sexta-feira, 25 de agosto de 2017

"O ÚLTIMO PREMONSTRATENSE"

Li de um só fôlego o livro do meu condiscípulo, Prof. Artur Marado.
Discurso claro e preciso. Linguagem escorreita e fluente. Aliança adequada entre memória e alma.
A fé de um povo orante, que encontra na expressão da fé a libertação de um quotidiano pesado, alia-se à criatividade solidária que rasga caminhos de progresso e torna o futuro alado.
Uma obra onde a humildade e sofrimento das povoações se cruza e entrecruza com pessoas que usam saberes e competências em prol da promoção das gentes com gestos comprometidos de nobre solidariedade. É neste contexto que surge o Abade da Ermida, um homem, um cristão e um sacerdote, exemplo e apoio para os seus paroquianos.
Atravessando o livro, um apelo ecoa em toda a obra: "Salvem o Templo das Siglas".  A beleza e a história da Igreja da Ermida merecem outra atenção de quem nos governa.
Parabéns, amigo Marado! Que outras obras surjam, pois não vale "esconder os talentos debaixo do alqueire."



1 comentário:

Artur Marado disse...

Caríssimo amigo e condiscípulo P. Lopes, penhorado agradeço a tua apreciação com palavras tão generosas que muito me sensibilizam. Abração do Marado.