sábado, 31 de agosto de 2013

D. Pietro Parolin assume funções a 15 de outubro

Vaticano: Novo secretário de Estado considera «difícil e exigente» a nomeação que recebeu com «surpresa»


D. Pietro Parolin considera que a missão de presidir à Secretaria de Estado do Vaticano é “difícil e exigente”, tendo recebido com “surpresa” a nomeação do Papa Francisco.
“Sinto fortemente a graça deste chamamento que, outra vez, constitui uma surpresa de Deus na minha vida e sobretudo o peso da responsabilidade, porque me  confia uma missão difícil e exigente, diante da qual as minhas forças são débeis e pobres as minhas capacidades”, disse o arcebispo.
Numa declaração do novo secretário de Estado do Vaticano, D. Pietro Parolin afirma a sua “profunda e afetuosa gratidão” ao Papa Francisco, manifestando “total disponibilidade para colaborar com ele e sob a sua orientação”.
D. Pietro Parolin encara este “novo serviço ao Evangelho, à Igreja e ao Papa Francisco” com “ansiedade, mas também com fidelidade e seneridade”.
Na declaração publicada na Sala de Imprensa da Santa Sé, o novo secretário de Estado do Vaticano recorda o Papa emérito Bento XVI, que o ordenou bispo, a Secretariada de Estado como sendo a sua casa “durante muitos anos”, o cardeal Tarcisio Bertone e “todos os outros superiores, colegas e colaboradores da Cúria Romana”.
D. Pietro Parolin faz referência também à sua família, às paróquias onde trabalhou, à diocese de Vicenza, em Roma, e recorda os países por onde passou em representação do Vaticano, a Nigéria, México e Venexuela.
D. Pietro Parolin, atual núncio apostólico na Venezuela, foi hoje nomeado, pelo Papa Francisco, secretário de Estado do Vaticano, substituindo nas funções o cardeal Tarcisio Bertone.
Agência ecclesia

Sem comentários: