domingo, 11 de janeiro de 2015

Domingo, 11 janeiro: Festa do Batismo do Senhor

Por que motivo foi Jesus batizado se não tinha pecado?
O batismo de João era um batismo de arrependimento. Jesus veio de Nazaré da Galileia, a cidade rejeitada pelos judeus. Ele não vem da Judeia nem da aristocracia religiosa de Jerusalém. 

Agora surge a pergunta: Por que motivo foi Jesus  batizado se não tinha pecado? 
Ele foi batizado por causa da natureza do seu ministério, porque identificou-se connosco e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós (Is 53.6).
Jesus quis solidarizar-se com o homem pecador, identificar-se com ele e com ele iniciar a caminhada que conduz à Liberdade.

Segundo William Barclay, o batismo de Jesus  ensina-nos quatro verdades importantes, que mostraremos a seguir:
Primeira, o batismo de Jesus foi o momento da decisão.
Durante trinta anos, Jesus viveu como carpinteiro na cidade de Nazaré. Desde a infância, entretanto, tinha consciência da sua missão. Aos doze anos, já alertava José e Maria acerca da sua missão. Contudo, agora era tempo de agir e iniciar o seu ministério. Seu batismo foi o selo dessa decisão.
Segunda, o batismo de Jesus foi o momento da identificação.
Jesus veio ao mundo como nosso representante e fiador. Ele se fez carne e habitou entre nós. Ele se fez pecado e maldição por nós (2Co 5.19-21). Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e carregou sobre o seu corpo, no madeiro, os nossos pecados (1 Pe 2.24). Ele não foi batizado por pecados pessoais, mas pelos nossos pecados imputados a ele. Jesus foi batizado a fim de expressar sua identificação com o povo.
Terceira, o batismo de Jesus foi o momento da aprovação.
Quando Jesus saiu da água, o céu  abriu-se, o Pai falou e o Espírito Santo desceu. Ali estava a Trindade referendando seu ministério. O Pai afirmava sua filiação e declara que em Jesus e na sua obra Ele tem todo o seu prazer. A pomba deu sinal do fim do julgamento após o dilúvio na época de Noé. A pomba agora dá o sinal da vinda do Espírito Santo sobre Jesus, abrindo-nos o portal da graça.
Quarto, o batismo de Jesus foi o momento da capacitação.
Nesse momento o Espírito Santo desceu sobre Ele. Ele foi cheio do Espírito Santo. Jesus como homem precisou de ser revestido com o poder do Espírito Santo. Ele foi batizado com esse poder no Jordão. Ele foi guiado pelo Espírito ao deserto. Ele retornou à galileia no poder do Espírito Santo. Ele agiu no poder do Espírito Santo na sinagoga. Ele foi ungido pelo Espírito para fazer o bem e curar todos os oprimidos do diabo (At 10.38).


Sem comentários: