quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O papel de Maria

A Solenidade da Imaculada Conceição este ano calha ao Domingo. Sendo assim e porque ela é a padroeira de Portugal, a sua festa precede mesmo a do 2.º Domingo do Advento.
O tempo do Advento é o tempo de Maria, mais do que qualquer outro tempo litúrgico, pois é nele que a vemos em mais íntima relação com seu Filho. Se o Senhor veio ao meio dos homens, se Ele vem ainda, é por meio de Maria. N’Ela se cumpre, na verdade, o mistério do Advento.
Embora, na sua origem e no seu princípio, a Solenidade da Imaculada Conceição, que vem do século XI, não nos apareça em ligação com o Advento, contudo ela é uma verdadeira festa do Advento. Se o Senhor veio no primeiro Natal, por meio de Maria, o mesmo Senhor vem, ainda hoje, nos nossos natais litúrgicos, também através d’Ela. Em Maria, se cumpre, então, o mistério do Advento. Ela é a aurora que precede, que anuncia, que traz em seu seio o Dia Novo que está para surgir.
Enaltecendo a Virgem Maria, esta Solenidade, em vez de nos desviar do Mistério de Cristo, leva-nos, pelo contrário, a exaltar a obra da Redenção, ao apresentar-nos Aquela que foi a primeira a beneficiar dos seus frutos, tornando-se a imagem e o modelo segundo o qual Deus quer refazer o rosto da Humanidade, desfigurado pelo pecado.
Maria não nos desvia de Cristo ou de Deus, como dizem alguns irmãos protestantes. Antes pelo contrário. A Igreja Católica sabe que há um Único Mediador entre Deus e os homens que é Jesus Cristo (cf. 1 Tim 2,5). Mas também sabe que nós podemos e devemos orar uns pelos outros e porque fazemos parte do corpo místico de Cristo podemos ajudar na salvação uns dos outros. E a Mãe de Jesus tem nisso um papel especial, Por isso, vale a pena recorrer a ela.

Fonte: aqui

Sem comentários: