quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Portugal rende-se aos combustíveis de marca branca

No último ano, os postos de abastecimento de marca branca passaram a liderar o mercado, destronando a Galp, até aqui preferência incontestada dos portugueses.
     
Roubo. É a palavra que cada vez mais portugueses escolhem para definir o aumento contínuo dos preços dos combustíveis. E não podendo fugir à necessidade de comprar combustível, optam pelos chamados postos low-cost, onde as marcas brancas oferecem preços mais baratos, até 10 cêntimos por litro.
 Como resultado, estes combustíveis são há 12 meses consecutivos os líderes de mercado em Portugal, segundo um estudo Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição. A Galp é assim destronada do topo de vendas, numa altura em que as bombas das principais marcas do setor estão cada vez mais vazias, ao contrário dos postos nos hipermercados.
 Ainda segundo o mesmo estudo, são cada menos os portugueses a atestar o depósito. Durante o último ano, foram vendidos 560 milhões de litros de combustível, menos 70 milhões que há um ano.
Fonte: aqui

Sem comentários: