sábado, 7 de dezembro de 2013

Emigrante: "A minha Imaculada Conceição."



Em toda tarde de sexta feira
a gente rezava à padroeira
a Nossa Senhora Imaculada.
Naquela pequena santa cruz
viviámos a pedir a Jesus
que guiasse nossa jornada.
Depois do terço a ave-maria
em silêncio cada um pedia
por sua adorada bênção.
A sorrir e com a alma protegida
tinha alegria para a vida
com tanto amor no coração.

Meu último pedido a Nossa Senhora
foi para me ajudar a ir embora
o que foi atendido pela Imaculada.
E numa tarde de um triste dia
daquele distante lugar saia
indo em busca de outra morada.
Mas da minha imagem tão bela
tristemente fui-me despedir dela
fiquei implorando por proteção.
Só o barulho uivante do vento
ouvindo minha voz de lamento
e para ela, minha última oração.

Por longos caminhos que andei
dezenas de lugares que passei
nunca pude esquecer a Imaculada.
E assim longos anos se passaram
na vida muitas coisas mudaram
mas não esqueci a Santa venerada.
Aquela lembrança da infância
não se perdeu na distancia
nunca terminou minha devoção.
E a imagem do pequeno abrigo
ja sei, veio embora comigo
a minha Imaculada Conceição.

(aqui)

Sem comentários: