domingo, 5 de outubro de 2014

Sínodo: Francisco defende diálogo e atenção à realidade para enfrentar mudanças

(Lusa)

O Papa Francisco participou ontem numa vigília de oração pelo sínodo da família, na qual sublinhou que a importância do diálogo e do conhecimento de uma sociedade em mudança.
“Invoquemos a disponibilidade para um confronto sincero, aberto e fraterno que nos leve a considerar, com responsabilidade pastoral, as interrogações que trazem as mudanças desta época”, declarou, na iniciativa promovida pela Conferência Episcopal Italiana.
Segundo o Papa, a Igreja precisa de "ouvir os batimentos deste tempo e sentir o 'cheiro' das pessoas de hoje" até ficar impregnada com as "suas alegrias e esperanças, as tristezas e as angústias".
"Nessa altura, saberemos propor com credibilidade a boa nova sobre a família", precisou.
Diante de milhares de pessoas na Praça de São Pedro, Francisco citou a exortação apostólica Evangelii Gaudium para afirmar que “a família continua a ser a humanidade sem precedentes, contributo fundamental para uma sociedade justa e fraterna”.
“Esse horizonte ajuda-nos a compreender a importância da Assembleia sinodal que começa amanhã”, disse.
No dia de São Francisco de Assis, o Papa lembrou ainda que “a escuta e diálogo sobre a família devem tornar-se uma oportunidade providencial para renovar - seguindo o exemplo de São Francisco - a Igreja e a sociedade”.
Por fim o Papa Francisco pediu orações pelo Sínodo que se inicia este domingo: "Possa o vento de Pentecostes soprar sobre os trabalhos sinodais, sobre a Igreja e sobre a Humanidade inteira”.

Sem comentários: