terça-feira, 3 de setembro de 2013

Época Futebolística 2013/2014

http://img0.rtp.pt/icm//thumb/phpThumb.php?src=/noticias/images/24/24c6d59e1af8be38156fe29cc9ce04bf&w=620&sx=0&sy=44&sw=1024&sh=561&q=75

A nova época futebolística completou já a 3ª jornada. O Futebol Clube do Porto, após ter vencido com mérito a Supertaça, comanda, isolado, a 1ª Liga, com nove pontos. No segundo posto, Sporting e Estoril com 7 pontos. O Benfica ocupa o 7º posto com 4 pontos.
Ainda é muito, muito cedo para se retirarem conclusões. O campeonato ainda agora começou.

Estranha-se que o Benfica tenha começado mal a prova. Afinal manteve o treinador, não perdeu nenhuma das principais figuras e gastou cerca de 36 milhões de euros em aquisições (vi aqui), mais do que qualquer outra equipa portuguesa. O Porto terá gasto cerca de 22 milhões de euros, enquanto o Sporting terá gasto este ano menos de dois milhões de euros.
Quanto à venda de passes de jogadores, o Sporting terá encaixado cerca de 28 milhões de euros; o Benfica, cerca de13,5 milhões; o Porto, cerca de 75 milhões.

Há entusiasmo nos sportinguistas à volta do ressurgimento da equipa leonina. A equipa de Alvalade parece agora no bom caminho depois do charco em que havia patinado nas últimas épocas.
Uma gestão rigorosa, uma direção forte e determinada, escolhas apropriadas no tocante a jogadores e treinador estão a contribuir para um início de época muito promissor. E bem precisa o futebol português de um Sporting à altura!
Sou portista convicto. Mas como desportista torço pela revitalização do Sporting. Sobretudo porque está a fazer aquilo que há muito gostava de ver no meu e nos outros clubes: aposta séria, coerente e determinada no aproveitamento da formação. O Sporting está a fazê-lo por carências financeiras? Abençoadas carências que levaram a descobrir o ouro em casa em vez de procurar lá fora e a preços de ouro, a prata falsa.

Quanto ao meu Porto, estou sereno e confiante que não eufórico.
Gostei do jogo da Supertaça e do que  disputou em casa contra o Marítimo. Em Setúbal a equipa, embora ganhando, não esteve bem, e contra o Paços de Ferreira foram demasiado perdulários. Parece denotar alguma dificuldade em jogar fora de casa. Mas estamos no princípio, vamos ver.
Paulo Fonseca? Inspira-me mais confiança do que Vítor Pereira o qual até ganhou dois campeonatos, mas que decididamente não merecia as minhas simpatias, quer pelo tipo de discurso, quer pela forma como a equipa jogava ...
Paulo Fonseca precisa de melhorar o discurso, até a nível gramatical (Não é ténhamos, mas tenhamos...). Um discurso mais à Porto.... Mas isso também se aprende.
O Porto tem uma boa defesa ( a continuidade de Mangalá é uma ótima notícia), mas a reestruturação do meio-campo e do ataque precisa de rápida e boa solução, não só a nível de enquadramento e dinâmica, como também a nível de jogadores certos para os lugares certos. E este ano há muito por onde escolher...

Oxalá que o campeonato decorra com civismo. Clubite sem civismo é mórbida.
Oxalá que se fale o mínimo da arbitragem e mais do futebol e da classe dos futebolistas.

Sem comentários: