domingo, 13 de dezembro de 2015

Na Casa da Mãe nestes inícios do Ano Santo da Misericórdia






Na Diocese de Lamego, ocorreu neste domingo a Abertura da Porta Santa, simultaneamente na Sé Catedral de Lamego e no Santuário de Nossa Senhora da Lapa.
Desde o primeiro momento em que o soube, senti um desejo profundo ir até à Casa da Mãe e com a "Mãe de Misericórdia" iniciar esta caminhada bela e desafiante que é o Jubileu Extraordinário da Misericórdia.
Apesar do nevoeiro e do frio, acompanhados por uma chuva miudinha, estava muita gente na cerimónia a que presidiu o sr. Bispo emérito, D. Jacinto, já que o nosso Bispo, à mesma hora, presidia à Abertura da Porta Santa na Sé Catedral.
Junto ao cruzeiro, iniciou-se a procissão, após uma palavra introdutória do Capelão do Santuário, o nosso conterrâneo, P.e Amorim. Caminhámos cantando o Hino do Ano Santo da Misericórdia e o povo aderiu já que a música parece entrar bem no ouvido...
Após a cerimónia inicial à entrada da Porta Santa, o sr. Bispo procedeu à abertura da mesma, tendo entrado seguidamente os sacerdotes e o povo de Deus.

Foi um momento que me marcou. Senti que comigo atravessa a Porta Santa toda a comunidade paroquial de S. Pedro de Tarouca e que todos, sob a proteção da Mãe de Misericórdia, queremos mergulhar fundo na misericórdia desse Pai bondoso que nos espera, nos abraça e nos encharca com o seu perdão. No abraço do Pai, o desafio para sermos "misericordiosos como ELE é misericordioso."
Após a aspersão da água benta sobre a assembleia, gesto que recorda a nosso batismo e a nossa incorporação em Cristo, continuou a Eucaristia.
Na homilia, o sr. Bispo, partindo das leituras e do significado do Ano Santo, apelou à conversão do coração e à abertura ao Deus que nos visita.
Finda a celebração, reservei um momentinho para, diante da Imagem de Nossa Senhora da Lapa, consagrar à Mãe a Paróquia de São Pedro de Tarouca, o seu pároco e cada paroquiano.
Como sempre, estes momentos sentem-se embora as palavras não os traduzam.
Rogai por nós, Santa Mãe de Misericórdia!

Sem comentários: