quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Um jovem

Fora à Eucaristia semanal que teve lugar na capela do seu povo. Dirigira-se à responsável, pedindo para proclamar a Palavra de Deus. Perante o assentimento benévolo que obteve, acrescentou que queria preparar a leitura. Foi nesse trabalho que o encontrei quando cheguei ao templo.
Um jovem. Por feliz coincidência, a 1ª leitura que proclamou referia-se ao jovem Samuel.
Leitura e salmo bem proclamados, em tom bem audível e com o ritmo certo.
No fim da Eucaristia, foi agradecer à responsável a oportunidade que lhe deu de proclamar a Palavra de Deus. Na sacristia, ouviu-o perguntar à senhora se podia cumprimentar o sr. Abade. Perante a resposta convictamente afirmativa, aparece com a irmãzita pela mão.
- Dá um beijinho ao sr. Padre - acrescentou em tom confiante e amistoso. A miudinha, linda como todas as crianças, estendeu o pescocito para o beijito saboroso.
Um momento belo. Afinal a vida precisa destas pequenas coisas para causar em nós impressões fortes.
Os jovens, quando querem, são imbatíveis, generosos, criativos, maravilhosos, surpreendentes.
Parabéns, amigo jovem!
A Igreja somos nós, os batizados. Não precisamos de convite para exercer a nossa função em favor do louvor de Deus e do bem dos irmãos. O convite vem do batismo.
Este jovem demonstrou ter percebido isto.





Sem comentários: