sexta-feira, 15 de julho de 2016

"Barbárie inaceitável, intolerável"


A Conferência Episcopal Francesa (CEF) reagiu em comunicado ao atentado que esta quinta-feira à noite fez pelo menos 84 mortos na cidade de Nice (sudeste), condenando a “barbárie”.
“Esta tragédia vem somar-se à triste lista dos atos terrorista que enlutam o nosso país e outros países no mundo há vários meses. Qualquer que seja o motivo, esta barbárie é inaceitável, intolerável”, referem os bispos católicos, num texto divulgado através do sítio oficial da CEF.
O presidente francês, François Hollande, decretou três dias de luto nacional, de sábado a segunda-feira, na sequência do atentado.
A CEF “associa-se plenamente” à dor dos familiares e amigos das vítimas e convida as comunidades católicas a rezar por todos os que foram atingidos pelo atentado durante as Missas do próximo domingo.
O atentado em Nice fez pelo menos 84 mortos e mais de 100 feridos, dos quais 18 em estado considerado crítico, segundo o mais recente balanço do Governo francês.
Um homem lançou um camião sobre a multidão reunida na avenida marginal da cidade de Nice para assistir a um espetáculo de fogo-de-artifício, durante as celebrações do Dia Nacional de França (Tomada da Bastilha).
A CEF refere que homens, mulheres e crianças foram mortos “de forma cega” num momento em que estavam a celebrar “com todo o país” o 14 de julho.
“O nosso país foi ferido quando vivia um momento de união nacional. Mais do que nunca, a solidariedade nacional deve ser mais forte do que o terrorismo”, apelam os bispos católicos.
In agência ecclesia

Sem comentários: