domingo, 15 de novembro de 2015

Deus não grita aos ouvidos


Deus não grita aos ouvidos. Fala ao coração, porque este, quando a pessoa quer, escuta mais profundamente.
 Este tempo convida à superficialidade, ao efémero dos sentidos, ao deixa andar. E então, quando se é novo, a tentação de correr atrás de sensações que excitam os sentidos é muito forte e a dificuldade em perscrutar-se  faz-se sentir.
Daí a necessidade de "despertadores", de quem alerte para acordar. Pais, avós, formadores, amigos são chamados à nobre missão de despertar o jovem. "Já viste se na caixa do correio do teu coração tens algum email de Deus? Já paraste para verificar o que diz?"
Sabemos que só é feliz quem segue a sua vocação. E como queremos pessoas felizes, é indispensável  alertar, sobretudo os jovens, para aquilo que o Senhor quer deles.
Jovens, a postura do jovem Samuel de quem nos fala a Bíblia é uma aposta na disponibilidade para acolher o projeto de Deus: "Falei, Senhor, que o vosso servo escuta."
Ao terminar a Semana dos Seminários 2015, que o nosso coração se deixe tocar pelo olhar misericordioso do nosso Deus.

Sem comentários: