sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Tomou posse a Junta da União de Freguesias Tarouca/Dalvares

18 de Outubro. Sede da Junta de Freguesia na Expansão Oeste. Tomou posse, seguindo o preceituado na lei, a Junta de Freguesia e a Assembleia de Freguesia da União de Freguesias Touca/Dalvares, resultante das eleições realizadas em 29 de Setembro.

JUNTA DE FREGUESIA
Rui Raimundo - Presidente
Carla Paula Cardoso - Vogal
Orlando Alves - Vogal

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA
Duarte Morais - Presidente
Ilda Silva - 1ª Secretária
Miguel Félix - 2º Secretário
Isabela Ferraz
António Manuel Almeida
Eduardo Teixeira
Patrícia Carvalho
Pedro Gomes
Adelino Oliveira

Mais trabalho, mais dedicação, mais união
- Realçou o novo Presidente da Assembleia de Freguesia

Numa  breve intervenção, Duarte Morais, depois de saudar todos os eleitos, os que hoje tomaram posse e os que o vão fazer na próxima segunda-feira,  sublinhou que, apesar das dificuldades do país, os elementos agora empossados querem servir e melhorar as condições de vida das pessoas. Apelou à presença dos cidadãos nas reuniões da Assembleia.

Pretendemos seguir pelas obras de proximidade
- Afirmou o Presidente da Junta

No uso da palavra, Rui Raimundo, Presidente da Junta manifestou a sua satisfação com o voto de confiança que lhe foi dado nas urnas e garantiu que será fácil trabalhar com a equipa eleita, pois " são gente de muita qualidade". Afiançou ainda que "vão trabalhar com afinco".
Saudou  os eleitos que naquele momento tomavam posse e os que o vão fazer na próxima segunda-feira, todos os cidadãos da União de Freguesias, os funcionárias da Junta e todas as entidades presentes.
Falou da sua experiência anterior como Presidente da Junta de Tarouca no tocante à realidade económica da Junta, das poucas verbas recebidas do governo, do único protocolo com a Câmara visando a limpeza e dos gastos que a autarquia teve com funcionários, materiais, manutenção... A margem de manobra é mínima. Realçou que o novo contrato para a instalação de um parque eólico em Tarouca garantirá a prazo a quase independência económica desta União de Freguesias.
De acordou com o programa eleitoral sufragado pelos cidadãos nas urnas, salientou:
- Acabaram as obras megalómanas, tantas vezes projetadas pelos políticos sem ter em conta a auscultação das populações. "Pretendemos ir pelas obras de proximidade, algo que já marcou o mandato anterior."
- Sendo Tarouca um concelho com forte matriz agrícola,  pretende a Junta continuar num trabalho de parceria com as populações no referente a regadios. A Junta oferece os materiais e as pessoas dão o trabalho. Além disso, irá para a frente o MERCADO (semanal ou quinzenal) a ter lugar nas galerias do Centro Cívico. Pretende-se facilitar o escoamento da produção agrícola e facilitar a vida aos consumidores.
- Embora Alcácima não seja da responsabilidade da Junta, é propósito desta tudo fazer para dar vida àquele belo espaço, preservando-o e possibilitando a sua usufruição pelos cidadãos.
Falou da limpeza do Rio Barrosela, em acão neste momento, e que resultou de uma candidatura feita pela Junta aos fundos comunitários. E afirmou que será de transformar a zona ribeirinha em algo de fantástico para Tarouca, mesmo que tal não se possa fazer de uma só vez. Algo de interessantemente  útil aquela zona, desde Ponte das Tábuas até ao Verdeal.
Também o Parque de Merendas, em Santa Helena, será intervencionado. Ainda para mais agora, após o incêndio.
- Em relação ao apoio social aos cidadãos, o Presidente falou de coordenação para rentabilizar a diversidade dos muitos serviços dispersos; da necessidade de pôr as pessoas no terreno, ultrapassando a burocracia que as apega às secretárias; de flexibilidade que leve a tratamentos diferentes para situações diferentes.
- Na união de Freguesias, existem vinte e tal associações. A junta quer colaborar com todas elas, através de parcerias , sem intromissões, mas para ajudar, apoiar, colaborar. Salientou ainda o papel da Câmara como parceiro estratégico.
- Quanto aos jovens, referiu o seu desconforto com a situação da juventude atual, frisando que foi a geração mais velha que contribuiu para tal situação ao gastar mais do que devia. E garantiu aos mais novos "contem comigo."
- Sobre a União de Freguesias, sublinhou ser uma pessoa de consensos e que tudo fará para ver todos a puxar para o mesmo lado.
E terminou: "Peço a Deus que me ajude a cumprir esta missa".

Outros aspetos:
- Em virtude das eleições de 29 de Setembro, Rui Raimundo, na qualidade de cidadão mais bem posicionado,  presidiu à reunião, procedeu à leitura da ata e à instalação dos membros eleitos .
- Nas eleição para os vogais da Junta de Freguesia e para Presidente e Secretários da Assembleia de Freguesia, os eleitos optaram por unanimidade por votar por lista e as listas votadas foram-no também por unanimidade.
- Foi lida uma carta do cidadão Carlos Simões de Carvalho em que este renunciava ao mandato "por motivos de ordem pessoal". Foi substituído pela pessoa imediatamente a seguir da sua lista.
- Sublinhe-se a boa presença de cidadãos nesta tomada de posse que correu com grande sentido cívico.

Sem comentários: