quinta-feira, 6 de março de 2014

13 motivos para não se confessar nesta Quaresma

Será que você também usa algum deles
como pretexto para não se reconciliar com Deus?

Quem é o padre para perdoar os pecados?
Só Deus pode perdoar os pecados. Mas sabemos que o Senhor deu este poder aos Apóstolos (João 20, 23). Aliás, este argumento era visto no Evangelho, quando os fariseus, indignados, viam Jesus perdoando os pecados (cf. Mateus 9, 1-8).

Eu confesso-me  diretamente a Deus, sem intermediários

Interessante, mas... como você vai saber que Deus aceita seu arrependimento e o perdoa? Você por acaso escuta alguma voz celestial que lhe confirma isso? E como você sabe se está em condição de ser perdoado?

A coisa não é tão simples assim. Uma pessoa que rouba um banco e se nega a devolver o dinheiro, por mais que se confesse diretamente a Deus ou a um padre, se não tiver a intenção de reparar o dano causado (neste caso, devolver o dinheiro), não pode ser perdoada, porque ela mesma não quer  "desfazer-se" do pecado.

Por outro lado, este argumento não  é novo: há cerca de 1.600 anos, Santo Agostinho respondia a quem argumentava da mesma forma: "Ninguém pense: eu ajo privadamente, diante de Deus... Não foi por acaso que o Senhor disse: 'O que atardes na terra será atado no céu'. Será que as chaves do Reino dos Céus foram dadas à Igreja sem necessidade? Ao proceder assim, frustramos o Evangelho de Deus, tornamos a palavra de Cristo inútil".

Por que devo dizer os meus pecados a um homem como eu?

Porque esse homem não é uma pessoa qualquer: ele tem um poder especial para perdoar os pecados (o sacramento da Ordem). Este é o motivo pelo qual você precisa recorrer a ele.

Mas por que dizer meus pecados a alguém que é tão pecador como eu?

O problema não radica na "quantidade" de pecados: não interessa se o padre é menos, igual ou mais pecador que você; você não vai se confessar porque o padre é santo e imaculado, mas porque ele pode  dar-lhe a absolvição, um poder conferido a ele pelo sacramento da Ordem, e não pela sua bondade. É muita sorte (na realidade, uma disposição da sabedoria divina) que o poder de perdoar os pecados não dependa da qualidade pessoal do sacerdote, algo que seria terrível, pois nunca saberíamos quem seria suficientemente santo para perdoar. Além disso, o fato de o padre ser um ser humano e, como tal, cometer pecados, facilita a confissão, porque ele já experimentou na própria carne o que significa ser fraco e, por isso, pode compreendê-lo melhor.

Tenho vergonha

É lógico, mas é preciso superá-la. Isso é fato: quanto mais lhe custar contar algo, maior será a paz interior que você experimentará depois de dizê-lo. E isso custa precisamente porque você se confessa pouco; se o fizer com mais frequência, verá como essa vergonha será superada.

De qualquer maneira, não ache que você é tão original assim... O que você vai dizer ao padre já foi ouvido milhares de vezes por ele. A essa altura, é difícil acreditar que você possa inventar pecados, não acha? Finalmente, não se esqueça de que "o Diabo tira a vergonha na hora de pecar e a devolve em dobro na hora de pedir perdão". Não caia na sua armadilha.

Sempre digo as mesmas coisas ao padre

Isso não é um problema. É preciso confessar os pecados que a pessoa cometeu, e é bastante lógico que nossos defeitos sejam sempre mais ou menos os mesmos. Seria bem estranho ficar mudando de defeitos o tempo todo; além disso, quando você toma banho ou lava roupa, não espera que apareçam manchas novas, nunca vistas antes, porque a sujeira é mais ou menos sempre do mesmo tipo. Para desejar estar limpo, basta querer remover a sujeira...

A confissão não serve para nada, porque continuo a cometer os pecados que confesso

O desânimo pode  fazê-lo pensar: "Dá na mesma me confessar ou não, porque não muda nada depois da confissão". Mas isso não é verdade. O fato de uma pessoa se sujar não a faz concluir que é inútil tomar banho. E quem toma banho todos os dias também se suja todos os dias. Mas, graças ao fato de tomar banho diariamente, a pessoa não vai acumulando sujeira e se mantém limpa. Acontece o mesmo com a confissão: quando há luta, ainda que a pessoa caia, o fato de se ir  livrando do peso dos pecados a torna melhor. É melhor pedir perdão que não pedir. Pedir perdão nos torna melhores.

Sei que voltarei a pecar, então acho que não estou arrependido

Depende. A única coisa que Deus me pede é que esteja arrependido do pecado cometido e que agora, neste momento, esteja disposto a lutar por não voltar a cometê-lo. Ninguém nos pede para penhorar um futuro que ignoramos. O que vai acontecer daqui a 15 dias? Não sabemos. O que o Senhor lhe pede é que tenha uma decisão sincera, verdadeira, agora, de rejeitar o pecado. É preciso deixar o futuro nas mãos de Deus.

E se o padre pensar mal de mim?

O padre está aí para perdoar. Se ele pensar mal, isso é um problema dele, do qual teria de se confessar. No entanto, o sacerdote tende a pensar bem de você: valorizar sua fé (sabendo que, se você está aí contando seus pecados, não é por ele, mas porque você acredita que ele representa Deus), sua sinceridade, sua vontade de melhorar etc.

Suponho que você já percebeu que sentar-se para ouvir pecados gratuitamente (sem ganhar um centavo por isso), durante horas, se não fosse por amor às almas, não seria feito. Então, se o padre dedica um tempo a você e o ouve com atenção, é porque ele o quer ajudar e porque você é importante para ele. Ainda que ele não conheça você, ele o valoriza o suficiente para querer ajudá-lo a chegar ao céu.

E se o padre contar meus pecados para alguém?

Não se preocupe com isso. A Igreja cuida tanto deste assunto, que aplica a maior penalidade que existe no Direito Canônico – a excomunhão – ao sacerdote que se atrever a dizer qualquer coisa de que teve conhecimento por meio da confissão. De fato, existem mártires do sigilo sacerdotal: padres que morreram por não revelar o conteúdo da confissão.

Tenho preguiça de me confessar

Esta preguiça pode ser real, mas não é realmente um obstáculo para a confissão, já que é bem simples de ser superada. É como se a pessoa dissesse que não toma banho há um ano porque está com preguiça...

Não tenho tempo

É difícil de acreditar que, nos últimos meses, você não tenha tido 10 minutos disponíveis para se confessar. E se comparássemos isso, por exemplo, com a quantidade de horas que você dedicou à televisão nesse tempo?

Não consigo achar um padre

Os padres não são uma raça em extinção, há milhares deles por aí. Em último caso, na lista telefônica está o número da sua paróquia; se você não sabe o nome, pode procurar pela diocese ou região. Além disso, praticamente todas as paróquias e dioceses têm sites, basta procurar. Assim, em poucos minutos, você encontrará um sacerdote para ouvir sua confissão, e inclusive para agendar um horário que seja melhor para você.
Fonte: aqui

Sem comentários: