domingo, 11 de maio de 2014

Festa do Emigrante em Tarouca


Jogos de futebol, projeção do filme "A Gaiola Dourada", Missa junto ao Monumento ao Emigrante e animada  belamente animada pelo Grupo Coral Português de Engadina - Suiça, almoço-convívio e Noite do Emigrante, foram alguns dos acontecimentos que tiveram lugar durante a Festa dos Emigrantes, promovida pela Câmara Municipal, nos dias 9 e 10 de maio.


A Festa do Emigrante tem total cabimento num concelho marcado por forte corrente migratória. Isto parece-me inquestionável.
Mas algumas questões se levantam, uma vez que a referida festa já se realiza há alguns anos nesta data.
- Será a melhor altura para a sua realização? Atendendo aos participantes, parece que não, pois o grupo é pequeno, embora muito participativo e simpático.
- Não deverá a Eucaristia ser celebrada com a comunidade ao domingo? Residentes e emigrantes são um só povo, uma só comunidade. A gratidão e a estima mútuas seriam mais exponenciadas.
- Tratando-se dos emigrantes do CONCELHO, não teria mais sentido fazer esta festa,  sucessivamente, nas várias freguesias?  Pelo menos a Eucaristia... É que todas as freguesias têm um grande número de emigrantes. A rotatividade evitava a monotonia e aproximava as pessoas, transmitindo melhor a ideia de uma solidariedade ativa.


Certamente que quem de direito vai refletir sobre a situação e o debate contribuirá para encontrar as melhores saídas. Aguardemos.

Sem comentários: