quarta-feira, 2 de março de 2016

Bendita juventude


O testemunho de hoje é-me fornecido por uma jovem, filha de pais não praticantes. Chegou a estar na catequese mas saiu, quando fez a primeira comunhão.
Andou por fora da freguesia mas aqui há tempos veio ter comigo. Queria confessar-se!
– Então, mas tu sabes confessar-te?
– Então não sei?! Já o tenho feito várias vezes. E agora queria confessar-me, mas quando tiver tempo. Não é preciso ser hoje. Um dia que me possa atender com tempo. Marquei o dia e a hora e quando cheguei já estava na igreja. E, posso dizê-lo, porque o segredo da confissão abrange só os pecados, confessou-se com método e profundidade espiritual. Fiquei admirado. E perguntei-lhe como tinha feito uma caminhada religiosa tão boa?!
– Foram os meus colegas que me ajudaram...
Foi mais uma lição para mim! Os jovens são mesmo evangelizadores de jovens. Noutra ocasião referirei outro caso parecido que também me impressionou.
Há quem diga que os jovens estão perdidos. Só pensam em sexo, droga, brincadeiras de mau gosto...
Sei que há muitos jovens desses. Afinal sempre houve. Mas também há muito boa juventude. Com ideais e gosto de viver uma vida séria. Bendita Juventude!
Oxalá o contacto com o mundo adulto os não materialize e adultere.
Fonte: aqui

Sem comentários: