segunda-feira, 5 de junho de 2017

Há quanto tempo, neste meu cantinho, não ando eu a dizer isto!?


É quase unânime na nossa casa: Pinto da Costa, o maior dirigente desportivo português de todos os tempos e um dos maiores a nível mundial, está cansado, gasto e ultrapassado pela idade, pelo tempo e pela força da vida. É da história, que, infelizmente há grandes lideres que no momento de abandonar, pura e simplesmente não o conseguem. Acham-se divinos e eternos. Sem eles é o dilúvio, o apocalipse, recusando ver que nada fazem nem deixam fazer, caminhando rumo a um abismo que vai alargando, alargando até à queda total num precipício de custos enormes para todos. E a realidade, a falta de bom senso, leva-nos todos atrás!
O facto é que tornámo-nos insatisfeitos, exigentes e demagogos, perdendo uma qualidade que nos deveria nortear: o bom senso! Desesperados, começamos a vociferar, a deixar de raciocinar, as emoções substituem a razão! E então, com os nervos à flor da pele, queremos um treinador igual ao que sentimos no momento! Chegamos ao cúmulo de pedir treinadores como Manuel José, Jorge Jesus, Lito Vidigal, Paulo Sousa, Marco Silva! E acabamos por ter mais do mesmo: treinadores jovens mas que nesta nau caem borda fora na pior das tormentas. Paulo Fonseca, Lopetegui, Peseiro - desgraçadamente sem tempo para algo de visível, ao menos não nos deixou ser humilhados na Luz - Rui Barros, o eterno apanha-cacos e Nuno Espírito Santo, o treinador galante.
Gente que há uns anos seriam de todo impensáveis na mente do Dragão, tornaram-se imprescindíveis como se fossem a última coca-cola no deserto!
E pelo andar da carruagem, a SAD, ou mais exactamente Pinto da Costa(PdC), esvaziado de um poder que teve, mas que agora dorme bem aconchegadinho no Museu do F.C. Porto, faz de Sérgio Conceição, o último Mourinho, Artur Jorge ou André Villas-Boas! A SAD caminha alegremente entre a devassa financeira do clube e o enchimento da carteira dos seus administradores, que até recebem prémios por ficarem em 3º lugar! Por isso que moral temos nós por ver festejar um empate no estádio da Luz? Fomos demasiado severos a criticar Angelinos, Baías, Jorge Costas e outros que viram o que estava a acontecer. Agora choramos lágrimas de crocodilo, por ver que estes tinham razão - mesmo que as expusessem em lugares errados, isso é testo de outra panela!
Fernando Gomes que já vai, creio eu no 4º empréstimo obrigacionista, é melhor gestor que Angelino Ferreira? É, e seguindo à letra as palavras de PdC, Gomes portista de coração com a paixão pelo cargo que PdC exige aos seus administradores?
É Alexandre Pinto da Costa um vulgo intermediário/comissionista/olheiro/filho do presidente com capacidade de decisão, que levou ao rompimento de Antero, numa luta entre os dois, mas que nós sempre negamos?
É António Oliveira persona non grata, até para o escriba destas palavras, só porque tem uma coluna no Record e é um actual opositor? a PdC, mas que tem na sua vida pessoal tão ao mais talento que na sua vida de jogador?
É MST, um portista barato só porque escreve na Bola, descasca forte e feio nos treinadores, jogadores e SAD, que nós adeptos fazemos sempre, que até lhe valeram um ridículo processo judicial por parte desta capitalista SAD, mas onde se esqueceram que foi uma das mais heroicas e valentes vozes na defesa do clube contra o encomendado Apito Dourado? Andamos todos a navegar no senso comum da idolatria de um treinador banal, vulgar que tem como única referência a irreverência! Andamos a assistir a uma novela franco-lusa por um treinador petit lá do sítio, que salvou um Tondela francês! E a SAD cheia de caruncho, rodeada de abutres bajuladores, vai atrás desta falta de bom senso, onde gritar mais alto, falar mal e dizer palavrões, mas que ao mesmo tempo se sentiu ofendido na dignidade por ter de jogar contra nós com a falácia de um contrato pré-assinado, levando o jogo a um nível de Champions, coisa que depois não faria nem de perto ao ser espoliado na Luz e humilhado a uma goleada em Alvalade!
Anda o Universo Portista a combater cartilhas e agora tem uma que não passa de um choradinho de mau gosto. Como alguém disse, o problema não está em cair. Está em se levantar. E a SAD estatelou-se ao comprido. Aproveitou a queda e bate forte uma soneca! Fico chocado com alguns portistas que dizem que não vão ver mais jogos ou que desistem de sócio, mas vistas as razões à lupa, como eu os compreendo! Pode haver mais bom senso num único homem que em toda uma multidão. Por isso digo, até quando vamos suportar este declínios dos deuses? E agora, ao que tudo se conjuga seja o Sérgio o nosso treinador, venha PdC cabotinamente dizer que jamais falou com outros e que SC é e foi sempre a sua 1ª escolha! É que já não há pachorra!
Que o sucesso do Sérgio seja o nosso sucesso.
Felisberto Costa, aqui
Foto: Internet




Só uma nota:
Ainda não foi apresentado oficialmente. Mas se vier a ser o treinador do Futebol Clube do Porto, pela primeira vez em alguns anos, digo que me agrada a escolha. Entre os treinadores apresentados como possíveis, Sérgio Conceição é aquele que me suscita mais confiança. Acredito que, pese embora a estrutura, com o apoio dos adeptos, este treinador é bem capaz de nos surpreender agradavelmente.
Raça, coragem, instinto portista, combatividade, poder motivador, penso que não lhe faltam.
É neste aspeto, e só neste, que divirjo do articulista que acima transcrevi.
Levanta-te, Porto! Acorda, Porto!
Tenho saudades de ver esvoaçar, vitoriosa e bela, a ímpar bandeira azul e branca!

Sem comentários: