segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Quintas e carros

A vida  não roda só à volta da crise, dos problemas e dificuldades, de notícias e reflexão, de anedotas e passatempos, de anseios e projectos, de denúncias e anúncios...
A vida também tem a ver com algo que nos toca, que nos agrada e que causa em nós admiração.
A internet possibilita-nos  hoje viajar sem sair de casa, ter sem possuir, contemplar sem ver, sair de nós para voltarmos a nós mais contentes.
Há dois campos que gosto de explorar na internet, mormente quando estou mais cansado.  Quintas e carros.
As imagens e descrições de quintas que podemos observar por este país fora são surpreendentes. Portugal tem realmente coisas muito bonitas.
Agradam-me especialmente as quintas vinícolas do Minho, Alto Douro, Alentejo e Região do Dão. Cada espectáculo!
Claro que os preços de venda também são a condizer e aparecem números  só ao alcance de gente que não conta em cêntimos, mas em milhões de euros.
Gosto muito de carros e lá vou acompanhando as novidades automóveis. É estranho que, não gostando nada de conduzir, aprecie tanto os automóveis... Mas é verdade. As novidades fluem a um ritmo alucinante e o que hoje enche a vista, amanhã é suplantado por uma nova proposta.
O Audi 7, Rover Evoque, Volkswagen CC, Lexus IS nova geração, o Mercedes classe A (será que o motor é mesmo renault?), o novo Golf, o novo Honda Civic figuram entre os automóveis de que gosto neste momento.

Ter não é possuir. Não há aqui nenhum ambição de possuir, apenas o gosto de apreciar.
Quando uma pessoa sobe a Santa Helena e fica suspenso da beleza e imensidão da paisagem, não a fica a possuir nem tem certamente tal ambição. Mas tem-na na alma e leva-a consigo como um momento de agradável que gosta de conservar. O bom e o belo tornam melhor e mais bela a vida.

Sem comentários: