segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

"Eu e minha esposa gostávamos que a sua família na noite de consoada fosse a nossa família"

Ele não é daqui, mas casou com uma jovem de cá e cá ficaram a viver.
São um jovem e simpatiquíssimo casal. Recordo como me senti bem há  dois, três anos, não sei precisar, quando os ajudei na preparação para o matrimónio.
Hoje ao fim da missa, ele apareceu na sacristia. Outras pessoas estavam para falar comigo. Aguardou calmamente o momento de ser atendido. Depois de nos cumprimentarmos, disse: " Eu sei que normalmente os padres são de longe e muitos vivem sozinhos. Eu e minha esposa gostávamos que a sua família na noite de consoada fosse a nossa família."
Senti-me como se um "novo céu e uma nova terra" me envolvessem naquele instante. Imensamente feliz. Que tenho jovens de excelência na comunidade, já o sabia. Que houvesse um jovem casal a ir tão longe, não esperava.
Expliquei-lhe que o meu pai é velhinho e que precisava de consoar com ele e com a restante família. Que regressaria à paróquia para a consoada da comunidade com Cristo, que será a "Missa do Galo". Respondeu-me, convicto, que compreendia perfeitamente, pois nada queria impor ou exigir, só oferecer.
Agradeci, feliz, a iniciativa. Irei visitá-los logo que possível.
De regresso a casa, mil pensamentos me assaltaram. Como um gesto pode mudar a agulha de um dia, de uma vida até; como há gente que não vê o padre como uma "agência de serviços", mas como um irmão que também precisa de ser acolhido; como há irmãos que se dirigem ao padre, não para tratar de assuntos pessoais ou funcionais, mas para o considerar um membro da família; como há pessoas que não perdem tempo com críticas inúteis, porque precisam desse tempo para amar.
Os padres são feitos "do mesmo barro" das outras pessoas. Têm defeitos, faltas, limitações. Mas se se sentissem acolhidos, amados, familiarizados, não duvidem, tínhamos mais sacerdotes, mais santos, mais felizes e mais servidores da alegria do Evangelho.
No dia da Imaculada Conceição, digo obrigado, Mãe, por esta prenda de inigualável valor.
Obrigado, casal amigo!

Sem comentários: