terça-feira, 26 de junho de 2012

Quanto dinheiro não circula à volta da religião!

Pensemos nestas celebrações religiosas:
- Baptismos
- Matrimónios
- Festas
- Peregrinações
- Bodas de Ouro e de Prata
- Festas da catequese

E agora vejam o mundo que circula à volta destes acontecimentos:
- Restaurantes
- Pirotecnia
- Vestuário e calçado
- Cabeleireiros
- Bandas de Música e conjuntos
- Floristas
- Gasolineiras
- Casas comerciais
- Construção civil
- etc

Quanto dinheiro toda esta gente não ganha a partir das celebrações religiosas! Quanto dinheiro circula!

Mas podemos ver o facto por outro prisma. O emprego. Regular ou temporário.
Muita gente vem buscar aqui um suplemento de ordenado importantíssimo para a sua vida. Recordo, por exemplo, as pessoas que servem às mesas nos restaurantes.

É a celebração religiosa que despoleta todo este processo. Mas tantas vezes a celebração religiosa anda a reboque do processo. "O casamento tem que ser em tal dia, porque o restaurante que quero só tem tal dia disponível..."
Tornamos a causa consequência das consequências que gera...

E depois vemos que muitas destas pessoas, associações e empresas que lucram com o religioso não têm sequer um gesto para com a religião... Algumas vezes, têm mesmo atitudes de indiferença ou hostilidade.

Sem comentários: