domingo, 13 de janeiro de 2013

A BÍBLIA E OS ANIMAIS


1. CRIAÇÃO
Diz o Livro do Génesis (1,25): " Deus criou todas as espécies de animais selvagens, de animais domésticos e todos os bichos. E viu que era bom".

2. Orientações que, no Antigo Testamento, indicavam que os animais deviam ser bem tratados:
- "O justo sabe cuidar de tudo o que os seus animais precisam, mas os injustos não são capazes de se compadecer". ( Provérbios 12, 10)
- "E se vires um burro ou um boi dum teu compatriota caído no chão também não deves passar de lado. Mas deves ajudá-lo a pô-los de pé.» ( Deuteronómio, 22, 4)
- "Se encontrares o boi ou o jumento que o teu inimigo perdeu, devolve-lho imediatamente.

 Não deixes de ajudar aquele que te odeia; se vires que o seu jumento caiu debaixo do peso da sua carga, ajuda-o a tirar a carga de cima". (Êxodo, 23, 2-5)
- "Tudo o que tiveres para fazer podes fazê-lo durante os seis dias da semana, mas no sétimo dia deves descansar, para poderem descansar também o teu boi e o teu jumento e para que o teu escravo e o estrangeiro recuperem as forças". (Êxodo, 23, 12)
- " (...)  mas o pobre não tinha senão uma ovelhinha que tinha comprado.Ele mesmo lhe dava de comer e a ovelha ia crescendo na companhia dele e dos filhos; comia da sua comida, bebia do seu copo e dormia no seu colo.Era para ele como se fosse uma filha!" ( Segundo Livro de Samuel 12, 3)

3. Jesus e os animais
- A compaixão para com os animais: "Jesus respondeu assim: «Se um de vós tiver uma ovelha e ela cair num poço ao sábado, não vai logo tirá-la de lá?" (Mateus, 12,11
- A importância dos animais: "Disse ainda Jesus: 'Não se vendem cinco pássaros por duas moedas? No entanto, Deus não se esquece de nenhum deles'". ( Lucas, 12, 6)

4. Os animais no Plano da Criação
"E o Senhor Deus modelou também de terra muitas espécies de animais selvagens e de aves e apresentou-os ao homem, para ver que nome ele lhes dava. O nome que ele dava a cada um desses seres vivos é o nome com que ficaram.

 O homem deu nome a todos os animais domésticos, às aves e aos animais selvagens, mas nenhum era a companhia apropriada para ele". (Génesis, 2, 19-20)
O homem, ao "dar o nome aos animais", colabora e participa do poder criativo de Deus.

"Deus disse ainda: 'Façamos o ser humano à nossa imagem e semelhança. Que ele tenha poder sobre os peixes do mar e as aves do céu; sobre os animais domésticos e selvagens e sobre todos os bichos que andam sobre a terra'.

Deus criou então o ser humano à sua imagem; criou-o como verdadeira imagem de Deus. E este ser humano criado por Deus é o homem e a mulher."
Só o homem e a mulher são "imagem e semelhança de Deus"
Cada pessoa, porque imagem e semelhança de Deus, tem uma dignidade única, irrepetível, infinita.

E Jesus foi claro:
A propósito da ovelha acima referida, Jesus acrescenta: " Quanto mais não vale um homem do que uma ovelha?" (Mateus 12, 12)
E relativamente aos passarinhos acima referidos, Jesus ressalva: "Pois bem, até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Portanto, não temais,  valeis mais do que muitos pássaros". (Lucas 12, 7)
Jesus ressalta e confirma o lugar único e irrepetível da pessoa humana no âmbito da criação.

Sem comentários: