quarta-feira, 18 de abril de 2012

De Espanha podem não vir bons ventos nem bons casamentos, mas podem vir bons exemplos

--
Rei de Espanha pede perdão ao povo

«Sinto muito. Enganei-me e não voltará a acontecer.» Foi desta forma que o rei de Espanha comentou esta quarta-feira, à saída do hospital San Jose, em Madrid, após ter recebido alta, a polémica que envolveu a sua viagem ao Botswana, para uma jornada de caça grossa, onde partiu a anca na sequência de uma queda na passada sexta-feira.

As palavras de Juan Carlos foram breves mas significativas, depois das múltiplas críticas que recebeu de todos os setores da sociedade espanhola pela realização de uma viagem desta natureza em pleno período de crise.

«Agradeço à equipa médica e à clínica pela forma como fui tratado. Quero retomar as minas obrigações. Sinto muito. Enganei-me e não voltará a acontecer. Obrigado a todos», disse o monarca, deixando depois a unidade hospitalar num veículo todo-o-terreno prateado com a janela aberta de forma a poder saudar as pessoas que o esperavam no exterior.

Entretanto, World Wildlife Fund (WWF), uma das principais organizações ecologistas do Mundo, de cuja delegação espanhola Juan Carlos é presidente honorário desde 1968 — nunca participou, aliás, em quaisquer atos da organização —, reuniu-se de forma extraordinária para discutir a crise provocada pela viagem do rei, estando em cima da mesa a possibilidade de o afastar do cargo, decisão que terá de ser tomada pelos sócios.

O jornal El Mundo revelou que Juan Carlos viajou ao Botswana a convite de Eyad Kayali, um empresário saudita conhecido como representante da casa real da Arábia Saudita em Espanha, onde vive há alguns anos, pelo que o erário público espanhol não teria suportado quaisquer despesas.


E em Portugal?

- Cavaco Silva pediu desculpa aos portugueses após as afirmações vergonhosas que proferiu sobre as sua reforma?
- Mário Soares alguma vez pediu desculpa pelas viagens que fez pelo mundo fora, umas atrás das outras, enquanto Presidente da República? E pediu desculpa por aquela lamentável conversa que manteve com o agente que há dias mandou parar o carro em que seguia  em excesso de velocidade?
- E Sócrates algum dia pediu desculpa pelas sucessivas trapalhadas e pelo estado lastimoso em que deixou Portugal?
O governante (que eu me lembre) que já pediu alguma vez desculpa aos portugueses foi Passos Coelho...

Governo espanhol baixa salários de antigos primeiros-ministros

Em alturas de crise, os cortes são para todos. Que o digam os quatro antigos chefes de estado espanhóis, que a partir deste ano, vão receber menos 5,6 por cento do salário que receberam no ano passado.
O subsecretário da Presidência do Governo, Jaime Pérez Renovales, anunciou esta quarta-feira, que Zapatero, José María Aznar, Felipe González e Adolfo Suárez, vão receber 74 580 euros, ou seja um valor abaixo dos 79 mil euros auferidos, por cada um, no ano transato.


E entre nós?  

Neste período de fortíssimo aperto para a população, não seria de cortar nas mordomias que rodeiam os antigos presidentes da República? (veja aqui)
Fonte das notícias:  aqui  e aqui

Sem comentários: