terça-feira, 15 de agosto de 2017

POEMA DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA

Os cristãos foram a Jerusalém
ver o túmulo de um mulher.
Os cristãos foram a Jerusalém
ver um túmulo cercado de fé.

Ali habitou um corpo
que a este mundo não pertence mais.
Dizem que nunca pertenceu,

pois foi um Corpo Santuário;
Um Corpo Arca Santa;
Um Corpo que deu  Corpo
ao Deus que não tinha corpo,

E que escolheu ter o corpo,
 sangue e rosto de uma Jovem
chamada Maria.

Um Corpo habitação de Deus
na terra não poderia ficar
Se é habitação de Deus
Com Deus deve morar

Ó Assunta,
ao mais alto elevada!
Escutam os cristãos a melodia
caminhando para Jerusalém .
Todos falam com imensa alegria
a verdade... 
É verdade!

Subiu ao alto !
Foi elevada !
Assunta!
   Na glória ...
Ó na glória...
Glória....
Na Missa da Assunção
Cantemos....
Nossa Senhora da Glória!

38 anos de sacerdócio
15 de agosto de 1979. Catedral de Lamego, 11 horas. Ordenação sacerdotal de 3 jovens, o José Melo, o Avelino e eu.
Destes 38 anos de sacerdócio, os últimos 26 ao serviço da Paróquia de São Pedro de Tarouca.

Por intercessão de Maria Santíssima a quem sempre me consagro, concede-me, Senhor:
- a humildade confiante para estar diante de Ti, louvando, glorificando, agradecendo;
- o perdão para os meus pecados, lacunas e limitações;
- o entusiasmo apostólico da primeira hora;
- a graça de viver a alegria sacerdotal junto dos meus irmãos;
- a sabedoria de coração para ensinar e aprender, unir respeitando a diferença, compreender na verdade e na caridade;
- o dom da fidelidade até ao fim;
- aquilo que de bom e de belo deseja o meu coração.

Maria Santíssima, Estrela da manhã, modelo da Igreja que somos, Mãe da Igreja e dos sacerdotes,
Rogai por nós, rogai por mim!

1 comentário:

abilio carvalho disse...

Em nome da verdade e da matemática, é de corrigir: 15 de agosto de 1979 (assim é que são 38 anos) e não de 1989. Eu estava lá. Fui ordenado de diácono.