quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Violência Doméstica: só este ano foram mortos 8 homens e 30 mulheres!

Estou a escrever este artigo motivado proximamente pela onda de mortes de mulheres provocadas pelos respectivos maridos, alguns deles já separados há bastante tempo. Este ano já são 30 - 22 mulheres e 8 homens - , quatro delas há dias.
A violência doméstica é um problema universal que atinge milhares de pessoas, em grande número de vezes de forma silenciosa e dissimuladamente.Trata-se de um problema que acomete ambos os sexos, sendo as mortes provocadas mais por homens, e não escolhe nível social, económico ou cultural específico
 
Estes tempos de crise são mais favoráveis à violência entre os diversos membros duma família mas haverá muitos outros motivos, um dos piores talvez os ciúmes. A desconfiança e/ou acusação de que o parceiro o/a está a trair pode estragar toda a relação entre os esposos.

A violência física é quase sempre precedida de violência verbal, muitas vezes de ambas as partes. Por razões psicológicas íntimas, normalmente decorrentes de complexos e conflitos, algumas pessoas utilizam a violência verbal infernizando a vida das outras, querendo ouvir, obsessivamente, confissões de coisas que eles ou elas não fizeram. Atravessam dias e noites nessa tortura verbal sem fim. Outras vezes a agressividade manifesta-se em partir louças ou outros objectos da casa.
Mesmo reconhecendo as terríveis dificuldades práticas de algumas situações, as mulheres vítimas de violência física têm de ter cuidado quando o facto se repete por mais de duas vezes. Na primeira ela não sabia que ele podia ir até à agressão física pessoal. A segunda aconteceu porque ela deu uma chance ao companheiro de se corrigir mas, na terceira, é aconselhável fazer queixa às autoridades, pois se ele se habitua a essas agressões nada o deterá.
Fonte: aqui

Sem comentários: