domingo, 30 de setembro de 2012

"Tio, o senhor Bispo é fixe!"


Neste domingo, o Bispo diocesano, D. António Couto, deslocou-se à minha terra natal onde crismou 30 jovens, entre eles dois sobrinhos meus.
Terminado o serviço pastoral, desloquei-me a Arneirós.

Minha família havia-se disponibilizado junto do pároco para oferecer o almoço. A oferta foi aceite e D. António, o pároco e o seminarista almoçaram connosco.
Excepto os familiares que vivem em Lisboa e no Porto, todos os outros estavam presentes.
Foi um momento muito bonito, marcado pela simplicidade e pelo ambiente familiar que D. António soube propiciar. Estamos-lhe gratos por isso.
Meu pai, que sempre disponibiza a sua casita para acolher o pároco e outros
sacerdotes, estava radiante.

Nestas coisas, os pequenos pormenores marcam as pessoas. O sobrinho mais novo hoje crismado, dizia-me ao fim: " Tio, o senhor Bispo é fixe. Sabia que ele, ao despedir-se, disse o meu nome!?" Pois é, são estes gestos a que tantas vezes pouco ligamos que marcam as pessoas, porque se sentem estimadas e acolhidas.

Sem comentários: