sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Ser santo «não é um privilégio de poucos, mas uma vocação para todos»



  Papa Francisco e a santidade:

 1. Ser santo «não é um privilégio de poucos, mas uma vocação para todos».

 2. "Os santos não são super-homens nem nasceram perfeitos, antes da glória viveram uma vida normal com alegrias e dores, fadigas e esperanças".

 3. Os santos, "quando conheceram o amor de Deus, seguiram-no com todo o coração, sem condições ou hipocrisias, passaram a sua vida ao serviço dos outros, suportaram sofrimentos e adversidades sem odiar e respondendo ao mal com o bem, espalhando a alegria e a paz".

 4. “Os santos são homens e mulheres que têm a alegria no coração e a transmitem aos outros”.

 5.  O objetivo da existência não é “a morte” mas “o paraíso”.

Sem comentários: