sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A pobreza portuguesa em destaque no "New York Times"


Uma das fotografias publicadas no "Lens" do "New York Times". Foto: Mário Cruz

Trabalho do fotojornalista Mário Cruz mostra como ter um telhado é sobreviver para as centenas de sem-abrigo que ocupam edifícios devolutos em Lisboa.

"Eles não vivem, eles sobrevivem". Começa assim o artigo sobre uma série fotográfica que retrata a vida de sem-abrigos em Lisboa, publicado esta sexta-feira no blogue de jornalismo visual do New York Times.

O autor destas fotografias, Mário Cruz, é elogiado pela capacidade de notar o "sofrimento invisível" daqueles que fotografou durante mais de um ano: desempregados, idosos, sem-abrigo. O seu trabalho pode agora ser visto no blogue do New York Times "Lens".

"Roof" (telhado) põe a descoberto a vida sob um tecto precário ao qual centenas de portugueses chamam casa: edifícios devolutos parcialmente ocupados por sem-abrigos, que em Lisboa são 2.800.

Segundo um estudo da Câmara de Lisboa existem 800 sem-abrigo a dormir nas ruas, "um testemunho da crise no emprego, da falta de oportunidades e do triste destino que envolve a sociedade portuguesa", escreve Mário Cruz no seu portefólio online.

O fotojornalista de 27 anos procurou vestígios da presença humana em locais aparentemente desertos. Precisou de várias tentativas para ganhar a confiança dos homens e mulheres que fotografou.

Ao "New York Times", Mário Cruz deixou ainda o testemunho de um destes sem-abrigo, que lhe disse: "As pessoas pensam que nos escondemos, que ocupamos lugares que não são nossos, mas a única coisa que fazemos é sobreviver. E nós sobrevivemos ao arranjar um telhado".
Fonte: aqui

Sem comentários: