sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Há quem defenda assanhadamente tradições e, ao mesmo tempo, se ria de tradições


Certamente o amigo leitor já viu o modo aguerrido como alguns jovens defendem as praxes como uma tradição académica.
Já vi a gente nova defender assanhadamente tradições que julgava incompatíveis com a irreverência juvenil.
Mas todos vimos como muita gente nova lida com desdém com tradições ligadas à moral, à ética, à religião.

Parece que são boas as tradições que nos agradam e más as que nos exigem esforço. Sim, esforço, não para os outros, mas a si mesmo.
Fonte: aqui

Sem comentários: