quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

IMPORTANTE É A VOZ DA CONSCIÊNCIA

Quem não gosta de um elogio? E quem gostará de uma censura?
Somos humanos e, como humanos, gostamos mais de elogios do que de censuras.
Um elogio é sempre agradável e uma censura é sempre desoladora. Mas não podemos viver em função disso.
Como dizia Napoleão, para o homem maduro, «tanto se lhe dá que o elogiem ou censurem; ele não pode senão dar ouvidos à voz da sua consciência».
É isso que importa. Mas não será isso que falta?
Fonte: aqui

Sem comentários: