domingo, 23 de outubro de 2016

Quentinhas e boas


Pela 1ª vez comi castanhas este ano. Uma delícia para quem gosta como é o meu caso.
As castanhas da nossa região têm um sabor especial, porque a Beira Alta é o "hollywood da castanha nacional".
Então assadas no forno lhes lhes digo nem lhes conto......
Dizem que estão caras no mercado. Oxalá que as paguem bem ao produtor que bem merece e precisa.
Nalguns locais, os pequenos produtores têm na castanha o seu pé-de-meia para a compra do bacalhau do Natal.
Após a chuva e vento recentes, as "quentes e boas" apressaram o seu desprendimento do ventre do ouriço e lançam-se à aventura pelo ar, vindo a aninhar-se no berço da terra, que tantas vezes é desconfortável. É que, inexperientes e tontinhas, algumas vão alojar-se em silvedos, ortigais e outros locais menos convidativos, tornando penosa a missão de "médicos e enfermeiros" que tentam salvá-las de tamanho infortúnio.
Então a castanha Longal, Pedral, Martaínha e Judia são nacionais e excelentes. Não há qualidades melhores do que as nacionais, imbatíveis em sabor. E olhem que nem sempre as maiores são as mais saborosas!...

Sem comentários: