terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O mais importante raramente se vê...

Admira-se um fato ou um vestido, exalta-se o criador daquele modelo ou estilo. Mas esquece-se quem pacientemente o elaborou.
Admira-se um edifício, exalta-se o arquitecto que o planeou, mas esquece-se quem o foi construindo e quem abnegadamente lutou - tantas vezes para além do possível - para que tal edifício surgisse.
Admiram-se as notas de um aluno, mas esquecem-se as horas de trabalho, de consumição, de renúncia que tais resultados exigiram.
Admira-se tanta gente que honestamente singrou na vida. Mas esquece-se a dedicação, o empenho, a ousadia, a aposta, o trabalho que o seu triunfo exigiu.
Admiram-se os filhos deste ou daquele casal, mas esquece-se o seu esmero educativo, a aposta continuada na formação dos filhos, o testemunho que lhes deram, o família que são, a exigência amorosa e sistemática que imprimem à educação.

Tantas e tantas vezes que o trabalho em favor dos outros que tira o sono, que envolve responsabilidade, que exige dedicação e persistência, que obriga a "andar de mão estendida" não é reconhecido nem apoiado!?
Tantas e tantas vezes que as pessoas que trabalham sem dar nas vistas, que vivem a face escondida, exigente e tormentosa, são até expostas, incompreendidas e alvo de calúnias?
E quando as pessoas trabalham generosa, gratuita e aguerridamente por causas  que nada têm a ver consigo mesmas mas com os outros, então a ingratidão, a falta de apoio e de interesse são monstruosas e definem quem as pratica.

3 comentários:

Anónimo disse...

Não quero reconhecimento nesta vida e nem depois da morte.Caso exista alguém que tenha sido favorecido por alguma das minhas boas ações, estarei feliz.

Laplace Rodrigues

I.Oliveira disse...

Fazer o bem faz bem, independente do reconhecimento.
A solidariedade não comporta vaidades pessoais.

Ana Stoppa


Os corações fechados recusam-se a aceitar ou reconhecer o mérito altruísta dos outros

Anónimo disse...

VIVA Sr Pe CARLOS!
A estória do big_investimento acaba de "estoirar" no blog Tarouca Hoje, pelo k eu avancei com o assunto no TAROUCAndo (acabei de fazer um post). Agradecia k o fosse ver e me desse a sua opinião. Obrigada.
Agradeço k não publique este comentário.
Abraço Blogueiro. Com estima.
Assunção Monteiro