quarta-feira, 21 de março de 2012

DIA MUNDIAL DA FLORESTA

A comemoração oficial do Dia da Árvore teve lugar pela primeira vez no estado norte-americano do Nebraska, em 1872. John Stirling Morton conseguiu induzir toda a população a consagrar um dia no ano à plantação ordenada de diversas árvores para resolver o problema da escassez de material lenhoso.
A Festa da Árvore rapidamente se expandiu a quase todos os países do mundo, e em Portugal comemorou-se pala primeira vez a 9 de Março de 1913.

Em 1971 e na sequência de uma proposta da Confederação Europeia de Agricultores, que mereceu o melhor acolhimento da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), foi estabelecido o Dia Florestal Mundial com o objectivo de sensibilizar as populações para a importância da floresta na manutenção da vida na Terra.

Em 21 de Março de 1972 - início da Primavera no Hemisfério Norte - foi comemorado o primeiro DIA MUNDIAL DA FLORESTA em vários países, entre os quais Portugal.
Fonte: aqui

PLANTAR ÁRVORES
PARA COMBATER AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS
Devido aos cenários de mudanças e fenómenos climáticos, a árvore vem ganhando cada vez mais importância no contexto da preservação e equilíbrio ambiental, pois uma das formas mais eficientes de combater as mudanças climáticas é plantando árvores.


As árvores retêm o dióxido de carbono por meio da fotossíntese, ao mesmo tempo que libertam oxigénio para atmosfera terrestre, colaborando com a diminuição da temperatura e a renovação do ar.
Entre outros benefícios advindos da plantação de árvores está o equilíbrio ecológico, a recuperação de áreas degradadas, a diminuição do processo de assoreamento dos rios, fixação de terras, evitando-se a erusão dos solos.
Preocupados com a preservação do ambiente e com o receio de perderem os benefícios resultantes da fotossíntese das árvores, indivíduos e organizações de todo o mundo têm realizado discussões sobre melhores formas de proteção do meio ambiente. Algumas dessas discussões geram acordos entre países, cartilhas ecológicas e compromissos sociais, sendo muitos deles facultativos.
Com base nisto

Sem comentários: