quando vos provocam, que respondeis à violência com uma violência ainda maior, pois só a linguagem da força é eficaz para lidar com a violência e a injustiça”. Quem tem razão?

• Jesus diz: felizes os que choram”.
O mundo diz: “felizes vós os que não tendes motivos para chorar, porque a vossa vida é sempre uma festa, porque vos moveis nas altas esferas da sociedade e tendes tudo para serdes felizes: casa com piscina, carro com telefone e ar condicionado, amigos poderosos, uma conta bancária interessante e um bom emprego arranjado pelo vosso amigo ministro”. Onde está a verdadeira felicidade?

• Jesus diz: “felizes os que têm ânsia de cumprir a vontade de Deus”.
O mundo diz: “felizes vós os que não dependeis de preconceitos ultrapassados e não acreditais num deus que vos diz o que deveis e não deveis fazer, porque assim sois mais livres”. Onde está a verdadeira liberdade, que enche de felicidade o coração?

• Jesus diz: “felizes os que tratam os outros com misericórdia”.
O mundo diz: “felizes vós quando desempenhais o vosso papel sem vos deixardes comover pela miséria e pelo sofrimento dos outros, pois quem se comove e tem misericórdia acabará por nunca ser eficaz neste mundo tão competitivo”. Qual é o verdadeiro fundamento de uma sociedade mais justa e mais fraterna?

• Jesus diz: “felizes os sinceros de coração”.
O mundo diz: “felizes vós quando sabeis mentir e fingir para levar a água ao vosso moinho, pois a verdade e a sinceridade destroem muitas carreiras e esperanças de sucesso”. Onde está a verdade?

• Jesus diz: “felizes os que procuram construir a paz entre os homens”.
O mundo diz: “felizes vós os que não tendes medo da guerra, da competição, que sois duros e insensíveis, que não tendes medo de lutar contra os outros e sois capazes de os vencer, pois só assim podereis ser homens e mulheres de sucesso”. O que é que torna o mundo melhor: a paz ou a guerra?

• Jesus diz: “felizes os que são perseguidos por cumprirem a vontade de Deus”.
O mundo diz: “felizes vós os que já entendestes como é mais seguro e mais fácil fazer o jogo dos poderosos e estar sempre de acordo com eles, pois só assim podeis subir na vida e ter êxito na vossa carreira”. O que é que nos eleva à vida plena?
http://www.ecclesia.pt/cgi-bin/comentario.pl?id=400

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

A propósito de um comentário...

Recebi a seguinte mensagem anónima que, embora na minha opinião, perca imenso por ser anónima, a coloco aqui porque possibilita a todos nós - autor do blog e visitantes - reflexão, análise, salutar debate. Diz assim:

"Muito bem ! São sempre louvaveis estes esclarecimentos, mas "O POVO QUER" ser esclarecido sobre muitos outros temas tratados neste maravilhoso blogger, pois não basta lança-los para debate e depois não opinarmos sobre eles. Não será esta uma forma de "ANONIMATO" disfarçado !?
Algumas questões. O que pensa da Maçonaria e do OPUS DEI ?(temas tratados neste blogger)
O que pensa da formação teológica que a Igreja oferece aos seus Padres em comparação com outras obras como o OPUS DEI ?
O que pensa do "tráfico de influências " que existe entre Igreja, Maçonaria e Estado ?
Serão estes temas tabu para a Igreja e seus Padres?!" O POVO QUER" também ser esclarecido sobre estes temas, e não tenho dúvidas de que o será, pois este magnifico blogger não trata só temas sensacionalistas "

1. Friso mais uma vez. Este blog é pessoal. Só compromete o cidadão, seu autor. A ele cabe, naturalmente, decidir a temática a colocar. E disto não prescindo.

2. Fala-se na parte final do texto de "temas sensacionalistas". Não vejo onde esteja o sensacionalismo. Foi o Papa Paulo VI que nos disse que o cristão deve ter "a Bíblia numa mão e o jornal na outra", para que a Palavra de Deus ilume a vida dos homens.
Procuro, isso sim, trazer para aqui alguns acontecimentos humanos para sobre eles podermos lançar a luz do Evangelho e os possamos analisar com critérios cristãos. Só me cabe a mim fazer isso? De modo nenhum o quero, caso contrário teria desactivado os comentários.

3. Fala o comentário duas vezes em Padres. A propósito da formação teológica e a de temas tabu. Pois, olhem, eu estou muito, mas muito mais preocupado com a formação dos leigos.
- Leigos, Padres e Religiosos são Igreja. Os leigos também são Igreja!!!
- Segundo a doutrina conciliar, cabe sobretudo aos leigos, dada a sua secularidade, serem arautos e testemunhos de Cristo no meio do mundo onde vivem, trabalham, se divertem...
- O Bispo D. Carlos Azevedo dizia há tempos claramente que o maior problema da Igreja em Portugal era o analfabetismo religioso.
- A família, igreja doméstica, é formada por leigos. E estou perfeitamente convencido disto: sem uma evangelização profunda da família não vamos longe.

4. Sobre a Maçonaria revejo-me no texto do Dr. Carlos Simão. Por isso o trouxe para aqui.
A propósito de Opus Dei, respeito enquanto tem a aprovação da Igreja. Mas não me coíbo de dizer que não tenho simpatias pela Opus Dei.

5. Quanto à formação teológica, a Igreja oferece muitas possibilidades, já nem sequer falando nas deste Ano Sacerdotal. Quanto à formação desta ou daquela organização da Igreja, não me pronuncio porque não estou dentro. Sei, contudo, que os Seminários procuram seguir as orientação da Santa Sé.

6. Quanto àquilo a que chama de "tráfico de influências " que existe entre Igreja, Maçonaria e Estado, confesso que não o vejo nem o sinto. Sei perfeitamente que não vejo tudo nem estou por dentro de tudo.

Que nada nos afaste da centralidade do Evangelho, da Palavra salvadora, da Pessoa de Jesus Cristo. Nunca troquemos o acidental pelo acessório.

SUGESTÃO

Se quer:
- colocar dúvidas relativas à fé, à vida paroquial, à igreja...
- apresentar a sua experiência, a sua reflexão no âmbito paroquial ou eclesia...
- ler e visionar vídeos sobre temática cristã ou paroquial...

Então veja o blog da Paróquia de Tarouca: http://paroquiadetarouca.blogspot.com/

O Asas da Montanha é deste humilde cidadão. E a mais ninguém comprome.

O povo quer...

Há uns tempos, quando uma pessoa ou um pequeno grupo queria forçar uma decisão que lhe fosse favorável, lá vinha sempre o argumento:
- O povo quer isto ou aquilo, desta maneira ou daquela.
Normalmente o povo nem queria nada daquilo, tantas vezes nem sabia o que se passava... Mas para aquela pessoa ou aquele pequeno grupo este era um argumento todo-poderoso: "O povo quer..."
Conheci uma pessoa, na altura com responsabilidades, que, quando lhe vinham com o argumento "do povo quer", costumava responder:
- Apresente a procuração do povo para o representar.
Ou então:
- Traga cá o povo, vamos lá ouvi-lo...
A pessoa ou pequeno grupo pressionante ora encolhia os ombros, ora começava com um tipo de argumentação que se espalhava pelo caminho do insulto.

Hoje, mormente a nível da internet, "o povo quer" é substituido pela máscara do anonimato, real ou fictício.
As pessoas são muito corajosas, muito fortes, muitos destemidas desde que possam usar a máscara do anonimato.
Assumir? Assumir-se? Está quieto!
Um amigo dizia-me há meses:
- Dizem que o Santo António fez um sermão aos peixes. Ao menos sabia para quem falava. Responder a anónimos é muito pior. É falar a pedras.
Garret tinha razão quando afirmava:
- "Vamos a ser nós mesmos!..."
Deitemos fora as máscaras e demos a cara pelas nossas ideias, pelas nossa críticas, pelas nossas sugestões.
Chega de palavras sem rosto!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

"Não há nenhuma razão para alarme"

Vão e não voltem

Maria de Lurdes Rodrigues e seus secretários de Estado, Valter Lemos e Jorge Pedreira ladeiam o "chefe" que lhes estará a dizer entre dentes: " Fizestes-me perder a maioria absoluta. Tereis o devido castigo..."
De facto, Lurdes Rodrigues e Pedreira abandonam o governo. Valter é recambiado para outra secretaria de Estado.
Por mim, lhes digo: "Vão e não voltem. Nunca mais."
4 anos e meio calamitosos para a educação. A História vos julgará.

A euforia da Luz


Afinal que valor damos à vida humana?

As notícias chegam diariamente. Dezenas de mortos. Afeganistão, Paquistão, Iraque... Só? Há países que não estão debaixo de mira da comunicação social.
Matar é um crime hediondo. Matar em nome de Deus, é matar o próprio Deus. Homens e mulheres bomba continuam a fazer-se explodir matando centenas. Em nome de Deus! Ou quando invocar Deus convém a certas situações políticas. Execrável!
O fundamentalismo, - seja ele muçulmano, católico, hindu, republicano, laico, racionalista, ateu - é sempre detestável. Contra o homem.

Mas estas situações passadas lá fora não podem distrair-nos de atentados contra a vida que acontecem entre nós. Todos os dias a comunicação social nos informa de roubos, ameaças, sequestros, violências e mortes que acontecem em Portugal. E o que mais me preocupa é que estes graves casos não são prioridade para quem nos governa.
Combater a crise? Óptimo. Modernizar a economia? Claro. Reduzir as desigualdades na sociedade? Indispensável.
E combater a insegurança?
Sem segurança não haverá combate à crise, nem modernização nem redução das desigualdades.
Inseguros, os portugueses não arriscam, não se expõem, não são solidários.
A insegurança leva à vida em concha, ao proteccionismo, ao individualismo.
A insegurança é inimiga do progresso.
Chegaremos lá com as actuais leis? Penso que não.
Chegaremos lá com o actual Ministro da Administração Interna? Pessoalmente não acredito.

Mas é preciso que cheguemos lá!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Dia da terceira idade assinala-se hoje

Carregue no título, leia a notícia e conclua.

SERÃO OS LARES OS MELHORES LOCAIS PARA UMA VELHICE COM QUALIDADE?

HÁ IDOSOS - MILHARES - QUE NÂO FAZEM UMA ALIMENTAÇÃO CORRECTA - E ALGUNS PASSAM FOME - POR CAUSA DA FALTA DE DINHEIRO. Vergonha nossa!!!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Ghandi... Fantástico! Veja!

GATO ESCONDIDO COM O RABO DE FORA

Aqui há dias ouvi um esclarecimento de alguém que já foi Presidente da República, explicando o lançamento na sua Fundação de um livro sobre "A Maçonaria e a República". 0 comentário do dito senhor foi o seguinte "a Maçonaria é que fez a República". Acho que não foi surpresa para ninguém.
Hoje em dia, muitas figuras públicas são declaradamente Mações. Nada de especial se essa pertença não implicasse qualquer influência na nossa vida pública a todos os níveis. É que uma Sociedade Secreta como a Maçonaria tem a vantagem de esconder os seus objectivos e de ter medo da luz do dia. Esse facto começa a fazer mossa na sociedade portuguesa ao serem atacados todos aqueles que querem fazer da vida pública um serviço ao cidadão sem subterfúgios, sem golpes baixos nem calúnias.
Ainda por cima sabemos que essas sociedades secretas são inimigas figadais da Igreja Católica. Para um Cristão não pode haver maior perigo para a sua fé e para os princípios evangélicos que as ideias veiculadas por qualquer Maçonaria, mesmo a dita Regular. A luz da verdade, a transparência das nossas acções, a honradez e a fidelidade ao Evange1ho opõem-se ao "Pai da mentira”que em linguagem bíblica é o Diabo.
Não nos admiremos pois que cidadãos sinceros, honestos, íntegros sejam caluniados em certos jornais, em certas televisões porque incomodam os tais senhores poderosas guiados pelo Espírito das trevas.
Atravessamos um período da nossa história em que a sociedade está sendo minada por dentro e nós até conhecemos os mineiros. Se a verdade é que nos salva, mentira é que nos perde…
Nestes últimos meses os casos tornaram-se tão evidentes que só os cegos não vêem: calúnias, difamações, ataques soezes a pessoas colocadas em cargos públicos de responsabilidade e que não pertencem às camarilhas maçónicas e quejandas. Até gente bem-intencionada não viu o rabo de fora desses gatos (não os Gatos Fedorentos). São ataques à família, ataques aos verdadeiros homens e mulheres, ataques a uma vida eticamente sã reclamando-se de progressistas e "republicanos".
Chegará o tempo, se não tivermos cuidado, em que tudo o que for aberrante, estúpido e contra a dignidade humana será endeusado e considerado normal. Os anormais são os outros, a maioria que mantém a sanidade mental do mundo e da sociedade. O regresso ao paganismo sem ética já começou e vai continuar a pagar-se muito caro. Mas nós sabemos quem são os agentes desse regresso e portanto podemos acautelar-nos porque são ”Gatos escondidos com rabo de fora".
Carlos A.Borges Simão

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

IGREJA AUSENTE NA TOMADA DE POSSE DO GOVERNO

O primeiro-ministro José Sócrates disse esta segunda-feira, na tomada de posse do novo Executivo, que a prioridade da governação será o combate à crise e garantiu que tudo fará para manter a estabilidade política.
“O tempo e as circunstâncias exigem um novo sentido de responsabilidade”, disse José Sócrates no Palácio da Ajuda. Neste contexto, o primeiro-ministro defendeu como principais objectivos o combate à crise financeira, a modernização e a justiça social.
“Este Governo confia na capacidade dos portugueses”, sublinhou. Sócrates prometeu diálogo e “cooperação” com Belém e uma procura de “acordos e compromissos sociais”, reconhecendo a “estabilidade política como um valor essencial”.
“O Governo sabe quais são as suas competências tal como conhece e respeita as competências dos outros órgãos de soberania”, disse.

Fora da lista de convidados para a cerimónia esteve a Igreja. Fonte do Patriarcado disse ao CM que o Cardeal-patriarca não foi convidado.
(In Correio da Manhã)

Estranho a ausência da Igreja. Não devia estranhar porque sei o tipo de políticos que temos a governar o país. Mas sempre pensei que um pingo de grandeza democrática derrubasse velhos preconceitos republicanistas.
Talvez seja melhor assim. Deixa a Igreja mais livre e mais disponível para que os seus pastores possam exercer cabalmente o seu múnus profético.

Padre detido na sacristia

Diz o Correio da Manhã que um sacerdote da Diocese de Vila Real, a paroquiar lá para os lados de Boticas, foi detido pela GNR na sacristia da Igreja de Covas de Barroso logo que terminou as Missas das 7 horas. Motivo? Suspeita de tráfego de armas.
Segundo o mesmo jornal, em casa do padre foram encontradas 16 armas (a maioria ilegal), explosivos e milhares de munições.
Sobre o referido padre, é ainda o mesmo jornal a afirmar, e passo a citar: "... seja o líder de uma rede de tráfico ilegal de armas."

1. Acho estranho o jornalismo que temos. Enquanto na televisão - eu vi no telejornal - foram ouvidas muitas pessoas que não apresentavam qualquer queixa contra o referido padre, no Correio da Manhã todos os que foram ouvidos apresentaram queixas e desconfianças.
Afinal que jornalismo temos nós? Tantas vezes tendencioso e manipulador.

2. O Bispo daquela Diocese decidiu que o padre se irá manter à frente da paróquia. A Igreja, tantas vezes acusada de demasiada prudência, não tomaria uma posição assim levianamente. Logo há que evitar julgamentos precipitados na praça pública. Cabe aos tribunais decidir.

3. Conheço gente que tem muitas armas em casa, legais, e é absolutamente pacífica, sem qualquer rasto de violência.

4. Se se confirmar qualquer envolvimento ilícito e ilegal referente a armas, fico logicamente triste. Esse NÃO é definitivamente o campo da Igreja. As nossas armas são a verdade e o amor que brota do Evangelho. Só essas.

De volta ao país real

Para ter uma ideia do estado em que se encontra o país real, tendo por base situações concretas, sugiro que leia este texto:
http://sol.sapo.pt/Blogs/mramires/default.aspx

Uma boa semana, especialmente para si.
A calma, a serenidade e o são optimismo ajudam-no(a) a ajudar-se e a ajudar os outros.
Então muita paz!

Eu acho ...

sábado, 24 de outubro de 2009

Pressão alta

Cinco os ministros maçons

Jorge Lacão, novo ministro dos Assuntos Parlamentares, vai aumentar o número de maçons no Governo. E isto porque nenhum dos ministros afastados pertence à Maçonaria. Passam assim a ser cinco os ministros maçons, todos no núcleo duro de José Sócrates. Lacão junta-se a Luís Amado, ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, Defesa, Rui Pereira, Administração Interna, e Alberto Martins, Justiça.
In Correio da Manhã

Vamos esperar e vamos todos colaborar

Patriarca disponível para colaborar com o novo Governo
O Cardeal-Patriarca de Lisboa considera ser ainda prematuro avaliar o novo governo do país, mas assegura que "vamos todos colaborar".
D. José Policarpo admitiu, em declarações à Renascença, que esteve reunido com o Primeiro-ministro esta semana, a pedido de José Sócrates, mas garante que a formação do executivo não foi tema de conversa, porque essa não é uma “competência” da Igreja.
“Foi uma coincidência”, assegura, assinalando que foram abordados “vários assuntos”.
Sobre o novo elenco governativo, o Cardeal-Patriarca refere: “Por enquanto não acho nada. É o Governo da nação, vamos esperar e vamos todos colaborar”.
D. José Policarpo falava, esta Sexta-feira, à margem da cerimónia de apresentação do curso de Arquitectura de Igrejas, na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.
In ecclesia

"Vamos esperar e vamos todos colaborar"
Mas, senhor Patriarca, não foi isso que fez a Igreja no anterior governo de Sócrates?
Quem se cala, consente. O silêncio da Igreja Portuguesa perante a governação ruinosa de Sócrates - atrevo-me a dizer - foi chocante.
Bom, a Igreja só reagiu quando o governo ameaçou "pisar os calos à Igreja". Mas aí a Igreja não ficou muito bem no retrato, soou a reivindicação corporativista.
Quando se tratou de os pastores serem "voz e vez" do povo, aí a "santa prudência" tolheu vozes. E assim não. Definitivamente.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Taxa de pobreza poderá rondar os 40 por cento

Fernando Nobre, presidente da Assistência Médica Internacional, disse:

- "Combater a pobreza é uma causa nacional", disse o médico durante o terceiro congresso nacional dos economistas, que decorre até hoje na capital madeirense, acrescentando que uma análise mais profunda à situação poderá indicar que a taxa da pobreza em Portugal poderá rondar os 40 por cento, se fossem tidos em conta os números dos que usufruem do rendimento social de inserção e do complemento solidário para idosos.

- Há "uma pobreza estrutural no país acima dos 40%". "Não aceito esta vergonha no nosso país".

- Portugal deve "redistribuir melhor a riqueza", para contrariar o facto de muitos jovens estarem a abandonar o país "porque perderam a esperança".

- Os empresários para sejam mais "inovadores e empreendedores", defendendo aumentos do salário mínimo nacional.

- Que as economias capitalistas sejam "prudentes", usem de bom senso e não embarquem em "cantos da sereia".

Veja aqui a reportagem:
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1399556#

Futebol assim, está bem!

O Benfica ainda não ganhou nada? Certo. Mas deu vivacidade, interesse, gosto ao futebol.
É uma maravilha ver jogar esta equipa. Futebol de ataque, bonito, continuado. Golos. Espectáculo. É entusiasmante ver Jorge Jesus a mandar a equipa para a frente quando o Benfica já vence por muitos. Por isso, estádio onde actuem os encarnados está cheio.
Quanto mais vejo o Benfica jogar menos simpatia (que nunca foi muita) sinto pelo treinador Jesualdo Ferreira. O homem que diz que "medo" é uma palavra proibida no Porto, não cessa de revelar isso mesmo: medo. Jesualdo é o "mister prudências". Se os dragões marcam um golo, é ver a equipa recuar para "guardar o tesouro", deixando normalmente os adeptos com o coração ao pé da boca.
Aliás, Jorge Jesus traduz bem o ditado popular: "Quem se muda, Deus ajuda". Sporting e Porto persistiram em manter os treinadores. Olhem os resultados - e o futebol praticado! - até ao momento... Não tenho dúvidas que, a continuar assim, o Benfica será o campeão.

Por outro lado (e só podemos falar até ao momento), o Benfica ultrapassou a estratégia portista que consistia em adquirir o passe de uns tantos jogadores, valorizá-los, para depois lucrar imenso com isso. O Benfica adquiriu jogadores com provas dadas e pagou caro por isso, mas os resultados estão à vista. Quanto lucrarão os da Luz no fim da época??? E mais uma coisa, fico com a impressão que o Benfica tem melhores "olheiros" do que o Porto. Pinto da Costa, sempre muito à frente, parece ter perdido fôlego, previsão, chama. Esta de ter mantido o Jesualdo em vez de contratar Jorge Jesus nunca a compreendi muito bem...
Ver um Benfica-Everton ou um Porto- APOEL... Que diferença! Ambos ganharam, só que uns golearam e deu espectáculo de bom futebol; outros defenderam um resultado "rasca".
Que saudades do Porto de Pedroto, Robson, Mourinho!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Nem tanto ao mar nem tanto à terra

Pelas reacções que pude auscultar até ao momentoem relação ao novo governo, concluí:
- Abertura e até satisfação da parte de representantes da sociedade civil;
- Algumas precaução por partes dos partidos da oposição.

Não conheço os novos ministros, tirando a faceta de escritora de Isabel Alçada. Pelo que não estou de "pé atrás". Espero um governo democraticamente humilde e dialogante. Com ânimo e empenho em debelar os graves problemas que afectam os portugueses.
Não gostei de ver continuar no governo gente como Santos Silva e Rui Pereira. O primeiro pela faceta "caceteira" que revelou no anterior governo; o segundo porque me parece que não tem estado à altura de enfrentar os graves problemas de segurança que o país atravessa.
Fiquei desanuviado com a saída de Maria de Lurdes Rodrigues que considero "uma calamidade" que passou pelo Ministério da Educação. Penso que a saída de Alberto Costa era obrigatória, tal a inabilidade que revelou para lidar com a pasta da Justiça. Também a saída de Jaime Silva se impunha, até pelo estado em que se encontra a agricultura e com com ele só piorou.

O que interessa mesmo, mesmo, é a coragem, a determinação, a competência para vencer a crise. Urge criar dinâmicas de esperança e suscitar o empenhamento de todos.
Estou muito optimista? Não. Sócrates, perito em marketing político, infelizmente não tem oferecido aos portugueses a mesma perícia para enfrentar os problemas reais. Bem gostava que desta vez eu estivesse enganado!!!

O novo Governo de José Sócrates

Conheça a lista completa de todos os ministros do novo Executivo:
Ministro da Presidência: Pedro da Silva Pereira Ver perfil
Ministro dos Assuntos Parlamentares (muda de pasta): Jorge Lacão Ver perfil
Ministro dos Negócios Estrangeiros: Luís Amado Ver perfil
Ministro do Estado e das Finanças: Teixeira dos Santos Ver perfil
Ministro da Defesa Nacional (muda de pasta): Augusto Santos Silva Ver perfil
Ministro da Administração Interna: Rui Pereira Ver perfil
Ministro da Justiça (novo): Alberto Martins Ver perfil
Ministro da Economia, Inovação e Desenvolvimento (muda de pasta): José Vieira da Silva Ver perfil
Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e Pescas (novo): António Manuel Serrano Ver perfil
Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações (novo): António Augusto Mendonça Veja o perfil
Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: Mariano Gago Ver perfil
Ministro do Ambiente e Ordenamento do Território (novo): Dulce Fidalgo Pássaro Ver perfil
Ministro do Trabalho e Solidariedade Social (novo): Maria Helena Santos André Ver perfil
Ministro da Educação (novo): Isabel Alçada Ver o perfil
Ministro da Saúde: Ana Jorge Ver o perfil
Ministro da Cultura (novo): Maria Ferreira Canavilhas Ver o perfil
REACÇÕES
- O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, João Palma, realça que Alberto Martins tem "capacidade política e negocial" para resolver muitos dos problemas do sector.
- O secretário-geral da UGT, João Proença, disse que a nova ministra do Trabalho "é uma excelente surpresa pois é uma pessoa com grande capacidade de trabalho e muito sensível às questões sociais e ao diálogo".
- O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, Fernando Curto, reagiu hoje "com satisfação" à recondução de Rui Pereira como ministro da Administração Interna, afirmando que significa a continuação de um "trabalho corajoso".
- "A Associação Empresarial de Portugal (AEP) e a Associação Industrial Portuguesa - Confederação Empresarial (AIP-CE) (...) avaliam positivamente quer a manutenção dos titulares das pastas das Finanças e dos Negócios Estrangeiros quer a nomeação de Vieira da Silva para a pasta da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento", referem as associações em comunicado hoje divulgado.
- O Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) reagiu "com agrado" à recondução de Mariano Gago à frente do ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
- Manuel Alegre considera que o novo Governo, hoje apresentado pelo primeiro-ministro José Sócrates, "é pensado para uma situação diferente, uma situação de maioria relativa, que requer mais capacidade de negociação e de diálogo, mais experiência e coesão política".
- O novo líder da bancada parlamentar do PSD, Aguiar Branco, referiu não ter "nenhuma referência negativa relativamente aos ministros". Disse esperar que "num novo modelo, sem maioria absoluta, haja uma maior flexibilidade" por parte do núcleo duro que permanece no executivo.
- Nuno Magalhães, do CDS/PP, adiantou que "mais importante do que tentar encontrar pessoas para ministérios tentou encontrar-se ministérios para antigos ministros", salientando que é um ponto positivo o afastamento de Maria de Lurdes Rodrigues e Mário Lino.
- José Manuel Pureza, do Bloco de Esquerda, garantiu que a manutenção de alguns ministros o preocupa.
- Bernardino Soares, do PCP, afirmou que "este governo mostra uma continuidade de políticas. Não há nenhuma perspectiva de mudança, que pensamos que é o que esperam os portugueses", reforçando que "caras novas" não garantem "alteração de políticas".
- Francisco Assis, novo líder da bancada parlamentar do PS, elogiou a "fortíssima presença feminina no Governo" (5 mulheres), e também a "componente de resposta à crise económica", ao integrar ministros como Vieira da Silva.

Compartilhe a caixa dos primeiros socorros

Jogos

Belíssimo texto de Paula Teixeira da Cruz, no Correio da Manhã.
Cito apenas:
"O actual Primeiro-Ministro sabe muito de jogo, embora, em minha opinião, não do Grande Jogo que é o desenvolvimento do País com a inerente diminuição das desigualdades sociais. Por isso, entretém o País com pequenos jogos, bem jogados, é certo, porém pequenos jogos. Enquanto tiver quem os jogue com ele, segundo as regras que institui, vai continuar a ganhar. Infelizmente para nós. Precisamos de muito mais. Entretanto, Portugal recua 14 lugares em termos de liberdade de imprensa (ao nível da Costa Rica e do Malí) e é o mais afectado pela fuga de ‘cérebros’."

Leia e conclua (basta carregar no título).

Uma sugestão aos cidadãos

Que tal, em vez de gastarmos tanto tempo e energias a atacarmo-nos uns aos outros, a dizer mal uns dos outros, a coscuvilhar defeitos, a lavar roupa suja... fizéssemos algo de útil pelo bem comum?
Que acham?

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

LIDERANÇA (ler o texto antes de ver o filme)

Nos tempos que correm, tão simples.

A menina, de 13 anos, ganhou um prémio e foi cantar o hino dos EUA, num jogo da NBA.Vinte mil pessoas no estádio. Ela afinada e compenetrada.

De repente o braço tremeu, engasgou-se, esqueceu-se da letra... e DEU-LHE UMA BRANCA!!!Treze anos, sozinha, ali no meio, e o público ameaça uma VAIA.

De repente, Mo Cheeks, técnico dos Portland Trail Blazers, aparece ao seu lado e começa a cantar, incentivando-a, e trazendo o público.

Só o técnico tomou a iniciativa de ir até lá para ajudar, enquanto à volta dela se começava a ensaiar a vaia. Mo Cheeks, mostra o que é liderança e como uma atitude de apoio, NA HORA CERTA, pode fazer uma grande diferença, para ajudarmos a mudar ahistória do JOGO da vida.

Será que isso já não nos aconteceu? E a nossa atitude, foi como a dotécnico Mo Cheeks ou como a de todos os outros que estavam à sua volta?

HÁ PESSOAS QUE ESTÃO NO MUNDO PARA AJUDAR... OUTRAS PARA VAIAR. LIDERANÇA E SOLIDARIEDADE é isto! PENSEM NISSO.

AGORA VEJAM O FILME...

(Enviado por email)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Há quem não tenha tempo para o Deus do tempo

Quem não tem tempo a perder com Deus, perde seu tempo." - Santo Cura d’Ars

Deixai falar o pobre Saramago

Leia aqui:
http://www.pejp.blogspot.com/

E ainda:
Hino à ignorância
http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?channelID=00000093-0000-0000-0000-000000000093&contentID=840F391C-1947-4464-913E-3E529F7679C9

Participação cívica

Sim, vou votar nas eleições europeias, autárquicas e legislativas. - 80%
Não voto, porque não acredito nos políticos. - 8%
Voto porque é um dever cívico. - 27%
Não voto, porque as eleições não resolvem nada. - 6%
Voto nas autárquicas. - 6%
Voto nas legislativas. - 4%
Votas nas europeias. - (2%
Voto, porque acredito que podemos mudar a situação. - 44%

O meu agradecimento a todos os que participaram na sondagem deste blog. Participar é uma prova de amizade. Participar é uma forma de assinalar cristamente a nossa cidadania.

Curiosidades sobre o corpo humano

Ai, estes excessos feministas!!!..,.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O senhor Carvalho

Dizia-se ateu. Não com arrogância ou petulância. Afirmava que tinha pena, mas que não tinha fé.
Todos os padres da região, mais "conservadores" ou mais "progressistas" tinham pelo senhor Carvalho grande respeito e muitos sincera amizade. E ele sentia-se muito feliz por isso. Sua esposa assumia-se como cristã e nunca recebeu de seu marido outra coisa que não fosse respeito profundo e impulso para praticar a sua fé. Deste casal nasceu um único filho que, depois de formado, emigrou, casou com uma senhora estrangeira e por lá exercia a medicina. Era um católico assumido e activo na vida da sua comunidade.
O senhor Carvalho brincava com a situação e a brincadeira nele assentava como uma luva:
- Quer queira, quer não, tenho mesmo que ir para o Céu! O meu filho e a minha minha mulher a puxarem por mim e depois tantos padres a empurrar-me...
Tinha o senhor Carvalho um pequeno estabelecimento comercial que nunca o enriqueceu, nem pouco mais ou menos. E a razão era simples. A atenção permanente aos pobres e desfavorecidos. Aqui residia a sua coerência. Não era comunista só de nome, mas exercia a solidariedade, sempre sem dar nas vistas. Quantas vezes aparecia em casa de pessoas carenciadas, quase como quem pede licença para bater à porta. Logo que a pessoa aparecia, o ritual repetia. Sorria e dizia:
- Bom dia. Tome. É para si.
Debandava, levantando a mão aos agradecimentos como se estes martelassem o seu espírito solidário.
Porque tinha muitos amigos, era uma presença habitual em casamentos e baptizados. Nunca dizia que não logo que pudesse. Ouvi-o justificar-se:
- Não é pelos comes e bebes que vou a estas festas. Felizmente vou tendo o necessário para mim. Vou por amizade, porque gosto de estar com os amigos nos momentos mais importantes, sejam eles de festa ou de sofrimento.
E acrescentava:
- Entro sempre na Igreja e comporto-me com decência. Não é que a cerimónia religiosa a mim me diga alguma coisa. Mas é por respeito para com quem me convida. Se me convidam, é porque gostam que eu esteja presente.
Certo ano, fui colocado a leccionar na sua vila. Fiquei hospedado em casa de uma santa senhora que fez o favor de me acolher. A casa ficava perto da dele. Como não tinha garagem, o meu carrito permanecia na rua. O senhor Carvalho apercebeu-se e mandou dizer à senhora que me acolheu:
- Pegue a chave da minha garagem que já desocupei. É para o senhor Padre lá deixar o carro.
O senhor Carvalho dizia-se ateu. Mas penso que pelas obras estava muito perto de Cristo que certamente já o acolheu no Mundo Novo do Amor, onde o amor de Cristo que tudo vence o libertou de todas as limitações.

Impressões do dia

Futebol - Portugal vai disputar com a Bósnia-Herzegovina um lugar no Mundial de Futebol de 2010, que se realizará na África do Sul. Segundo o sorteio que acaba de ser realizado em Zurique, o primeiro jogo será a 14 de Novembro, no Estádio da Luz, sendo o segundo jogo disputado na Bósnia no dia 18.
À primeira vista - pois que em futebol, "prognósticos só no fim" - Portugal não foi abandonado pela sorte do sorteio. Entre os adversários que poderiam surgir no caminho dos lusitanos, parece que a Bósnia será dos menos difíceis. A ver vamos...

Comboios - Ouvi hoje no telejornal. Enquanto nos últimos anos, Portugal encerrou 400 km de linhas férreas, a Espanha reabriu mais de 300 km.
Enfim, sempre ao contrário dos outros. Quando lá fora se recomeçam ciclos, aqui encerra-se o ciclo anterior.
Ah! Excepto em questões fracturantes. Portugal, graças aos seus luminosos políticos, está na linha da frente.

Deus Pinheiro - Como é que é possível que nos dias de hoje, com a reputação dos políticos na rua da amargura, haja alguém que não faça pelo menos o tempo da cerimónia antes de renunciar a um mandato de deputado para que nem sequer chegou a tomar posse?
A resposta seria naturalmente: não é possível. Mas foi, e o seu autor, que consegue sempre surpreender, chama-se João de Deus Pinheiro, que como é sabido nunca foi dado a “chatices” políticas.
Em tempos idos ele bem se tentou queixar da imprensa por lhe ter dado a fama de “bon vivant”. Pelos vistos nesta sua breve reaparição na política activa, o ex-ministro e ex-comissário europeu não quis deixar os seus créditos por mãos alheias.
Mas o pior de tudo não são as acções destes pseudo políticos da nossa praça, o que torna os seus actos lesivos para todos nós é o facto de a imprensa ser conivente com estes personagens.
A verdade é que quando precisa de um bom título ou de frases fortes para vender notícias, João de Deus Pinheiro e outros como ele são rapidamente elevados à categoria de senadores políticos, prontos a dar conselhos e lições de moral à “ralé”.
Correndo o risco de passar por censora arrisco o conselho: Jornalistas por favor não dêem palco a quem tão pouco respeito demonstra pela democracia.

Raquel Abecasis, RR

Saramago em Penafiel - O mais famoso ateu português - para grande contentamento do Presidente da Associação Ateísta Portuguesa - continua a sua cruzada contra a Bíblia, à qual atribui o epíteto de "Manual de maus costumes".
Mais uma blasfémia de um ex-jornalista que, tendo feito fortuna à custa dos livros, está a anos-luz do volume de vendas do Livro Sagrado.
Saramago, que tanto fala de liberdade, ainda não compreendeu que a sua liberdade termina onde começa a dos outros.
Enfim, os seus 86 anos estimulam condescendência... Pena que os cabelos brancos neste caso não sejam sinal de prudência e de humildade perante a vida e os homens!

"Críticas de Saramago mostram que não compreende a Bíblia"
Veja aqui: http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=75625

Narciso e Alegre - Falam hoje os meios de comunicação social na possível expulsão do PS de Narciso Miranda e de outros socialistas, porque, à revelia do seu partido, se candidataram às autárquicas sem ser no PS.
Ora há anos, Manuel Alegre candidatou-se à Presidência da República à revelia do PS. Lembremos que nessas eleições o candidato apoiado pelos socialistas era Mário Soares.
Alegre foi expulso do PS?
Não percebo. Uns podem fazer tudo o que querem que nada lhes acontece. Outros ficam sol o fio da espada disciplinar.... Politicas! Quem as entende?

domingo, 18 de outubro de 2009

sábado, 17 de outubro de 2009

Mais de um milhão de pessoas na manifestação anti-aborto

Uma verdadeira maré humana invadiu o centro da capital espanhola: idosos, pais e mães com crianças em carrinhos, grupos de adolescentes com camisolas pintadas e faixas vermelhas com as palavras "Direito à vida".

(Carregue no título para ver a notícia)

Estudantes universitários vivem em casas de banho

Vergonha de país!
Vergonha de sociedade!

Enquanto uns tantos enriquecem - sabe-se lá por que meios - outros, muitos, vão ficando na miséria.

Sabem quais são os dois motivos mais apontados? Reparem:
- O desemprego
- O divórcio.

Claro, venham mais leis a simplicar os divórcios! Continuemos a apostar em quem ajuda a destruir a família!! Depois apanhemos os cacos sociais!

(Veja a notícia, carregando no título)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O meu aplauso para este aluno

O representante dos alunos do Liceu Camões destacou-se hoje durante as comemorações dos 100 anos da escola ao tecer duras críticas à política educativa, acusando a ministra da Educação de «tirar credibilidade à democracia»

E disse mais, muito mais. E -lo diante diante do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e da ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, além do director da escola e do médico João Lobo Antunes, um dos antigos alunos.

Na despedida (?), Maria de Lurdes Rodrigues ouviu a corajosa intervenção deste jovem. Sim, ela que nunca gostou muito de escutar, hoje teve que o fazer.
Por mais estatísticas que, em estilo de cassete, tenha repetidamente apresentado, a realidade é esta. A sua acção foi uma calamidade para este país. Com o apoio total de José Sócrates. Cavaco Silva também não sai bem na fotografia. Não foi ele que disse: "Deixem trabalhar a ministra?"
Ainda hoje me dizia uma professora:
- Depois desta ministra, tarde, muito tarde, regressará à alegria ao trabalho docente!

Então, amigos visitantes, leiam o que este jovem disse. Vale a pena. (Basta carregar no título)

Ricos/Pobres


O pai, o filho e a forca

É um companheiro

Ele há coisas!
Ontem à tardinha passei por casa de meu pai para o visitar. Ali há sempre muitos gatos, já que os meus sobrinhos fazem questão de os conservar. E como eles se multiplicam...
Pelo menos, ratos, sardões e cobras não se vêem nas redondezas da casa. Os gatos têm a sua utilidade.
Pois há dias apareceu lá por casa mais um gato. Arraçado de siamês, muito meigo e nada fugidio, bem pelo contrário. Abandonado? Atraído pelas gatas? Não sei. Apareceu e ficou.
Meu pai, que nunca revelou especial predilecção por gatos e cães, embora não os tratasse mal, agora gosta imenso do gato que o acompanha por todo o lado, está sempre ao pé dele.
Interessante, com tantos gatos lá, não os acompanha nem lhe liga. Só está bem junto das pessoas e é de uma meiguice extrema. Devia ter sido habituado a ser gato de companhia.
Mostra-se exigente no comer. Restos de comido, não. Excepto ser for peixe ou um pouquito de carne.
Pois, para estranheza minha, meu pai comprou-lhe ração própria. Ui! o bicho anda feliz! Eu, meu irmão e minha cunhada fizemos uma admiração. "O pai gastar dinheiro com ração para gatos!?" Pois, mas gastou e gostou de o gastar.
- É um companheiro - refere. - E olhai que se lhe falo mais alto, o animalzinho fica sentido!
Minha mãe, essa sim, sentia uma predilecção por animais, todos - era capaz de deixar de comer para dar aos "animaizinhos", como carinhosamente se lhes referia, pois dizia que também eram obra de Deus - lá do Céu deve estar a bater palmas pelo gesto do seu marido.
Por mim, relembrei aquela frase do falecido Cón. Anciães que dizia: "Se o diabo chegasse a velho, até ele se convertia." Ahahahah

Pobreza afecta 18% dos portugueses e está a aumentar

Bento XVI pede solidariedade e mais recursos para acabar com a fome

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Se não quiser ouvir a música...

Se quer navegar neste blog, mas sem ouvir a música, então é fácil. Vá ao fundo da página. Naquela barra colorida, onde estão as setas e carregue naqueles dois tracinhos verticais.

Menino sobrevive em floresta graças a cães

Pode ver aqui:
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1390951


Os animais fazem pelo homem aquilo que os homens, na maior parte das vezes, não fazem pelos animais...
"Os cães são a nossa ligação ao paraíso. Não conhecem o mal, a inveja ou a insatisfação". - Milan Kundera.
Se o ser humano soubesse proteger quem o protege a ele!...
Tanto desprezo, tanto abandono, tantos maus tratos aos animais! Porquê?
Na hora H, os animais estão lá, no sítio certo. Não fogem nem falham. Dão a vida, se for preciso, para defender quem lhes quer bem.
Não endeusemos os animais. Mas jamais maltrtar os animais!

Nada te turbe!

A mensagem da Luz

A vida humana, toda a vida, é sagrada

Ao receber o Prémio Nobel da Paz 2009, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deveria recordar não apenas das guerras no Iraque e no Afeganistão, mas também da guerra que está sendo dirigida contra os não-nascidos, segundo um artigo do L’Osservatore Romano.

O jornal oficioso vaticano publicou um artigo na sua edição do domingo passado, em resposta à concessão do prémio da paz a Obama." ( http://padrejoaoantonio.blogs.sapo.pt/)

A vida humana é sagrada ANTES, DURANTE, NO FIM!
A Vida humana é sagrada no sei materno, durante a sua vida terrena, no fim da vida terrena.

A fome afecta actualmente 1,02 mil milhões de pessoas, quase um sexto da população mundial!!!
"... Barack Obama, deveria recordar não apenas das guerras no Iraque e no Afeganistão, mas também da guerra que está sendo dirigida contra os não-nascidos..." SEM DÚVIDA!
E então, senhor jornal L’Osservatore Romano, Obama não deveria recordar igualmente este sexto da humanidade que passa fome???
Sejamos justos e razoáveis. A legitimíssima defesa da vida intra-uterina é inseparável da defesa da vida pós-uterina.
A vida humana, toda a vida, é sagrada. Não se pode defender uma fase esquecer as outras. Ou defendemos a vida toda, ou não a defendemos.
Milhões mortos pelo aborto. Milhões mortos pela fome.
E por todos e em todos o Deus da vida sofre, está crucificado.
Tiremos os pedregulhos do egoísmo e Deus ressuscitar-nos-á!

Em 14 de Outubro

1. Porugal venceu Malta por 4-0 e ficou mais perto do Mundial na África do Sul. Mas ainda não estamos lá. Faltam dois jogos (não se sabe contra quem), o chamado play off.

2. Saramago critica o Papa ( http://www.correiomanha.pt/Noticia.aspx?channelid=00000013-0000-0000-0000-000000000013&contentid=37F36D1A-4F57-4BD7-A64D-CE39D998C285). José Saramago que apoiou durante tanto tempo os atentados à liberdade nos países comunistas, que autoridade tem? Criticar e discordar são coisas ligítimas. Ofender, senhor Saramago, é indigno e fica mal a qualquer ser humano, muito mais a um Nobel.
Não sou um admirador deste escritor cujos livros não aprecio. Mas reconheço que tem valor como escritor.
Hoje Saramago rastejou. Revelou pouco estofo de alma. Senilidade de espírito?

3. Portugal envelhece. "Aborto aumenta. No ano passado, foram mais de 17 mil os abortos praticados em hospitais públicos. Certamente, a este número há que somar mais abortos clandestinos!
Nascimentos descem. Este ano, pela primeira vez, o número de nascimentos será inferior a cem mil.
Dois dados que devem fazer reflectir. E inflectir!"
(in Mansidão)

4. A fome afecta actualmente 1,02 mil milhões de pessoas, quase um sexto da população mundial, de acordo com um relatório da FAO, a agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Agricultura e a Alimentação, divulgado esta quarta-feira em Roma durante a Semana Mundial da Alimentação.
A maior parte das pessoas subnutridas encontram-se na região da Ásia-Pacífico (642 milhões), seguida da África subsaariana (265 milhões), América Latina (53 milhões) e da região do Oriente Médio e Norte da África (42 milhões). Nos países desenvolvidos, estima-se que 15 milhões de pessoas sofrem com a fome.
A ONU explica o número registado de pessoas afectadas, o maior desde 1970, com a conjugação de uma crise económica com uma crise alimentar.
De acordo com as projecções mais recentes das Nações Unidas, o número de pessoas afectadas pelas fome passará de 6,8 mil milhões para 9,1 mil milhões em 2050.
( In Correio da Manhã)
FAMINTOS!... OS NÚMEROS DA NOSSA VERGONHA!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Os Jovens

Nesta noite, trabalhei com a coordenadora do grupo de jovens. Analisámos a situação, projectámos algumas actividades a propor aos jovens para o presente ano pastoral.
Fico sempre feliz quando vejo os jovens a "pegar" na Igreja. E mais, tenho sentido que eles se sentem felizes quando, em Igreja, fazem experiência de Cristo.
Os jovens, quando querem, são únicos, fantásticos!
Eles sabem que, nesta comunidade, são sempre bem-vindos.
Vamos lá, malta da pesada! Vamos viver em cheio este ano pastoral! Penso que muitas das actividades propostas vos vão agradar, até porque em vós tiveram a sua origem.

Aqui ganha-se muito bem!

Li no jornal Sol, que Pinto da Costa, presidente do Conselho de Administração da SAD do FC Porto, recebeu 700 mil euros brutos na última época futebolística, segundo o relatório enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).
Ao todo, os quatro elementos remunerados da administração da SAD portista auferiram quase dois milhões de euros (1,9) entre 1 de Julho de 2008 e 30 de Junho de 2009, por esta ordem: Pinto da Costa (700 mil), Adelino Caldeira, Fernando Gomes (cada um 420 mil) e Reinaldo Teles (375 mil).

Ao ler isto, passaram-me tantas interrogações pela mente!...
Mas já sei. Tenho muitas respostas para perguntas que nunca fiz e não tenho respostas para as perguntas que faço.

Mas uma coisa sei. Enquanto o meu clube ganhar, os sócios (eu não sou sócio) jamais contestarão esta e outras situações.
O pior é se começa a perder....

Tarouca na comunicação social

Veja e ouça aqui:
http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=1390373
e aqui:
http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=7E532CA3-E044-4B36-87A0-E029605B4657&channelid=00000090-0000-0000-0000-000000000090

Gostava de ver Tarouca na comunicação social:
- pela excelência da sua vivência democrática
- pelo empreendedorismo das suas gentes
- pelo fomento da economia
- pela preservação e aproveitamento económico dos seus monumentos
- pelo alto nível das suas realizações culturais
- pela vivência solidária das pessoas
- pelas óptimas condições de qualidade de vida

Assim não vamos lá. Assim ficaremos irremediavelmente para trás. Intolerantes, agressivos, com um pé atrás na relação de uns com os outros, criando muros e divisões entre nós.

Só há uma solução que envolve todos e a todos diz respeito. Enterrar os "machados de guerra" e partir, de coração lavado e mente limpa, para a construção de um futuro comum nesta terra.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Isabel Alçada nova Ministra da Educação?

Segundo alguns meios de comunicação social, Isabel Alçada, a conhecida escritora de literatura infantil, poderá ser a escolhida pelo PS para nova Ministra da Educação.
Se isto vier a acontecer, o PS ganhará uma cara nova, muito mais popular do que Maria de Lurdes Rodrigues, para tentar levar a sua "visão" avante. É que não nos iludemos, uma cara nova não quer dizer uma política nova. Aliás, é público o seu apoio incondicional às políticas educativas levadas a cabo nestes quatro anos.
Pessoalmente, espero que nessa altura a escolha não seja apenas entre os mais apoiantes destas políticas, mas sim, entre os mais identificados e competentes para realmente mudar a Educação e o Sistema Educativo. Para a melhoria da sua qualidade e não a melhoria da estatística. Com os professores, alunos e restante comunidade educativa, e não, contra os professores. Se Isabel Alçada concorda com o que se passou nos últimos quatro anos, se algum dia chegar a ministra, mais cedo ou mais tarde irá cair na mesma impopularidade de MLR.

"Como se sente?"

Hoje uma pessoa amiga perguntou-me:
- Como se sente na sua nova pele de reformado?
Essa pessoa amiga lembrava-se bem que passei à reforma antecipada exactamente há oito dias.
Sinto-me bem. Era isso que eu queria, logo só tenho que me sentir bem. Uma vez ou outra, acordei espavorido: "Ai que já devia estar na escola!" Mas logo surgiu à tona da consciência a verdade: "Já estou reformado!" E o coração lá desacelerou nas batidas.

Tenho aproveitado o tempo para descomprimir, para colocar uma série de coisa em ordem. Ando a dedicar muito tempo ao nóvel blog "Paróquia de S. Pedro de Tarouca". Vou realizando as tarefas paroquiais programadas e inesperadas. Mas tudo com calma. Além disso, vou também cuidando mais um bocadinho de mim, mormente com visitas à dentista cujas consultas tinha vindo a adiar.
Até ao fim do ano, quero o tempo para me ressituar, reflectir, projectar. Depois penso arrancar para novas formas de actuação pastoral, se Deus me der vida e saúde. É que na vida, parar é morrer. Não me apressem, nem me apresse! Devagar que tenho pressa!

Maitê Proença «goza» com os portugueses

Veja aqui o texto e o filme.
Deixe-nos o seu comentário.

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Gente/Interior.aspx?content_id=1389462

Árvores floriram e têm frutinhos

Estranho. Árvores a florir em Setembro, apresentando em Outubro pequeninos frutos em desenvolvimento.
Quem mo tem referido repetidamente, diz que nunca vira coisa assim.
Algumas árvores, de espécies diferentes, que se situam na fronteira do grande incêndio que atacou a Serra nos finais de Agosto, floriram logo a seguir e mostram agora os pequeninos frutos em formação.
Será que o intenso calor do incêndio enganou o relógio genético dessas plantas? Não sei. Mas que algumas delas floriram e têm frutinhos, isso é verdade.
Se tem dúvidas, suba a Cravaz, até à borda do extinto incêndio e verifique com os próprios olhos.

Honra aos vencedores e aos vencidos!

Acabou o alvoroço, o ruído nas ruas, a proliferação de rostos e slogans. Voltou a paz do costume.
Honra aos vencedores daqui e de todo o país.

Permitam-me um abraço especial aos amigos Mário Ferreira, Dr. Simões e Rui Raimundo, respectivamente eleitos Presidente da Câmara, Presidente da Assembleia Municipal e Presidente da Junta de Freguesia de Tarouca. Desejo-lhes todo o êxito nas nobres funções para que foram eleitos. O seu sucesso será o sucesso do Concelho e desta Freguesia.

Mas não esqueço todos os que tendo concorrido e não ganhando, deram o seu melhor, "deram o corpo ao manifesto" e se dispuseram a servir a comunidade. E não é fácil servir. Honra a vós, amigos. Lutai por aquilo em acreditais, oferecei o vosso contributo, sede perseverantes. É fácil ser herói num minuto, é difícil sê-lo permanentemente. Em democracia é tão importante a maioria como a oposição, desde que ambas funcionem responsavelmente.

Algum azedume que o calor da campanha sempre transporta, acabou. Como todos sois pessoas de bem, assim espero que aconteça. São os cidadãos e o Concelho que a partir de agora interessam a todos. E os problemas destes resolvem-se "metendo as mãos à obra" e conjugando esforços.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

No rescaldo das Autárquicas - apontamentos

Ao olhar para o panorama nacional dos resultados autárquicos, alguns casos me chamaram a atenção.

Lisboa - Há anos e inesperadamente, Santana Lopes ganhou a Câmara. Esteve, saiu para o Governo, voltou a entrar. Pelo meio algumas trapalhadas. A seguir veio Carmona, apoiado pelo PSD, mas, pouco tempo depois perdeu o apoio deste partido. Vieram eleições antecipadas. Perante este panorama, o povo de Lisboa optou por quem lhe pareceu garantir estabilidade e confiança. Que há aqui de anormal? Ser autarca é uma nobre missão em si, nunca trampolim para outros vôos...

Porto - Há anos, Fernando Gomes, que era um autarca bem visto pelos portuenses, abandonou a Câmara para ser ministro. Quando voltou e se recandidatou, perdeu. Rui Rio pode não ser uma figura exuberante, jet set. Mas tem uma áurea de seriedade. E isso, num autarca é muito! Soube separar as águas, evitando pantanais com o futebol. À sua maneira, Pinto da Costa, o idolatrado presidente do FC Porto, parte para o ataque. Sem resultados. Em 2005 e em 2009, Rio obtém maioria absoluta. Até apetece a dizer: quanto mais o ataca Pinto da Costa, mais Rio sobe!
Os portuenses que cantam no Dragão: "Pinto da Costa, olé!", são os mesmos que no silêncio das cabines de voto dão maioria absoluta a Rui Rio. Admirável a postura cívica dos portuenses! Sabem, talvez como poucos neste país, separar as águas. Por isso, a cidade do Porto é a "pátria da liberdade", do grande D. António Ferreira Gomes.
Elisa Ferreira deu logo um passo de gigante para a derrota quando afirmou que se não ganhasse, não ficaria na Câmara do Porto, mas iria para Bruxelas. Em todo o lado, tal postura soaria mal, mas então no Porto...

Sintra - O concelho mais populoso deste país. Imensos problemas: bairros problemáticos, inserção de imigrantes, convivência dos muitos ricos com os muito pobres, ligações terrestres a Lisboa, fenómenos de marginalidade...
Fernando Seara arranca uma maioria absoluta e continua no cargo, vendo assim o povo sufragar a sua acção. Aqui gostei pessoalmente que Ana Gomes não tivesse ganho. Fala muito, fala de mais, "arma-se" em estrela política, parece que tem o "rei na barriga", está sempre em riste para abraçar causas fracturantes. Teve a votação que merecia. Derrotada! Para que ela e outros como ela aprendam. Claro, se souber o que é a humildade cívica...

CDS e Bloco de Esquerda - Ouvi na Televisão, durante a noite eleitoral, uma senhora representante do CDS reconhecer que o seu partido não tem ainda uma grande implantação autárquica. Ficou-lhe bem esta humildade democrática. Rara numa noite em que quase todos apareceram a cantar vitória.
O Bloco de Esquerda perdeu os vereadores que possuía nas Câmaras de Lisboa e Porto e tem só uma Câmara. Uma coisa são as eleições legislativas em que o Bloco funciona como válvula de escape para os descontentes, porque o sabem longe do centro do poder, outra bem diferente é a governação efectiva. E aqui as pessoas pensam. Um programa tão radical e fracturante como o deste partido deixa os cidadãos a pensar duas vezes...

Escutas no Palácio de Belém. Afinal é verdade


EIS A PROVA IRREFUTÁVEL DA EXISTÊNCIA DE ESCUTAS NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Um desafio de Deus

Eleições autárquicas

Pode ler aqui:
http://paroquiadetarouca.blogspot.com/

E aqui:
http://taroucahoje.blogs.sapo.pt/

domingo, 11 de outubro de 2009

11 de Outubro de 2009

1. Em Portugal, realizam-se hoje as eleições autárquicas. Escolhem-se os presidente de Junta, de Câmara e as Assembleias Municipais.
Embora as eleições estejam a correr normalmente em todo o país, há a assinalar um facto extremamente grave. O marido da Presidente da Junta de Freguesia de Ermelo, Mondim de Basto, foi hoje morto a tiro junto à assembleia de voto pelo candidato adversário do PS. Assim as eleições em Ermelo foram adiadas para o próximo domingo.
Gravíssimo. Sejam quais forem as razões que tenham estado por trás deste acto, nada o justifica, muito menos razões políticas. A vida humana é sagrada!!! Após 35 anos de democracia, parece que ainda está por democratizar a política.

2. O padre Damião de Veuster, o apóstolo dos leprosos e da caridade, é hoje canonizado em Roma. Além do padre Damião, o papa Bento XVI vai declarar novos santos da Igreja Católica dois religiosos espanhóis, o padre Francisco Coll y Guitart e o monge Rafael Baron, um prelado polaco, o arcebispo Zygmunt Felinski, e a religiosa francesa Marie de la Croix.
A canonização surge 120 anos depois da morte do padre Damião, sacerdote belga nascido perto de Lovaina e que morreu aos 49 anos, vítima de lepra, doença que contraiu ao fim de vários anos a prestar apoio e assistência aos leprosos da 'ilha maldita' de Molokai, nas Ilhas Havai.
O seu exemplo de dedicação e amor aos leprosos causou admiração em todo o mundo e deu origem à Associação Belga Padre Damião, que actualmente está presente em mais de 25 países, curando mais de 400 mil leprosos por ano.

"A Igreja canoniza a santidade, oração, a caridade, a verdade, o amor. Ou seja, aponta como regra o empenho no seguimento de Cristo nas mais diversas formas de vida.
Nunca a Igreja canoniza a mediocridade, a inveja e a mentira."
(Mansidão)


3. Os jornais de hoje dão bastante relevo à vitória de Portugal sobre a Hungria por 3 - 0. A um clima de muito descrédito, está a suceder um ambiente de euforia.
Somos assim. De oito ou de oitenta. Neste país, passa-se de "bestial" a "besta" - e vice-versa - num abrir e fechar de olhos.
Se Portugal vencer Malta, estará no Play of, com equipa ainda desconhecida, e caso vença, então irá ao campeonato do mundo, que se realiza em Junho de 2010, na África do Sul.
Renasceram as esperanças. Vamos acreditar.

sábado, 10 de outubro de 2009

Alunos sem dinheiro para refeições

A Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI) vai lançar um fundo social para apoiar alunos em dificuldades, «alguns dos quais sem dinheiro para refeições», relatou à Agência Lusa, Fausta Parracho, dirigente da AAUBI.
Segundo a mentora do projecto, existem 50 casos de carências, entre os quais “há dez casos urgentes, de pessoas que pagam as propinas com dinheiro emprestado e que neste momento não têm possibilidade de comer”, destacou.
In Sol

Os jovens, quando querem, são inexcedíveis!
Perante a situação aflitiva de colegas mais carenciados, nem ficam indiferentes, nem se limitam a reclamar para cima. Não. Deitam mãos à obra, promovem festas de angariação de verbas, conversam com a reitoria da universidade e com a acção escolar.

É por estas e por outras que acredito que a humanidade tem futuro. Quando rebentam estas torrentes de solidariedade no coração das gentes novas, então conseguimos vislumbrar que o amanhã do Homem não está em perigo!
Força, gente nova! Transportais em vós vulcões de solidariedade! Não os abafeis.

Os matrimónios na Igreja Católica tiveram uma quebra de 46 %, na última década

Os matrimónios na Igreja Católica tiveram uma quebra de 46 %, na última década. Segundo dados do Anuário Católico de Portugal de 1999 e de 2008 todas as dioceses conheceram um decréscimo de celebrações matrimoniais.

Num total de 52401 matrimónios em 1999, as dioceses celebraram 27908 no ano de 2008. A diocese do Porto regista a maior quebra. Em 2008 foram celebrados 6048 matrimónios, menos 5911 que em 1999.

A diocese de Vila Real foi a que menos viu o decréscimo de matrimónios se acentuar. Se em 1999 celebrou 1100 matrimónios católicos, quase 10 anos depois este número desceu para os 919.

Estes são dados que não surpreendem o Padre Luís Inácio João, Secretário da Comissão Episcopal do Laicado e da Família, que aponta uma mudança cultural antes de uma mudança religiosa.

«A sociedade conduz-se não por valores mas por parâmetros de conformidade, de moda, onde as pessoas procuram o eco da sua forma de estar e ser, e fazem disso critério de vida».

Por um lado, há que saudar a coerência. Se as pessoas não têm vivência cristã, é melhor não celebrarem aquilo que não vivem. É uma questão de verdade.

Há quem se apresente para celebrar o Matrimónio apresentando, como única credencial, o Baptismo!

Prevaleciam razões meramente sociológicas: o hábito, a vontade dos pais, etc.

O que preocupa é o sintoma que subjaz em tudo isto: é o recuo da vivência pública da fé.

Porque é que as pessoas se afastam? Apenas por uma questão de vontade? Ou não será também porque o testemunho que, em Igreja, se oferece é pouco apelativo?

Nota-se que as pessoas continuam a amar Deus e Jesus Cristo. Com o Cristo da Igreja, tudo parece estar bem. Já com a Igreja de Cristo é que as coisas são diferentes.

É claro que não se pode seguir a Cristo sem a Igreja. Mas as pessoas precisam de ver transparência na Igreja. Hoje, o patamar de exigência aumentou.

Não é em vão que o teólogo Martín Velasco assinala que, sociologicamente falando, o Cristianismo rejuvenesce equanto a Igreja envelhece.

Pensemos. Oremos. E mudemos. A conversão está ínsita no Evangelho.
In Mansidão

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Vale a pena ler com calma este artigo

Cenas dos próximos episódios

Crianças passam tempo demais na escola

Senhores:
José Sócrates,
Maria de Lurdes Rodrigues,
Albino Almeida

Peço-lhes a melhor atenção para este livro "Crianças Ocupadas. Como algumas opções erradas estão a prejudicar os nossos filhos" , da a investigadora Maria José Araújo.
Leiam, releiam e tirem conclusões.

Segundo a investigadora, as crianças entre os seis e os 12 anos «trabalham hoje para e na escola, no seu ofício de alunas, cerca de oito a nove horas diárias, ou seja, cerca de 40 a 45 horas semanais».
«A intenção deste livro é criar um debate público sobre a questão da ocupação das crianças e, de alguma maneira, alertar para o direito das crianças», disse à agência Lusa a investigadora do Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Universidade do Porto.
A desenvolver um trabalho de investigação sobre questões levantadas pelo conceito de Escola a Tempo Inteiro e as Actividades de Enriquecimento Curricular, a autora considera que «as crianças estão muito ocupadas, têm muitos trabalhos e actividades para fazer todos os dias» ficando sem tempo para brincar.
«Essas actividades podiam ser brincar, mas são sempre em função da escola», sublinha, acrescentando que «os pais têm uma preocupação muito excessiva em relação ao tempo escolar».
A investigadora ressalva que escola a tempo inteiro é uma medida óptima, mas as crianças deviam fazer as actividades que elas pudessem escolher.
«A grande questão não é só a quantidade de actividades que fazem, mas o facto da metodologia prevalecente nessas actividades ser sempre orientadas pelos adultos e elas nunca poderem escolher. São aulas atrás das aulas», sustenta.
Para Maria José Araújo, é preciso «repensar o modelo da escola». «Este modelo não pode continuar porque as crianças não aguentam», realçou.
No livro, a autora, que trabalha há 19 anos com crianças, tenta responder às seguintes perguntas: «Fará sentido que, na sociedade contemporânea, as crianças trabalhem mais do que as 40 horas que achamos razoáveis para os adultos? Fará sentido prolongar de tal modo as suas ocupações que não lhes deixamos tempo para brincar e descansar? Será que temos o direito de ocupar e condicionar o tempo livre das crianças depois de um dia de Escola?».
«A angústia dos pais para que as crianças trabalhem muito para ser alguém, como se as crianças não fossem já hoje alguém, pode comprometer tanto o seu presente como o seu futuro», sublinha. In Sol

E esta?

"Os portugueses vivem há muitos anos, com poucos intervalos, num clima de ‘bananas governado por sacanas’." - João de Carvalho, candidato à Câmara de Vila Franca de Xira

(In Correio da Manhã)

Nobel da Paz para Barack Obama

O Instituto Nobel Norueguês anunciou esta sexta-feira que o presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama foi agraciado com o Prémio Nobel da Paz.
Que razões terão levado o Comité Nobel a atribuir a Obama este galardão?
Pode ler aqui os motivos apresentados:
Pessoalmente, acho que ainda é cedo, que o actual Presidente dos Estados Unidos ainda tem muito a provar.
Isso não interfere minimamente na esperança com que olho para Obama. O mundo espera dele nova postura perante as guerras, o nosso planeta, os desequilíbrios mundiais, as sensibilidades regionais. Obama corporiza o desejo de paz que perpassa pela esmagadora maioria da população mundial.
Oxalá que o Nobel lhe dê mais força e coragem para ajudar a construir um mundo melhor.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Amigo e honesto

Este é o primeiro preceito da amizade: pedir aos amigos só aquilo que é honesto, e fazer por eles apenas aquilo que é honesto. (Cícero)

Bolsa cheia

Procurou-me. Trazia a bolsa cheia. De ideias e de projectos que gostava de ver implantados na paróquia neste novo ano pastoral.
Ouvi atentamente. Depois perguntei se já conhecia o Plano Pastoral da Diocese ao qual o da paróquia tinha que se adaptar. Disse-me que não, que já o tinha procurado no Asas da Montanha, mas ... nada! Informei-a que agora podia encontrar a temática religiosa e paroquial no novo blog que a paróquia possui, o blog da Paróquia de Tarouca ( http://paroquiadetarouca.blogspot.com/), onde aliás já fora colocada a temática do novo ano pastoral, centrada no Ano Sacerdotal e na Eucaristia.
Informei-a ainda que vai ser enviado um esboço do Plano Pastoral a todos os membros do Conselho Pastoral como base de reflexão e de análise tendente à elaboração definitiva do referido Plano em reunião a realizar daqui a 15 dias.
Por isso, sugeri que confrontasse as suas propostas com a temática para este novo ano pastoral e depois as apresentasse aos representantes do seu povo e do seu grupo para eles as trazerem à reflexão do Conselho Pastoral. Disse-me que não sabia quem eram. Valha-me Deus! Então eleitos por voto secreto, divulgados à comunidade ao fim da Missa, anunciados através do jornal paroquial, com o nome no site da Paróquia... e não sabe!? Ficou calada.
Com calma, falei-lhe da função do Conselho Pastoral e da sua importância na vivência da dinâmica da comunhão paroquial. Indiquei-lhe os nomes. Ah! Agora já sabia.
- Então vou dizer todas estas coisas ao meu representante!
- Calma! Pedi-lhe que confrontasse os seus projectos com a temática deste ano pastoral, que tem a ver com o Ano Sacerdotal e a Eucaristia. Depois, os que achar que têm a ver, então apresente-os.
- Está bem. Então vou ver melhor no blog da paróquia e logo vejo.
- Óptimo - respondi.

Realmente é importante que todos conversem com os respectivos representantes no Conselho Pastoral, levando ideias e sugestões. É indispensável que os representantes oiçam os representados. Só assim geramos comunhão e partilha. Mas, não nos afastemos do tema do Ano Pastoral!!!

AVE-MARIA

A vida para mim é como uma mãe

Já partiu há uns anos. Mas nunca esquecerei a riqueza interior que me comunicou. A mim e a todos os que tiveram a dita de o conhecer.
Décadas numa cadeira de rodas, numa total dependência dos outros. Onde o deixassem, ali ficava, já que da cinta para baixo não executava qualquer movimento. Ah! Uma das mão estava paralítica. Para cúmulo, estava algaliado.
Mas era uma pessoa fantasticamente serena e optimista. Gostava imenso de viver e achava a vida linda.
E quando mais tarde teve acesso a uma cadeira ecléctica, era vê-lo pela estrada quando o tempo o permitia. Ia à Eucaristia, acompanhava a esposa ao campo, ia até ao povo para dois dedos de conversa.
Dado o seu estado, ouvia muito a rádio e via televisão. Também gostava de ler e entre outros, a Bíblia era companheira.
- A vida para mim é como uma mãe. Exige sempre mais de mim para eu ter a satisfação da conquista. Veja que até ler me é difícil, pois a posição em que me encontro não facilita nada as coisas. E se o livro cai, lá vai a leitura até que alguém mo levante...
Passava imenso tempo à janela.
- Bendita vidraça! Protege-me do frio e oferece-me a ocasião de sentir a vida. Deus recompense a quem inventou o vidro!
Nunca se queixava, porque achava que havia muita gente pior do que ele. E falava, encantado, da família.
- Oh! Deus nunca falta! Tenho uma esposa maravilhosa que me enche de carinho e atenções, que nunca me viu como um estorvo. A coragem dela é maravilhosa! Olhe que já cá estiveram dois enfermeiros fortes e não me conseguiram tirar da cadeira para a cama. E ela fá-lo sozinha. Não uma vez, mas todos os dias duas vezes! Tenho filhos, genros, noras e netos que não sabem o que me hão-de fazer. Telefonam constantemente, sempre preocupados. O seu desejo era que fosse viver com eles mais a mãe. E ao mínimo alarme, põem-se cá.
Sobre a vida lançava um olhar de poeta.
- É tão bom escutar o canto das rolas, absorver o perfume das flores, observar o saltitar dos pardais e a correria pequenina das formigas, sonhar debaixo da imensidão azul do céu, sentir as pessoas, como formigas gigantes, a movimentar-se, ora em passo apressado ora em passo lento...
O sorriso, a calma, a simpatia com que recebia quem o visitava, a piada fina e elegante, a palavra oportuna que dirigia, a forma nada piegas com que encarava o seu sofrimento... Tudo fazia dele um ser maravilhoso. Disse-lho muitas vezes quando, ao fim da visita, ele me agradecia: "Não agradeça. Eu é que tenho que agradecer. Afinal quem sai sempre mais rico daqui sou eu." E dizia-lho com o coração nas mãos.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Pai espanca filho na sala de aula por lhe ter tirado 20 euros

Descontrolado por o filho ter tirado 20 euros da sua carteira, ‘António’ (nome fictício) dirigiu-se à Escola Bento da Cruz, em Montalegre, onde o menino de 10 anos frequenta o 5º ano para falar com ele. Amedrontada, a criança fugiu para a sala de aula. António seguiu-o e à frente de toda a turma, e também da professora, esbofeteou violentamente o filho.
In Correio da Manhã

Aqui está uma notícia que nos remete para a educação na família...
Que pensam da reacção do pai? Os castigos corporais terão algum significado educativo? A intervenção do pai foi oportuna ? É pedagógico castigar alguém diante dos outros? Que motivos terão levado aquele pai a agir daquela maneira ? Concordam com aqueles que afirmam que as prisões estão cheias de meninos que nunca levaram uma palmada na hora certa?

Vamos aqui partilhar experiências, saberes, ideias. Partilhe connosco. Obrigado.

Temporal

Upa! Que noite de temporal!
A trovoada abafada parecia um maestro a reger de longe a sinfonia da chuva. Ao sinal dado pelo surdo trovão, aparecia, instantes depois, a orquestra. Forte, impetuosa, em ritmo de marcha. Apostada em ensurdecer os ouvidos aos intranquilos assistentes.
Levantei-me várias vezes durante a noite e a madrugada. A força abocanhante das chuvadas parecia quer derrubar telhados, invadir a parte mais baixa das casas, abalar as árvores que, atónitas, estendiam para o céu as folhas já bastante reumáticas de Outono.
Pelo que me é dado saber, nesta zona não houve prejuízos de monta. Mas na vizinha Lamego, o caso piou mais fino. Estradas alagadas, casas inundadas, crateras nas vias públicas, muros caídos, telhados partidos. O mesmo aconteceu noutras zonas do país.
Há muito que as pessoas suspiravam por uma chuvinha mansa que aliviasse a seca, assentasse a poeira, favorecesse as uvas, refrescasse a fruta, inchasse as castanhas. Penso que, nesta altura, os vários frutos já nada beneficiaram da água abundante vinda dos "mundos superiores". Ao menos refrescou a terra que bem precisava.
Como diz o povo, "manda quem pode e obedece quem deve."

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Apareça! Comente!

Religião, fé, cristianismo, vida paroquial, Igreja, experiências humanas e cristãs, humanismo, tudo o que tem a ver com a dignidade do homem...

Entre no blog: http://paroquiadetarouca.blogspot.com/

Participe!
Obrigado.

Estou reformado!

A partir de hoje estou reformado do ensino.
Pedi a minha reforma antecipada. Chegou hoje. Estou contente.
Claro que "apanhei no corpo" e muito! Isto de reforma antecipada tem os seus custos económicos...
Que motivos me levaram a pedir a reforma antecipada?
- A idade não perdoa. Quer na escola quer na paróquia as exigências são crescentes e, a certa altura, há que fazer opções....
- Há muito desemprego entre a gente nova, mormente no meu grupo (Português/História). Dar o lugar a outro quando o desemprego não pára de crescer, é uma forma de ser solidário...
- O desencanto. Os últimos quatro anos foram de um desencanto total com a política educativa do governo. Aliás, muitas vezes e de formas diferentes o manifestei neste blog. A educação passou, sob o reinado de Sócrates/Lurdes Rodrigues a sua pior fase desde que sou professor. Insuportável! Penso que, infelizmente, o país irá pagar muito caro tanto desaforo...

Neste momento, só quero dizer OBRIGADO a todos os alunos, encarregados de educação, colegas, órgãos de gestão, funcionários de todas as escolas com que me cruzei ao longo destes trinta e tal anos de professor. Com estes nunca tive problemas, felizmente! Com todos aprendi e cresci profissionalmente. Peço desculpa pelas minhas lacunas e falhas. Agradeço imenso todo o que recebi.

E agora?
Preciso de um tempo para me recentrar, reorganizar e reorientar. Um tempo de introspecção e de prospecção. Ajuda-me, Deus de bondade!
Como sempre, gosto muito mais de olhar para o futuro do que para o passado. Tenho saudades do futuro...