sábado, 4 de janeiro de 2014

Que mensagem nos trazem os Magos?

 
Deixar-se guiar! A fé dos Magos é humilde e corajosa, porque de outro modo não teriam acolhido o sinal da estrela, como uma ordem para partir, rumo ao incerto. Esta decisão terá provocado, com certeza, o riso cínico dos inteligentes da época. Mas, para estes Magos, tocados interiormente por Deus, a busca da luz da verdade era mais importante que qualquer aplauso ou reprovação. Também nós, no caminho da fé, teremos de suportar, humilde e corajosamente, o desdém e a reprovação, por parte da mentalidade dominante! Para manter acesa a luz da fé precisamos de nos deixar interpelar pelos sinais; é preciso deixar-se guiar pela fé da Igreja, sair do centro de si mesmo, para encontrar o rosto do verdadeiro Deus, que não para de nos surpreender. A Igreja há de ser o Farol, a conduzir-nos a Cristo, “a Estrela da Manhã, que não tem ocaso” (LF 1)!
 
Brilhar como astros no mundo! Os Magos seguiram a estrela e assim chegaram a Jesus, à grande Luz que, vindo a este mundo, ilumina todo o homem (cf. Jo 1, 9). Como peregrinos da fé, os Magos tornaram-se, eles mesmos, estrelas que brilham no céu da história, e nos indicam a estrada! Todos nós, que agora seguimos, por outro caminho, devemos “brilhar como astros no mundo” (cf. Fil 2, 15), à frente dos homens, a indicar o caminho certo da vida, o rumo, a salvação!
 
Cada um de nós possa, finalmente, chegar ao Presépio, dobrar os joelhos, diante do Menino, e rezar: “Emanuel, Deus connosco, ilumina-me para saber reconhecer-Te em todos os sinais da Tua presença. Deus da Luz, ilumina-me e faz de mim um farol para todos os que Te procuram” (adaptado da oração para a noite de Natal).

Sem comentários: