segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Cortes de subsídios e fim da crise

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) considera "ilegais e inconstitucionais" a redução de remunerações e a suspensão do pagamento dos subsídios de férias e de Natal previstas na proposta na Lei do Orçamento do Estado (OE) para 2012.

Álvaro Santos Pereira afirmou hoje que o próximo ano "irá marcar o fim da crise" e permitirá a Portugal retomar o crescimento da economia.
Segundo afirmou, "2012 será um ano determinante para Portugal e para a economia portuguesa", pois "certamente irá marcar o fim da crise e será o ano da retoma para o crescimento de 2013 e 2014".

SERÁ? O ano de 2012 marcar o "fim da crise"???
Não me cheira, mas oxalá aconteça.


Sem comentários: