quarta-feira, 30 de março de 2011

Oposição revoga decreto que aumentou limites de autorização de despesa pública

"A oposição no Parlamento revogou hoje, com os votos contra do PS, o decreto-lei do Governo que aumentou os limites para a autorização de despesa por parte do Estado, autarquias, institutos, fundações, associações e empresas públicas." - In Público
  Ora aqui está uma atitude que me merece todo o aplauso.
Num momento da maior gravidade, à beira da bancarrota, aumenta-se o valor de ajuste directo para o dobro?!!
O Presidente da república não podia ter vetado essa lei?
Quando a agência Fitch avisa que cortará rating de Portugal se FMI não intervier, aumenta-se o valor de ajuste directo para o dobro?!!
Apesar de demissionário e deixar o país à beira da banca rota, o Governo  de José Sócrates  não só queria
aumenta-se o valor de ajuste directo para o dobro, como  continua a fazer nomeações para cargos públicos de diversos sectores (aqui).
Apesar de haver tribunais - como o de Almada (aqui) - em risco de ficar sem tinta para as impressoras por falta de pagamento do Ministério da Justiça à empresa fornecedora, o governo aumenta-se o valor de ajuste directo para o dobro?!!
Quando a taxa de desemprego dos jovens entre os 15 e os 24 anos na região Norte ultrapassou pela primeira vez os 25 por cento no último trimestre de 2010 (aqui) , aumenta-se o valor de ajuste directo para o dobro?!! Quando Sócrates se comprometeu há anos em criar 150 mil novos postos de trabalho!
O "rei vai nu" mesmo!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário