sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Rezei com familiares

Hoje à tardinha fui visitar meu pai. Jantei com ele, meu irmão, minha cunhada e meus dois sobrinhos.
Ao fim da refeição, propus que rezássemos, como faço sempre que possível. À volta da mesa onde alimentámos o corpo, orámos para alimentar a fé.
Nada de televisão nem de outros barulhos. Apenas a presença serena da chamazita benemérita que emergia da lareira da sala.
Para cada mistério do terço, ia propondo que rogássemos ao Senhor por determinada intenção. Cada pessoa interveio com uma naturalidade tocante, altruísta, abrangente. Todos intervieram em todos os mistérios. O casal, meu pai, cada um dos meus sobrinhos e eu fomos presidindo aos mistérios do terço.
No fim, houve um momento de acção de graças e de louvor a Deus, onde TODOS participaram.
Quando nos despedimos, era evidente que todos nos sentíamos ainda melhor.

Oração. Dar lugar a Deus na nossa vida e levar a nossa vida a Deus.

Caro visitante, permita-me um pedido. Não tenha vergonha de rezar. Não se desculpe para não rezar. Deixe Deus entrar na sua vida e deixe que a sua vida chegue a Deus. Convide a sua família para um momento de oração. É tão bom e faz tão bem!

Sem comentários: