segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Carros a hidrogénio em 2017

A Renault-Nissan anunciou esta segunda-feira ter assinado com a alemã Daimler e a norte-americana Ford um acordo para desenvolver um sistema comum de célula de combustível, com o objetivo de lançar carros com essa tecnologia baseada no hidrogénio a partir de 2017.

"Esta colaboração vai resultar no lançamento dos primeiros veículos elétricos em massa movidos a células de combustível com preços acessíveis em todo o mundo em 2017", segundo um comunicado de imprensa da aliança Renault-Nissan.
Esta tecnologia permite que a célula de combustível seja abastecida de hidrogénio que depois produz eletricidade para mover os carros sem problemas de autonomia atuais e sem qualquer emissão para a atmosfera que não seja água.
A aliança franco-japonesa, a Daimler e a Ford vão investir em partes iguais no projeto, segundo o comunicado, embora não seja especificado o montante do investimento.
O objetivo geral é desenvolver "um sistema comum de veículos elétricos com células de combustível, reduzindo os custos de capital associados à tecnologia".
Os três parceiros, que já trabalham nesta tecnologia há algum tempo, pretendem "incentivar o desenvolvimento futuro de estações de abastecimento de hidrogénio e infraestrutura essencial para a comercialização em grande escala destes veículos."
A Renault e a Nissan foram dos primeiros a realizar investimentos pesados em baterias de veículos elétricos e representam uma parte importante do seu desenvolvimento e investigação.
A tecnologia de bateria elétrica é atualmente apresentada como um complemento ao combustível fóssil, mas num carro de pilhas de combustível, a energia elétrica é produzida a bordo, emitindo vapor e calor.
Fonte: aqui

Sem comentários: