terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

“Pobreza evangélica” e clamor contra a injustiça

 “Porque será que, quando ajudo um pobre, me dizem que sou um santo; mas, quando pergunto por que há pobres, me dizem que sou comunista?” - D. Hélder da Câmara

O elogio da “pobreza evangélica” sem um clamor contra a injustiça não reduzirá a religião a mais um instrumento nas mãos das estruturas geradoras de pobreza?

 In O BANQUETE DA PALAVRA

Sem comentários: