quarta-feira, 20 de março de 2013

Visite um doente pela sua saúde!

 
 
Acompanhado do Diácono e de elementos do GASPTA, visitei hoje 13 doentes. Quem o desejou pode receber o Sacramento da Reconciliação.
Amanhã e depois, continuaremos ao encontro dos doentes desta comunidade.
Como prova do carinho que a comunidade tem pelos seus doentes, o GASPTA leva a cada um uma pequenina prenda.
Por norma, o rosário perpetua-se em cada doente visitado. Dor, solidão, vontade enorme de falar e desfiar o rol dos seus infortúnios. Também aparecem doentes mais otimistas e ouvimos às vezes "há quem esteja pior do que eu".
Quem visita os doentes não tem muito que falar, mas tem imenso que escutar. Uma palavra de alegria, um momento de boa disposição caem bem nos doentes. E há companheiros do GASPTA que têm esse dom. Ainda bem.
Ao visitar os doentes, tive sempre muito presente a fantástica ação dos ministros extraordinários da comunhão que, semanalmente, vão ao seu encontro, levando-lhes o Pão da Vida e o pão da amizade, do acolhimento, da presença.
Se toda a gente visitasse mais os doentes... Haveria mais doentes-sãos e menos sãos-doentes.

Sem comentários: