domingo, 22 de abril de 2012

AFINAL AINDA HÁ LUGAR PARA O BOM E PARA O BELO!

POR QUE RAZÃO O PORTO, BENFICA, SPORTING E OS OUTROS CLUBES NÃO IMITAM O PORTIMONENSE!???
Portimonense troca bilhetes de futebol por alimentos para Centro Social Paroquial

Iniciativa vai ajudar Refeitório Social, «gerador de esperança na ajuda ao próximo, atitude tão importante nos tempos que correm»

O Portimonense Sporting Clube vai trocar alimentos para o Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora do Amparo, em Portimão, pela entrada para o jogo de futebol que hoje opõe a equipa ao Freamunde.
A iniciativa pretende colaborar com o Refeitório Social da instituição católica da Diocese do Algarve, que ao alimentar diariamente cerca de 100 pessoas se tornou “gerador de esperança na ajuda ao próximo, atitude tão importante nos tempos que correm”, sublinha o site do clube.
Os dirigentes propõem substituir um bilhete, “no mínimo”, por uma lata de conservas e um pacote de leite”, e lançam o mesmo desafio aos sócios, ainda que possam já ter pago os lugares anuais no Estádio Municipal de Portimão.
O “Portimonense Solidário”, projeto de solidariedade do clube, e a “Teia D’Impulsos – Associação Social, Cultural e Desportiva”, que organizam esta ação solidária, contam com a colaboração de uma cadeia de supermercados, da Rádio Costa D’Oiro e da autarquia.
In agência ecclesia

Empresário vende a empresa e divide o dinheiro pelos funcionários

Um empresário australiano do ramo de ônibus para transporte de passageiros surpreendeu ao presentear cada funcionário com cerca de US$ 5 mil, após arrecadar US$ 400 milhões com a venda da companhia.

A empresa, de 1,8 mil funcionários, tem o nome de Grenda Transit Management e foi vendida a outra companhia de transportes, a Ventura.
Segundo o empresário Ken Grenda, de 66 anos, a atitude foi tomada porque ele queria recompensar a lealdade dos seus funcionários. Muitos deles já estão há mais de 40 anos na empresa e há até alguns que estão na segunda geração de famílias empregadas.
"Nós temos funcionários que estão aqui há 40 anos", disse o filho de Grenda, Scott, à rede de televisão australiana ABC News.
Ele explicou ainda que o pai ficou consternado com a venda da empresa e quis mostrar sua gratidão aos funcionários pelos anos de serviço. “É uma coisa bonita de se fazer”, afirmou Scott à ABC News.
O empresário justificou a generosidade dizendo que a qualidade de uma empresa é o reflexo de seus empregados.

Segundo a BBC, o dinheiro foi depositado na conta dos empregados logo após a venda da empresa, sem aviso prévio. Para isso, foi desembolsado mais de US$ 16 milhões.
Alguns funcionários, ao verificarem que vultosa quantia tinha sido transferida para suas contas, entraram em contato com seus bancos, para se certificar se não havia sido engano.
“Bons chefes são difíceis de encontrar e Grenda era muito bom, um dos raros”, afirmou um motorista da companhia.
De acordo com o jornal Herald Sun, todos os funcionários vão manter seus empregos após a mudança de direção.
Fonte: aqui

Sem comentários: