sábado, 12 de dezembro de 2015

Um homem bom ... um casal feliz

Fez ontem 5 anos que partiu para o pai o nosso Diácono Manuel Amorim.
Era um homem bom, humilde, sereno, acolhedor, delicado.
Como marido, pai, avô, familiar era uma maravilha. Como cidadão, revelou-se uma pessoa disponível e sem outro interesse que não fosse ser útil à comunidade, fossem quais fossem as tarefas que desempenhava.
Cristão de uma fé profunda, sentida, interiorizada. Vê-lo rezar era já um belo testemunho.
Como Diácono exerceu nesta comunidade um serviço gratuito, sem qualquer interesse material, com enorme disponibilidade e com grande empenho.


Também ontem tiveram lugar as Bodas de Ouro de um casal desta comunidade.
Após a Eucaristia, teve lugar a refeição num restaurante local.
Admirei a emoção serena como este casal viveu a celebração das suas Bodas de Ouro, a alegria com que acolheu os muitos amigos, a simplicidade elegante do trato. Criaram um ambiente familiar muito bonito.
É tão bom celebrar um amor fiel sem prazos de duração!
Enquanto há quem festeje o casa-descasa-volta a casar, existem casais que celebram com alegria a boa notícia de um amor sem prazos de duração.
Parabéns, amigos Almeida e D. Teresa.

Sem comentários: