sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Uma maneira “simples, próxima e fraterna”




Em 8/11/2010, escrevia eu neste blog, a propósito da possível partida de D. Clemente para Lisboa: "Se tal suceder, quem irá a presidir à ilustre Igreja portuense? Mais uma vez arrisco. Ou D. António Couto, Bispo auxiliar de Braga ou D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro."
Nesta altura (2010), avizinhavam-se movimentações no episcopado, tendo em conta a idade  indicada no Código de Direito Canónico para a resignação de um prelado.
Errei em muitas previsões, acertando pouco. Pois...
Hoje confirmou-se uma das poucas em que acertei. D. António Francisco dos Santos foi  nomeado Bispo do Porto.
Nas conversas que fui mantendo com D. António Francisco, sempre fui 'brincando' com a possibilidade de ele vir a ser Bispo do Porto. Nunca  deu vazão a estas 'brincadeiras', pois era um Bispo feliz em Aveiro.
Agora que a nomeação chegou, tenho a certeza que será igualmente um Bispo feliz no Porto.
Quando chegou à diocese de Aveiro, preocupou-se em ir ao encontro de cada padre e em ter um primeiro contacto com as comunidades. Para D. António Francisco, é vivencial o aforismo: "Antes de ensinares Latim ao João, procura conhecer o João."
Toda a dinâmica pastoral tem de passar pelo conhecimento da realidade, da idiossincrasia das gentes e das comunidades. Caso contrário, podemos construir fatos que não sirvam a quem os vai vestir, causando o desencanto, o desalento, a indiferença...
É este estilo próximo, sereno, humilde, alegre, dialogante e determinado, includente,  que D. António Francisco levará para o Porto. Na sua postura de Pastor há muito de Papa Francisco.
Esteve em Aveiro cerca de 8 anos. Entre outras, registo, como fruto do seu labor pastoral, a construção da Casa Sacerdotal para acolher sacerdotes velhinhos ou inválidos, a Missão Jubilar, a "Tenda de Deus" pelas praias de Aveiro", a Cristoteca, etc, etc.
Deixa ainda um clero unido e motivado e um laicado desperto e empenhado. Em suma, uma Igreja Local determinada, unida e reunida, alegre e testemunhante.


O novo bispo do Porto vai tomar posse a 5 de abril, no Paço Episcopal, e a entrada solene vai decorrer no dia seguinte, numa celebração na catedral portuense, pelas 16h00, anunciou hoje a diocese.

Sem comentários: