sexta-feira, 10 de agosto de 2012

“Celebrar a Memória para Projetar a Nova Evangelização do Futuro”

A 40ª Semana Nacional das Migrações, que a Igreja Católica em Portugal se prepara para lançar este domingo, vai ser marcada pela reflexão e oração à volta de quem teve de abandonar o país devido à crise e à falta de emprego.
Num texto enviado à Agência ECCLESIA, o diretor da Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM) sublinha que o objetivo principal da iniciativa, que vai decorrer até 19 de agosto, é ser uma jornada de “esperança”, numa época marcada pela “incerteza”, que tem obrigado famílias inteiras a procurarem outras paragens.
“Face à atual dimensão dos fluxos migratórios”, a Igreja deve atuar com “um empenho renovado”, ajudando as pessoas a encontrarem nos territórios de destino “o acolhimento e os meios que permitam a realização de uma vida digna”, salienta o frei Francisco Sales Diniz.
Durante oito dias, o evento organizado pela Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, bem como pela OCPM, vai ser subordinado ao tema “Celebrar a Memória para Projetar a Nova Evangelização do Futuro”.
Para o diretor da OCPM, trata-se de um “momento especial” de comemoração, sobretudo por marcar também os 50 anos de missão da Igreja Católica junto dos emigrantes portugueses.
Muitos deles irão ter oportunidade de se juntar em Fátima, durante a peregrinação anual de 12 e 13 de agosto.
“O ano de 2012 é privilegiado para juntos celebrarmos a epopeia histórica de 50 anos de Missão da Igreja de Portugal junto dos emigrantes portugueses espalhados pelo mundo, assim como a alegria do encontro com a diversidade cultural e religiosa” trazida pelos imigrantes, escreve frei Sales Diniz.
O 50.º aniversário da OCPM, acrescenta, é uma oportunidade para a “divulgação e a consciencialização da comunidade católica para a importância do trabalho pastoral com os migrantes, promovido pela Conferência Episcopal Portuguesa”.
O tema da Semana e da Peregrinação dos Migrantes, assinala o responsável nacional, “procura integrar o lema do Cinquentenário da OCPM, ‘Celebrar a Memória para Projetar o Futuro’, com as preocupações manifestadas pelo Santo Padre na sua mensagem para o Dia Mundial do Migrante 2012”.
O religioso franciscano sustenta que os valores cristãos propostos aos migrantes são “caminho para a construção de uma vida digna, impregnada de esperança e de alegria de viver”.
Entre o programa previsto para a 40ª Semana Nacional das Migrações, destaca-se também o domingo dia19 de agosto, data da celebração nacional dos migrantes e de solidariedade com a pastoral da mobilidade.
“É proposto a todas as comunidades e paróquias que celebrem a eucaristia pelos migrantes, envolvendo de forma ativa quer os emigrantes que se encontram na terra natal em visita de saudade e de descanso, quer os imigrantes residentes nas comunidades locais”, adianta o frei Francisco Sales.
Fonte: aqui

Sem comentários: