segunda-feira, 17 de outubro de 2016

17 de outubro - Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza

* “Unamos as nossas forças, morais e económicas, para lutar em conjunto contra a pobreza que degrada, ofende e mata tantos irmãos e tantas irmãs”, disse o Papa antes da oração mariana do Ângelus, este domingo.

* “No período 2009-2014, enquanto o rendimento dos 10 por cento mais ricos registou um decréscimo de cerca de 13 por cento, o rendimento dos 10 por cento mais pobres diminuiu nada menos que 25 por cento”.
“O aumento contínuo do fosso que separa os mais ricos dos mais pobres constitui o principal traço de evolução das desigualdades ao longo destes anos de crise”.
As mulheres, as crianças e os jovens são as faixas da população apontadas como as mais atingidas pela austeridade dos últimos anos.
(Estudo recentemente divulgado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos”, relativo à “Desigualdade de Rendimentos e Pobreza em Portugal.)

* Uma em cada cinco pessoas que vivem em Portugal é pobre. Para as que têm limitações causadas por problemas de saúde, o risco de pobreza é ainda superior ao da população em geral. E as dificuldades financeiras são a principal razão para as pessoas não acederem aos cuidados de saúde.
(Instituto Nacional de Estatística (INE)

“A pobreza é um atentado à natureza humana. Erradicá-la é um imperativo ético. É um desafio que a todos deve interpelar. É um desafio que temos obrigação de vencer”.
(Comissão Diocesana de Justiça e Paz da Diocese de Portalegre e Castelo Branco)

* "Pobreza atinge 40,5% dos desempregados"
 O país voltou aos níveis de pobreza de há dez anos; 27,5% das pessoas estão em risco de exclusão social (2,8 milhões de pessoas); a “forte desigualdade na distribuição dos rendimentos” mantém-se; o risco de pobreza é mais elevado entre as mulheres do que entre os homens...)
(Li aqui)

Sem comentários: