sexta-feira, 9 de junho de 2017

Um pouquinho de História desta Terra

"Pela arqueologia e a documentação escrita existente, ainda abundante, apesar de não tanto como no passado, é certo que TAROUCA tem uma fundação anterior à Nacionalidade, conquanto o seu assento primitivo tivesse sido primeiro ao norte, no recosto de um monte sobre a povoação de Dalvares, tão curiosa etnográfica e historicamente como a Vila. Na ver­tente ocidental deste monte ainda se vêem restos de paredes de edifícios muito espessas, e montes de pedras das mesmas. Mais ao alto, divisam-se vestígios de uma povoação do tipo citânia (casas circulares, etc.) inexplorada, e, na curva do monte, um forte muro de castro. Parece que devido a este foi a primitiva TAROUCA designada Castro Rei (pois é ainda o nome do Monte)."


"Infelizmente, do vasto castelo e cerca da actual Vila, cuja alcáçova se encontrava no inexpugnável morro ainda chamado Alcácima (isto é, alcáçova), em que ela se encosta gracio­samente do lado sul, nada existe, mas deles havia ainda grandes restos há duzentos anos; e ainda do século XV há notícias da Vila cercada de muralhas, com suas portas."


"Ainda são nela (Vila) visíveis e rasteáveis edificações da Idade Média, ocupando o primeiro lugar a Igreja Paroquial de S. PEDRO DE TAROUCA, que é monumento nacional, com notáveis sobrevivências românicas (pórtico lateral e frontal, valiosos pelos seus ornatos, cachorrada com o seu simbolismo 200 ou fitomórfico, etc.), e, no interior, além da valiosa talha, um precioso túmulo do século XVI, ainda influenciado na sua exuberante decoração pelo manuelino."
A.de Almeida Fernandes (1955)

Sem comentários: