domingo, 23 de setembro de 2012

O Evangelho questiona a sociedade

1. A SOCIEDADE:
Jogos de poder, tentativas de domínio sobre os outros, sonhos de grandeza, manobras para conquistar honras e privilégios, busca desenfreada de títulos,  caça às posições de prestígio…
O EVANGELHO:
Adesão a Jesus, aceitando percorrer o mesmo caminho que Ele percorreu. Para Ele, o factor decisivo, o valor supremo, sempre foi a vontade do Pai, o projecto de salvação que o Pai tinha para os homens.

2. A SOCIEDADE:
 Os primeiros são os que têm dinheiro, os que têm poder, os que frequentam as festas badaladas nas revistas da sociedade, os que vestem segundo as exigências da moda, os que têm sucesso profissional, os que sabem colar-se aos valores politicamente correctos…
O EVANGELHO:
A única grandeza é a grandeza de quem, com humildade e simplicidade, faz da própria vida um serviço aos irmãos. Não há donos, nem grupos privilegiados, nem pessoas mais importantes do que as outras, nem distinções baseadas no dinheiro, na beleza, na cultura, na posição social… Há irmãos iguais e serviços diversos em vista do bem de todos. O móbil  é servir,  partilhar com os irmãos os dons que Deus nos concedeu.
 O serviço deve manifestar-se, de forma especial, no acolhimento dos pobres, dos débeis, dos humildes, dos marginalizados, dos sem direitos, daqueles que não nos trazem o reconhecimento público, daqueles que não podem retribuir-nos…

Sem comentários: