terça-feira, 27 de março de 2018

Jesus e Judas Iscariotes

Resultado de imagem para jesus e judas iscariotes
Trinta moedas de prata foi o preço pelo qual Judas Iscariotes traiu Jesus,
de acordo com uma citação do Evangelho de Mateus 26, 15
 
Quando uma pessoa, não quer, não quer!
Que poderia ter feito mais Jesus por Judas Iscariotes?
- Chamou-o para o grupo dos Apóstolos onde lhe foi entregue uma importante missão: "tesoureiro" do grupo;
- Quando comiam à mesa em casa de Lázaro, Marta e Maria, esta última ungiu os pés de Jesus com perfume, simbolizando o perfume da sua fé no Salvador. Judas, que estava presente, começou a resmungar, criticando hipocritamente o desperdício de dinheiro, fingindo-se preocupado com os pobres. Jesus respondeu muito serenamente, não expôs o seu discípulo, procurando apenas que ele refletisse...
A Paixão começa no Cenáculo, com a atitude de Judas tão cruelmente ofensiva para Jesus. O traidor já vendeu o seu divino Mestre. Entretanto assiste hipocritamente à Ceia e à instituição da Eucaristia. Comunga sem dúvida sacrilegamente.
- Nosso Senhor experimenta abatimento e piedade. Tenta ainda salvá-lo. Adverte­-o: «Um de vós, diz, que estais comigo a esta mesa, trair-me-á." Isto devia recordar ao traidor a lamentação de David: «Se um inimigo me tivesse ofendido, tê-lo-ia suportado, mas tu, um amigo que vivia à minha mesa ... »
- Nosso Senhor deixa manifestar a sua tristeza, não por causa de si mesmo, Ele sabe que deve morrer: «No que diz respeito ao Filho do homem, diz, vai acontecer segundo o que foi determinado». Mas entristece-se por causa do crime do seu discípulo: «Ai daquele, diz, pelo qual o Filho do homem é entregue” (Lc 22,22). Mas nada toca o pecador endurecido.
- Depois, Judas atormentado pela espada do remorso que lhe trespassava a alma, não aguentou e foi esganar-se numa figueira.
- Pedro Também errou, negou 3 vezes Cristo. Mas Pedro olhou e deixou-se olhar por Jesus. Aqui nasceu o arrependimento e o perdão do Senhor. Se Judas tivesse voltado para junto do Jesus, arrependido, também teria sido perdoado.

Judas Iscariotes faz lembrar muito da cultura do nosso tempo:
- Eu, eu e eu! Eu é que sei; eu é que sou o melhor;  eu é que tenho os melhores projetos; os melhores sentimentos são os meus, as melhores ideias são minhas; eu é que sei o que é bom e o que é mau.
- O orgulho e o egoísmo levados ao extremo, ao desespero, à autodestruição...
- Uma vida sem ética, sem valores, sem princípios. Vale tudo desde que alcance os meus objetivos.... Mesmo pisar amigos!!!
- Viver  querendo ser o centro do mundo o qual tem a dimensão do umbigo de cada um. Que interessa que os outros sofram, digam ou façam!? Eu é que estou certo, eu é que sei, a vida é minha, cada um desenrasca-se...
- A arrogância e prepotência... Sem humildade perante a vida, parecemos uns balões que a qualquer momento estouram e desaparecem...
- Incapacidade de reconhecer o erro  e falta de dignidade para encetar o caminho de regresso. Como Pedro, podemos sempre errar; mas, como Pedro, podemos sempre regressar Àquele que nos perdoa, nos olha e nos salva.
Na Vida, que caminho escolhemos? O de Pedro ou o de Judas Iscariotes?


Sem comentários:

Enviar um comentário